Redação Pragmatismo
São Paulo 13/Jun/2017 às 16:05
0
Comentários

Vídeo: Secretários de João Doria batem boca na prefeitura

Secretários de João Doria (PSDB) batem boca e promovem baixaria na prefeitura

vídeo secretários doria batem boca prefeitura André Sturm Milton Flávio
André Sturm e Milton Flávio, secretários da gestão de João Doria (reprodução)

Dois secretários do prefeito da capital paulista, João Doria (PSDB), bateram boca na tarde de ontem (12), na área da prefeitura onde ocorrem as coletiva de imprensa, no sexto andar.

O gestor da Cultura, André Sturm, ficou revoltado com o secretário de Relações Governamentais, Milton Flávio, por ele estar recebendo os artistas que ocuparam a sede da Secretaria Municipal da Cultura, há 12 dias, para exigir a saída de Sturm da pasta.

Flávio foi responsável pela negociação com os manifestantes durante a ocupação.

Acompanhe o vídeo da discussão:

Sturm:
– Não teve violência, não, né? Para de me vender Milton. Para de me vender. Você só me vende para essa gente que fica me agredindo e me xingando.

Milton Flávio:
– Me deixa explicar!

Sturm:
– Não vai explicar não. Isso é sacanagem! Você mandou eu vir aqui hoje! Eu estive aqui hoje, as duas horas da tarde… Você me fez fazer papel de palhaço, palhaço!
Entendeu? Eu tenho gravado aqui nossa conversa, eu tenho gravado você me pedindo para vir aqui às seis horas! Para fazer papel de palhaço.

Milton Flávio:
– Você me grava também?

Sturm:
– Não, não gravo também. Mas está aqui registrado.

Milton Flávio:
– Só para saber…

Sturm:
– Molecagem! Molecagem!

Durante a ocupação da sede da cultura, Milton Flávio desmentiu uma nota da secretaria chefiada por Sturm, que dizia que os ocupantes haviam sido violentos, intimidado servidores e tentado invadir o gabinete do secretário.

Conversei com o responsável da GCM, inspetor Cesar, que nos garantiu que a ocupação foi pacífica, não houve, até o momento, nenhum dano ao patrimônio público. Nenhum funcionário da secretaria foi agredido ou constrangido e, aqueles que quiseram sair, inclusive o próprio secretário, saíram sem nenhuma preocupação e sem nenhum dano”, disse Marques.

Os artistas ocuparam a secretaria exigindo a saída de Sturm por uma série de intervenções em programas da pasta, consideradas por eles como um desmonte das políticas públicas, como o congelamento de 47% do orçamento da cultura. Mas o estopim foi a ameaça de agressão de Sturm contra Gustavo Soares, 24 anos, ativista do Movimento Cultural de Ermelino Matarazzo, na zona leste da cidade. Após uma divergência entre eles, o secretário disse que ia “quebrar a cara” do jovem.

A reunião de ontem era resultante das negociações pelo descongelamento da verba da cultura, que foi um dos acertos efetuado antes da desocupação do prédio da secretaria pelos manifestantes. Os artistas vêm desde o início do ano estudando propostas de descongelamento da verba e iam apresentar as ideias ao secretário Milton Flávio.

RBA

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook.

Recomendados para você

Comentários