Redação Pragmatismo
Lula 13/Sep/2017 às 20:43 COMENTÁRIOS

A íntegra do novo depoimento de Lula a Sergio Moro

Novo depoimento de Lula a Sergio Moro durou pouco mais de duas horas em Curitiba nesta quarta-feira. Ao final do embate, o ex-presidente questionou o juiz: 'Posso dizer aos meus filhos que vim a Curitiba prestar depoimento a um juiz imparcial?'. O magistrado não gostou

lula depoimento de Lula moro curitiba vídeo

O depoimento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao juiz Sérgio Moro, da 13ª Vara Federal de Curitiba, durou pouco mais de duas horas na tarde de hoje e terminou com o magistrado sendo questionado pelo petista, no final do interrogatório:

“Vou terminar fazendo uma pergunta ao senhor: vou chegar em casa amanhã e vou almoçar com oito netos e uma bisneta de seis meses. Posso olhar na cara dos meus filhos e dizer que vim a Curitiba prestar depoimento a um juiz imparcial?”

Moro não hesitou e respondeu: “Bem, em primeiro lugar não cabe ao senhor fazer esse tipo de pergunta pra mim. Mas, de todo modo, sim”. “Porque não foi o procedimento na outra ação, doutor”, retrucou Lula, em referência ao processo em que o juiz o condenou, em julho, a nove anos e seis meses de prisão, por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. A condenação diz respeito ao processo do tríplex do Guarujá, no litoral sul de São Paulo.

Moro então se negou a dar continuidade à discussão. “Não vou discutir a outra ação com o senhor”, disse. “A minha convicção foi que o senhor é culpado. Não vou discutir aquele processo aqui. O senhor está discutindo no tribunal. Apresente suas razões no tribunal. Discutir aqui não seria bom para o senhor.”

Lula continuou: “Eu vou continuar esperando que a Justiça faça justiça neste país”. Moro respondeu por último: “Perfeito. Pode interromper a gravação”.

No depoimento de hoje, Lula respondeu à acusação de corrupção e lavagem de dinheiro decorrente de supostas relações com a empreiteira Odebrecht.

No Twitter, o advogado do ex-presidente, Cristiano Zanin Martins, contestou a utilização de questões que não fazem parte do processo no interrogatório. “Não cabe a Lula responder perguntas estranhas ao processo ou sobre papéis apócrifos que têm a autenticidade questionada pela defesa”, escreveu. “A técnica dos procuradores e de Moro foi repetir sucessivamente perguntas a Lula e formular questões sobre assuntos estranhos ao processo.”

Segundo o advogado, “é emblemático que nem o juiz, nem o MPF fizeram perguntas sobre 8 contratos da Petrobras que embasam a denúncia objeto do depoimento de hoje”. “Será que é porque já existe prejulgamento ou por que o MPF não consegue vincular qualquer eventual ilícito desses 8 contratos a Lula?”, questionou. “A maior demonstração de que Lula sente que não está sendo julgado com imparcialidade é que ele mesmo no final do depoimento fez esta pergunta a Moro”.

Assista ao depoimento de Lula na íntegra:

Recomendados para você

Comentários