Redação Pragmatismo
Mulheres violadas 06/Jun/2017 às 22:04
0
Comentários

Luiza Brunet publica desabafo após condenação do ex-namorado

"Me deixa realizada, com o coração pacificado e uma sensação de ter ido no caminho certo". Luiza Brunet publica desabafo após sentença da Justiça que condena seu ex-namorado. A atriz foi espancada pelo empresário Lírio Parisotto no ano passado

Luiza Brunet ex-namorado condenado

Luiza Brunet publicou nesta segunda-feira (5) um desabafo após a decisão do Tribunal de Justiça São Paulo de condenar seu ex-namorado Lírio Parisotto a uma no de prisão, em regime aberto, pela agressão feita contra ela no ano passado.

A condenação pronunciada pela juíza Elaine Cristina Monteiro Cavalcanti determina que Parisotto fique dois anos sob vigilância e cumpra serviço comunitário durante doze meses.

Difícil dizer o que sinto. Mas é um dia que me deixa realizada, com o coração pacificado e uma sensação de ter ido no caminho certo. Não foi fácil me expor e conviver com as marcas dessa violência. Mas há algo maior. Este dia dia não é só meu – que atravessei esse doloroso caminho pessoal até aqui e precisei romper tantos medos. É um momento muito maior pelo que significa para tantas mulheres na mesma condição. Não existe aqui a Luiza. Existem mulheres. Existe a minha imensa felicidade pelo funcionamento da justiça. Dessa incrível Lei Maria da Penha. Não se calem mulheres. Vamos mudar essa situação. Não acaba aqui. Vocês me inspiraram sempre com seu apoio e sua força. E o que tenho a dizer se resume a uma palavra: gratidão“, escreveu ela em sua rede social.

Relembre o caso

Luiza revelou no ano passado ter sofrido uma série de agressões de seu então companheiro, o empresário Lírio Albino Parisotto, no apartamento dele, no Plaza Residence, em Nova York, Estados Unidos. De acordo com o colunista Ancelmo Góis do jornal O Globo, a modelo foi vítima violência doméstica no dia 21 de maio de 2016.

A agressão de Lírio, segundo Luiza, começou no restaurante onde eles estavam jantando com amigos. Ao ser perguntado se o casal iria a uma exposição de fotos, Lírio se exaltou. Disse que não iria porque da última vez ele foi confundido com o ex-marido de Luiza, Armando. Daí por diante, ele teria se descontrolado.

“Fui para Nova York acompanhá-lo para o evento Homem do Ano. Saímos do restaurante e pegamos um Uber. Ao chegar ao apartamento, ele me deixou dentro do carro e subiu”, conta.

A atriz relata que subiu logo depois e se sentou numa poltrona, onde os dois sempre fumavam e paravam para conversar. Lírio já estava de roupão e, segundo Luiza, partiu para cima dela, ofendendo-a verbalmente. Logo depois, deu um soco em seu olho, seguido de chutes.

Luiza contou que ele a derrubou no sofá e a imobilizou violentamente até quebrar quatro costelas dela. Ela só conseguiu se desvencilhar depois que ameaçou gritar pelo concierge. Então, trancou-se no quarto e só saiu de lá no dia seguinte, após ter certeza de que ele não estava no apartamento, e voltou ao Brasil:

“Eu sempre tive uma família estruturada e sempre fui discreta em minha vida pessoal. É doloroso aos 54 anos ter que me expor dessa maneira. Mas eu criei coragem, perdi o medo e a vergonha por causa da situação que nós, mulheres, vivemos no Brasil. É um desrespeito em relação à gente. O que mais nos inibe é a vergonha. Há mulheres com necessidade de ficar ao lado do agressor por questões econômicas, porque está acostumada ou mesmo por achar que a relação vai melhorar”, disse.

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários