Redação Pragmatismo
História 18/Jul/2017 às 12:21 COMENTÁRIOS

Neto do ex-presidente Vargas é encontrado morto com um tiro na cabeça

Delegada afirma não haver dúvida de que Neto de Getúlio Vargas cometeu suicídio. Neto do ex-presidente, que deixa quatro filhos, é o terceiro descendente direto da família a tirar a própria vida, repetindo o gesto do pai e do avô

neto de getúlio vargas suicídio
Getúlio Dornelles Vargas

Getúlio Dornelles Vargas Neto, neto do ex-presidente Getúlio Vargas, foi encontrado morto nesta segunda-feira, em Porto Alegre. A polícia diz não ter dúvidas de que o pecuarista de 61 anos cometeu suicídio.

O corpo apresentava um ferimento de arma de fogo na cabeça e foi achado por uma empregada que trabalhava no apartamento de Vargas Neto, no bairro de Moinhos de Vento. Vargas Neto morava com uma filha, que está viajando. Ele deixa quatro filhos.

A delegada Roberta Bertoldo, que trata do caso, disse que ao lado do corpo foi encontrada uma carta de despedida endereçada à família.

A conclusão oficial, no entanto, será divulgada apenas ao final do inquérito instaurado pela Polícia Civil.

A morte de Vargas Neto se assemelha à do avô e à do pai. O ex-presidente Getúlio Vargas cometeu suicídio com um tiro no peito, em 24 de agosto 1954, no Rio de Janeiro. Ele estava sozinho em seu quarto no Palácio do Catete, então sede do governo federal, quando decidiu tirar a própria vida.

O pai de Vargas Neto, Manuel Antônio Sarmanho Vargas, se matou em 1997, no interior do Rio Grande do Sul, também com um tiro no peito. Maneco, como era conhecido, era um dos cinco filhos do ex-presidente. Ele foi encontrado ao lado de uma carta de despedida no escritório da fazenda em que morava.

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários