Redação Pragmatismo
Religião 14/Mar/2018 às 22:00 COMENTÁRIOS

Folheto de missa estampa “sósia” de Lula e internet é tomada por teoria da conspiração

Lula ou Nicodemos? Folheto de missa estampa “sósia” do ex-presidente e internet é tomada por teoria da conspiração. Os mais exaltados chegaram a ameaçar o padre redator do livreto e a Editora responsável

sósia de Lula folheto missa
Folheto com “sósia” de Lula causa discussão nas redes sociais e em igrejas do Brasil (Foto: Reprodução do Folheto da Igreja Católica distribuído na missa do dia 11/03/2018. Ilustração: Stefano Pachi)

A imagem e semelhança do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) ou simples coincidência? Uma ilustração do folheto da missa de domingo, que chamou a atenção de fiéis nas igrejas do Brasil pela semelhança de um personagem bíblico com o ex-metalúrgico está rendendo polêmica nas redes sociais.

No entanto, segundo a Editora Paulus, responsável pela produção do Semanário Litúrgico-Catequético, trata-se de um desenho feito há mais de dois anos por um artista italiano. A ilustração é de Stefano Pachi.

Muitos fiéis que participaram da missa no último domingo se surpreenderam ao receber, na entrada da igreja, o folheto para acompanhar a celebração.

É que no alto da primeira página da publicação, há uma ilustração mostrando o encontro de Jesus e Nicodemos, que, prestando bem a atenção, é muito parecido com o ex-presidente petista (imagem acima).

A “teoria da conspiração” tomou conta da internet e muitos começaram a divulgar o folheto, dizendo se tratar da imagem de Lula.

“Hoje fui à missa e me deparei com essa foto de JC (Jesus Cristo) batendo um papo com o Lula”, disse um internauta no Twitter. “O que significa o rosto de Lula em um folheto de missa”, perguntou outro.

Os mais revoltados com a suposta provocação divulgaram uma montagem do planfleto com o Facebook do redator do livreto, dizendo que ele seria defensor do petista nas redes sociais.

Ameaças

O redator da peça, Padre Nilo Luza, se tornou alvo de ataques no Facebook. Houve até quem falasse na excomunhão dele e o chamasse de herege.

“Que vergonha ver um (padre) apoiando esse ladrão. Você vai pagar caro por apoiar um partido comunista, vai responder no tribunal Divino!”, disse uma usuária.

Ele foi questionado sobre qual seria sua intenção ao “divulgar o comunismo na igreja de Jesus”. Outro crítico reclamou que havia posts de notícias políticas no perfil do religioso.

“Triste o comportamento de certos padres e bispos da igreja católica no Brasil, eles sabem muito bem que o comunismo foi condenado pelos dez últimos papas.” Padre Nilo também recebeu apoio de alguns. “Esquenta não. Esse povo ta maluco mesmo”, disse um internauta.

Nicodemos

Durante a Liturgia da Palavra, foi feita a leitura: “Naquele tempo, disse Jesus a Nicodemos: ‘Do mesmo modo como Moisés mandou levantou a serpente do deserto, assim é necessário que o Filho do homem seja levantado, para que todos os que nele crerem tenham a vida eterna (…) Mas quem age conforme a verdade, aproxima-se da luz, para que se manifeste que suas ações são realizadas em Deus”.

Numa breve pesquisa, vem a explicação sobre o personagem bíblico. Nicodemos foi um fariseu, membro do Sinédrio, mestre da Lei, que, segundo o Evangelho de João, mostrou-se favorável a Jesus. A igreja católica venera-o como São Nicodemos. A Ordem Franciscana ergueu uma igreja que tem o seu nome e o nome de São José de Arimatéia em Ramla, Israel.

Nota da Editora

Em nota, a Editora Paulus, que também chegou a ser alvo de críticas, informou que segue a linha editorial da Itália, inclusive com a mesma publicação.

“Como informado na seção de créditos do folheto O DOMINGO, nº 12, de 11/3/2018, a imagem que retrata um diálogo entre Jesus e Nicodemos é uma ilustração do artista italiano Stefano Pachì, produzida há mais de dois anos, e não faz qualquer alusão à figura do ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva”.

Estado de Minas (Gustavo Werneck e Juliana Cipriani)

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Comentários