Redação Pragmatismo
Homofobia 11/Oct/2017 às 22:29 COMENTÁRIOS

Campeão olímpico brasileiro apaga postagem homofóbica após críticas

Medalhista de ouro da seleção masculina de vôlei nos Jogos Olímpicos do Rio em 2016 manda “bola para fora da quadra” ao debochar de homossexuais. Atleta apagou a postagem após repercussão negativa

Campeão olímpico maurício souza gays homofobia homofóbica

Mauricio Souza, campeão olímpico em 2016 com a seleção brasileira de vôlei, apagou uma postagem polêmica que havia divulgado em sua página oficial do Instagram.

O atleta decidiu remover o conteúdo após a repercussão negativa gerada. A postagem, que ficou no ar por cerca de 10 horas, trazia a seguinte frase:

“Sou do tempo que fumar era bonito e dar a bunda era feio! Hoje fumar é feio e dar a bunda é bonito! Sorte que sou velho. Graças a Deus!”

Muitos internautas sugeriram que o atleta deveria receber uma punição da Confederação Brasileira de Vôlei (CBV).

“Alguém sabe dizer se tem como a gente provar para a CBV que o Mauricio é homofóbico e a CBV não permitir que o Mauricio atue pela seleção? Sei lá, acho que ele merecia ser punido e não poder mais atuar na Superliga. É um preconceituoso sim”, publicou um internauta.

“Se eu já tinha asco desse cone, agora piorou. Nojo”, escreveu outro. Algumas comunidades do voleibol repudiaram oficialmente a postagem do atleta. “Homofobia não é opinião. E nem piada”, diz texto da página Melhor do Vôlei.

‘Birra’ com gays

Não é a primeira vez que o jogador se envolve em uma polêmica relacionada a homossexuais. Em 2014, Maurício Souza postou em seu Facebook um comentário sobre a novela da Rede Globo, “Em Família”. Na época, o atleta disse que preferia poupar seu filho de conteúdos como o ‘amor gay’.

“Essa galera das novelas que querem mostrar e colocar na cabeça dos brasileiros que trai a mulher, ser gay entre outras coisas é normal e que é legar ser e fazer essas coisas. Não sou preconceituoso longe disso. Mas prefiro que meu filho não veja esse tipo de coisa e saiba que ter uma mulher construir uma família e ter valores é o certo foi o que meu pai me ensinou é assim que tem que ser. Fica esperto e não deixe seus filhos ver essas coisas”, disse Maurício.

Assim como na postagem desta semana, o atleta também apagou aquela publicação após ser criticado e ainda divulgou um pedido de desculpas.

Leia também:
Campeão olímpico brasileiro apaga postagem homofóbica após críticas
Explicação de ator para a homofobia no futebol constrange até sua namorada
O movimento LGBT: do arco-íris ao vermelho-sangue
O Estado Democrático de Direito e os homossexuais no Brasil
Chegou a hora de falar de homofobia no futebol
Torcida faz mosaico contra a homofobia
Corinthians contra a homofobia?

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Comentários