Redação Pragmatismo
São Paulo 05/Mar/2018 às 16:39 COMENTÁRIOS

As mudanças de João Doria para as linhas de ônibus de São Paulo

Prefeito João Doria (PSDB) quer extinguir 149 linhas de ônibus e mudar 186. Em alguns casos, serão precisos quatro ônibus para o trajeto hoje feito com uma linha só. Veja como fica seu bairro

mudanças de João Doria linhas de ônibus de São Paulo

Rodrigo Gomes, RBA

A licitação do transporte coletivo de ônibus da capital paulista ainda não tem data certa para ocorrer. Muitas listas e mapas com informações duvidosas sobre linhas a serem extintas têm circulado nas últimas semanas. As informações oficiais por parte da prefeitura foram divulgadas no sábado. A proposta deixou muitos paulistanos preocupados. Serão 149 linhas extintas. Outras 186 terão mudança de trajeto, redução da extensão, ampliação do itinerário ou simplesmente mudança do nome.

A zona sul da cidade terá 53 linhas alteradas, sendo a mais afetada pela mudança proposta. Porém, muitas alterações ocorreram durante o ano passado, sobretudo na zona leste, que agora terá apenas 16 linhas alteradas.

A prefeitura alega que as mudanças buscam racionalizar o sistema de ônibus, evitando sobreposição de linhas e ampliando o atendimento na cidade. Também diz que as alterações serão implementadas de forma gradual, a partir de seis meses da assinatura dos novos contratos, com prazo para conclusão de até três anos. Um grupo de organizações considera que a proposta vai manter o serviço ruim na cidade.

As organizações também têm criticado a proposta da gestão Doria, sobretudo pela falta de transparência com que o tema tem sido tratado. A consulta pública se encerra hoje, mas a gestão Doria só divulgou a relação exata de linhas existentes e alterações propostas no último sábado (3). Antes era preciso consultar um por um os 1.183 arquivos correspondentes às novas linhas, cujos números de identificação não se relacionam com as linhas atuais.

A região sul – área 6, azul claro – terá 53 linhas modificadas. A maior parte, linhas que ainda seguiam direto dos bairros para além do Terminal Grajaú, como a linha 6078 Cantinho do Céu/Shopping Interlagos, que será cortada e passará a atender apenas o trajeto do bairro ao terminal. Mesma situação das linhas do Jardim São Bernardo que ligam o bairro ao Terminal Santo Amaro (6069) e ao Shopping Interlagos (6055). Ambas passarão a fazer ponto final no Terminal Grajaú. Quem quiser seguir para o centro comercial terá de usar a linha 5630 Brás/Terminal Grajaú.

A linha 607M Terminal Grajaú/E.T. Água Espraiada será extinta e a linha 675X Terminal Grajaú/Vila Mariana será cortada no Campo Belo. Na região de Parelheiros, a linha 695Y Metrô Praça da Árvore/Terminal Parelheiros será extinta e os usuários terão de se deslocar para o Terminal Santo Amaro. E a linha 695H-Jardim Herplin/Terminal Santo Amaro, passará a ir apenas até o Terminal Grajaú. Confira a lista com todas as linhas da região sul.

A região sudoeste – área 7, vinho – terá 44 linhas alteradas. Boa parte, linhas que ainda iam até o Terminal Santo Amaro e vão passar a fazer ponto final nos terminais João Dias e Capelinha. Além disso, algumas linhas que iam para a região central como a 647A Valo Velho/Pinheiros e a 5318 Chácara Santana/Praça da Sé serão cortadas, a primeira fazendo final no Terminal Capelinha e a segunda no Terminal Santo Amaro.

Algumas linhas do Terminal Campo Limpo também vão sofrer alterações significativas. A linha 857R Aclimação/Terminal Campo Limpo será extinta. Já a linha 857P, que vai para o Metrô Paraíso, terá o itinerário estendido até a Estação Ana Rosa. Confira a lista com todas as linhas da região sudoeste.

Na zona oeste – área 8, laranja – serão 46 linhas modificadas. Os moradores da favela de Paraisópolis estão entre os mais afetados pelas mudanças, com a extinção da linha 6412 Paraisópolis/Paulista. Vai ser preciso ir até o Terminal Pinheiros e pegar outra linha até a Avenida Paulista. Outra linha extinta é a 856R Lapa/Socorro, que vai demandar que os usuários façam três baldeações para fazer o mesmo trajeto. Confira a lista com todas as linhas da zona oeste.

A região noroeste – área 1, verde claro – terá 51 linhas modificadas. Essa área ainda possui muitas linhas que vêem dos bairros ao centro e grande parte delas será cortada. Dentre os mais prejudicados estão os usuários da linha 8622 Morro Doce/Praça Ramos de Azevedo. A linha vai passar a fazer final do Terminal Jardim Britânia. De lá será preciso ir até o Terminal Lapa e daí pegar um ônibus para o centro da cidade. Confira a lista com todas as linhas da região noroeste.

Os moradores da zona norte – área 2, azul escuro – vão ter 42 linhas modificadas. Os estudantes que se deslocam até a Cidade Universitária estão entre os que vão ter mais dificuldade par chegar ao destino, com a extinção da linha 701U e o corte da linha 177H, que vai atender somente até o Terminal Pinheiros, de onde será preciso pegar mais um ônibus até a USP. Confira a lista com todas as linhas da região norte.

Já muito afetada por cortes em linhas durante o ano passado, a zona leste da cidade terá, ao todo, 99 linhas alteradas. Na região nordeste – área 3, amarelo – uma das linhas cortadas será a 253F Terminal A. E. Carvalho/Terminal São Mateus, que no ano passado foi mantida após intensa mobilização dos moradores do Jardim Helian. A linha passará a ir de São Mateus à Estação Dom Bosco da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM). Todas as mudanças da área 3 podem ser conferidas na relação de linhas.

Na área 4 – leste, vermelha – a maior dificuldade vai ser para os moradores da Cohab José Bonifácio, que não vão ter mais a ligação direta com o Shopping Aricanduva, por meio da linha 3020. Será preciso pegar a nova linha Jardim São Pedro/Metrô Itaquera, ir de metrô até a Estação Penha e pegar um ônibus para o Terminal Cidade Tiradentes. Confira a lista com todas as linhas da região.

A situação é semelhante à dos usuários da linha 373M Jardim Guairacá/Shopping Metrô Tatuapé, na área 5 – sudeste, verde escuro – que vão ter de pegar quatro ônibus diferentes para fazer o mesmo trajeto hoje feito com uma linha. As mudanças dessa área podem ser conferidas na relação de linhas.

Leia também:
A guerra aberta entre o MBL e João Doria
Acidentes em São Paulo sobem 60% após aumento de João Doria
Da gentileza de Marisa Monte para a frieza de João Doria
Livro de cabeceira de João Doria explica quem é o prefeito de São Paulo
Coordenador de Doria diz que apostou na manipulação através do marketing

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Comentários