Redação Pragmatismo
Ciência 08/Sep/2017 às 11:14 COMENTÁRIOS

Caçadores de furacões entram no olho do Irma

Vídeo. Avião consegue entrar no olho do furacão Irma, o fenômeno meteorológico mais potente já registrado no Oceano Atlântico

olho do furacão irma

Dois aviões sobrevoaram o interior do furacão Irma e conseguiram captar imagens impressionantes. As aeronaves, que pertencem à NOAA (Administração Nacional Oceânica e Atmosférica), têm como objetivo controlar e informar sobre as condições atmosféricas e o estado dos oceanos.

A subdivisão NOAA Hurricane Hunter (caçadores de furacão), que tem um centro de operações na Flórida, conta com uma frota de aviões de tamanho reduzido que pode entrar nos epicentros dos furacões e identificar possíveis perigos.

Foram exatamente eles, através de uma conta no twitter, que publicaram vídeos da tempestade nas redes sociais.

Uma parte dos pesquisadores se aventurou no olho de Irma, enquanto outra observou as suas laterais. Estima-se que o olho esteja se movimentando a 26 km/h e que tenha 50 quilômetros de diâmetro.

Seus ventos já atingiram 295 km/h, mas ainda podem chegar a até 300 km/h durante a passagem pela República Dominicana e o Haiti, que ainda se recupera da devastação deixada por outro furacão, o Matthew, em 2016.

Irma alcançou nesta quarta-feira o nível cinco – a categoria mais alta na escola Saffir Simpson –, o que o coloca como o maior furacão já registrado no oceano Atlântico.

VÍDEOS:

Furacão Irma: antes do olho, durante o olho e depois do olho:

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários