Redação Pragmatismo
Saúde 16/Mar/2017 às 15:39 COMENTÁRIOS

Ministro da Saúde culpa mães que não ficam em casa por obesidade infantil

Uma semana depois do discurso machista de Michel Temer no Dia Internacional da Mulher, ministro da Saúde associa problema da obesidade infantil no Brasil à ausência das mães em casa

Ricardo Barros ministro obesidade infantil
Ricardo Barros, ministro da Saúde do governo Temer

Ricardo Barros, ministro da Saúde, relacionou o problema da obesidade infantil no Brasil ao fato de crianças “não terem a oportunidade de aprender a descascar alimentos” com suas mães.

Em sua fala, o ministro afirmou ainda que, como as mães não ficam em casa, crianças não têm oportunidade de acompanhá-las nas tarefas diárias, como ocorria no passado.

“Hoje as mães não ficam em casa, e as crianças não têm oportunidade, como tinham antigamente, de acompanhar a mãe nas tarefas diárias de preparação dos alimentos. E vai ficando cada vez mais distante a capacidade de pegar um alimento natural e saber consumi-lo”, disse Barros.

Em nenhum momento o ministro faz referência à figura paterna. “É preciso descascar mais e desembalar menos.”

A declaração de Barros ocorre uma semana depois da polêmica fala de Michel Temer no dia Internacional da Mulher, quando enalteceu o papel doméstico da mulher no cuidado com as crianças, com o marido, com o lar e com compras de supermercado.

Não é a primeira vez que Barros comete esse tipo de gafe. Em agosto, o ministro afirmou que homens vão menos ao médico porque trabalham mais. Na época, as declarações arrancaram críticas até de sua filha, Maria Victoria Barros. “Trabalhamos 5 horas a mais na semana que os homens”, reagiu a filha.

com informações de Agência Estado

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários