Redação Pragmatismo
Política 09/Feb/2017 às 13:09 COMENTÁRIOS

Jair Bolsonaro se irrita ao saber que não teve o voto do próprio filho

Flagrante mostra que irritação de Jair Bolsonaro com Eduardo Bolsonaro, que também é deputado federal, não se limitou à votação para a eleição da Câmara. Parlamentar afirmou que filho seria preso se a imprensa descobrisse o que ele estava fazendo durante viagem. Eduardo rebateu

bolsonaro filho voto celular conversa
Bolsonaro repreende o filho, Eduardo, que não votou nele para presidente da Câmara pois estava em viagem misteriosa (Imagem: Lula Marques)

Troca de mensagem entre os deputados Jair Bolsonaro e seu filho Eduardo Bolsonaro, flagrada pelo fotógrafo Lula Marques, no plenário da Câmara, no dia da eleição para a presidência da Casa, mostra que o candidato a presidente não teve nem o voto do filho.

Mais do que isso, Bolsonaro repreende do filho pela sua viagem: “Mais ainda, compre merdas por aí. Não vou te visitar na Papuda”.

O deputado começa reclamando da ausência do filho na eleição. “Papel de filho da puta que você está fazendo comigo. Tens moral para falar do Renan? Irresponsável!”.

Bolsonaro demonstra, em seguida, estar preocupado também com a viagem de Eduardo: “Se a imprensa te descobrir ai, e o que está fazendo, vão comer seu figado e o meu. Retorne imediatamente!”.

Eduardo responde ao seu pai: “Quer me dar esporro tudo bem. Vacilo foi meu. Achei que a eleição só fosse semana que vem. Me comparar com o merda do seu filho, calma lá”. O deputado havia feito uma comparação com o outro filho, Pedro.

O gabinete de Jair Bolsonaro afirma que “houve invasão da privacidade do deputado” e acrescenta que o mesmo está tomando providências contra o jornalista.

bolsonaro mensagem filho

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários