Redação Pragmatismo
Feminismo 08/Mar/2017 às 14:41 COMENTÁRIOS

Feminismo nosso de cada dia

feminismo nosso cada dia luta machismo

*Wesley Martins Santos, Pragmatismo Político.

Não precisamos de datas para lembrar que a mulher tem um papel fundamental na sociedade, mas o dia 8 de Março representa uma simbologia das lutas e resistências feministas no mundo, lutando por igualdade social, política, econômica e cultural.

Não adianta colocar uma imagem bonita com frases feitas nas redes sociais dizendo “Feliz dia da mulher” se suas atitudes cotidianas preservam e carregam o machismo, se você estigmatiza “mulher pra casar” e “mulher pra pegar”, se você estigmatiza que “isso é coisa de menina” e “isso é coisa de menino”, se você ainda acredita que lugar de mulher é dentro de casa, se você acha um absurdo uma mulher ter vários parceiros sexuais, pois ela é mulher tem que se dá o valor, não é mesmo? Quanto absurdo em pleno século XXI.

Paremos com a hipocrisia, vamos admitir que vivemos em um país machista, misógino, homofóbico e racista, e que o dito “sexo frágil” de frágil não tem nada, sejamos feministas como Lucretia Mott, Simone de Beauvoir, Frida Kahlo, Djamila Ribeiro, Luana Tolentino entre outras milhares que fizeram ou fazem da luta diária contra o machismo uma necessidade constante no mundo atual, sabe o porquê?

Uma mulher é estuprada a cada 11 minutos no Brasil (Fórum Brasileiro de Segurança Pública, 2016); 5 mulheres são espancadas a cada 2 minutos no país; O parceiro é o responsável por mais 80% das agressões (Pesquisa Mulheres Brasileiras nos Espaços Público e Privado, Fundação Perseu Abramo/SESC, 2010); As mulheres recebem até 25,6% a menos que os homens (Comissão Econômica das Nações Unidas para a América Latina e o Caribe- CEPAL,2016).

Mas se mesmo assim, você ainda achar que o feminismo não é algo importante, que o feminismo é frescura, que o feminismo é o contrário de machismo e que o feminismo não é necessário, oremos!

Mãe nossa que está na terra, santificada seja a vossa luta.
Venha a nós o Vosso Respeito.
Seja feita a Vossa vontade, assim na Terra como em qualquer lugar.
O machismo nosso de cada dia que acabe hoje.
Não Perdoai nenhuma ofensa, assim como não perdoamos a quem pratica a misoginia,
E não paremos com a revolução, o feminismo é cabal.
Amém.

*Wesley Martins Santos e mestre em História Social pela PUC-SP, professor estadual da Escola Francisco Matarazzo Sobrinho e do Colégio Objetivo Monte Kemel e colaborou para Pragmatismo Político.

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários