Redação Pragmatismo
Barbárie 25/Oct/2017 às 10:58 COMENTÁRIOS

Mãe de gêmeas encontradas nuas com idoso diz que conheceu o homem na igreja

Mãe de gêmeas de 11 anos encontradas nuas em quarto com idoso diz que conheceu o homem na igreja. "Ele era de confiança, evangélico e ajudava a família"

mãe de gêmeas idoso abuso

Um idoso de 65 anos foi preso depois de ter sido flagrado de cuecas em um quarto com duas meninas gêmeas de 11 anos em Santa Isabel (SP).

Segundo a polícia, uma delas estava nua e a outra vestia apenas uma calcinha. Ao ser questionado pelos policiais, ele negou ter cometido qualquer crime. O Conselho Tutelar foi acionado e dois conselheiros compareceram ao local.

O caso foi registrado como estupro de vulnerável. De acordo com o boletim de ocorrência, a Polícia Militar chegou até o local por causa de uma denúncia anônima. Os policiais chegaram à casa por volta das 21h30 de sábado e encontraram o portão aberto.

Os policiais entraram no imóvel e ouviram um barulho que vinha de um quarto nos fundos da casa. Por uma fresta da janela do cômodo, viram o idoso, que é motorista, de cuecas. Uma das meninas estava totalmente nua e a outra de calcinhas.

Os policiais disseram que, quando entraram, o motorista tentou vestir um shorts. Uma das meninas tentou se esconder embaixo da cama e a outra já estava vestida.

Segundo o boletim de ocorrência, na televisão do quarto passava um desenho infantil e no local tinha alimentos, como gelatina, bolachas e iogurte.

Mãe

Em depoimento à polícia, a mãe das gêmeas de 11 anos disse que conheceu o homem que estava com suas filhas na igreja.

“A mãe alegou que não sabia de nada e que confiava nesse senhor, que se mostrava bom e ajudava a família. Ela disse ainda que ele era evangélico e ajudava a família com cestas básicas. Segundo a mãe, as filhas nunca relataram nada sobre abuso”, explicou o delegado Carlos Alberto Oliveira, responsável pelo caso.

Além da mãe, o padrasto e o irmão das meninas também foram ouvidos.

O delegado completou que, no depoimento, a mãe admitiu que sempre liberava as meninas para o homem, que prometia que as levaria à igreja.

O delegado vai investigar se as alegações da mãe têm fundamento. Ele afirmou ainda que tem mais alguns dias para tentar ouvir outras testemunhas.

Uma delas já havia dito à polícia que o suspeito dava mantimentos à família e que atraía as crianças com doces.

Lei

De acordo com a lei, a proteção da dignidade sexual está divida entre as vítimas maiores e menores de 14 anos. O menor de 14 anos tem uma proteção especial da lei brasileira em casos de estupro e por isso estão inseridos na categoria de vulneráveis.

Com essa idade, é proibida qualquer conduta sexual, com ou sem consentimento. A lei também protege quem não pode oferecer resistência ao estupro, seja por possuir deficiência mental ou por estar em uma situação vulnerável, como sob o efeito de drogas por exemplo.

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários