Redação Pragmatismo
Contra o Preconceito 05/Sep/2017 às 12:27 COMENTÁRIOS

Dono do restaurante Coco Bambu rebate comentário preconceituoso com maestria

“Só pode ser nordestino”. Cliente faz comentário preconceituoso para reclamar de restaurante e proprietário rebate com maestria, usando Patativa do Assaré

restaurante coco bambu preconceito nordestino

Depois de receber uma avaliação negativa de um cliente insatisfeito, com uma mensagem preconceituosa contra o Nordeste, o sócio de uma franquia de restaurantes especializados em comida nordestina resolveu rebater o ódio de uma maneira diferente: com poesia.

Com o título “Só pode ser nordestino”, o usuário escreveu na web a seguinte crítica: “Péssimo. Parece bom, mas os ingredientes não são frescos. Outro detalhe foi o atendimento muito demorado (mais de 45 minutos para um prato de 2 pessoas). Também quando veio a conta estava errado”.

“Em um primeiro momento, fiquei sem reação, sem saber o que fazer após ver um comentário tão preconceituoso. Sempre tentamos tratar nossos clientes da melhor forma possível, e não seria diferente desta vez. Eu penso assim: uma vez que a pessoa te agride, talvez ela esteja passando por um momento ruim na vida. Neste caso, ficou bem claro que quem tem algum problema é ela. Então, foi uma forma sutil de mostrar que isso é um crime”, afirmou Thales Osterne, um dos proprietários do Coco Bambu.

O empresário respondeu lembrando a Lei nº 7.716, de 5 de janeiro de 1989. De acordo com a lei, discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião ou procedência nacional é crime. Por fim, ele divulgou trecho da poesia ‘Sou Cabra da Peste’, de Patativa do Assaré:

“Eu sou de uma terra que o povo padece
Mas não esmorece e procura vencer.
Da terra querida, que a linda cabocla
De riso na boca zomba no sofrer
Não nego meu sangue, não nego meu nome
Olho para a fome, pergunto o que há?
Eu sou brasileiro, filho do Nordeste,
Sou cabra da Peste, sou do Ceará.”

Patativa do Assaré.

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários