Redação Pragmatismo
Justiça 24/Jan/2017 às 13:58 COMENTÁRIOS
Justiça

Marco Antonio Villa perde batalha contra Fernando Haddad na Justiça

Publicado em 24 Jan, 2017 às 13h58

Fernando Haddad ganha de Marco Antonio Villa na Justiça. No ano passado, cansado de ser perseguido e difamado, o então prefeito aplicou uma pegadinha no comentarista da Jovem Pan só para “vê-lo comentar, uma vez na vida, o dia-a-dia de quem ele lambe as botas”

Villa Haddad Justiça
Marco Antonio Villa e Fernando Haddad

com Consultor Jurídico

A Justiça de São Paulo rejeitou nesta segunda-feira (23/1) ação de improbidade administrativa contra o ex-prefeito da capital paulista Fernando Haddad (PT) por ter publicado agenda oficial com informações incompletas, para enganar um comentarista de rádio (relembre o caso aqui).

Para a juíza Carolina Duprat Cardoso, da 11ª Vara de Fazenda Pública, o ato de improbidade não acontece mesmo se comprovadas ilegalidades formais, mas apenas quando há “violação substancial” dos bens da administração pública.

No dia 16 de maio de 2016, a prefeitura divulgou que Haddad daria apenas despachos internos, quando na verdade teve atividades na rua. Horas depois, o então prefeito declarou que a intenção foi dar um “trote” no comentarista tucano Marco Antonio Villa, que costumava criticar na rádio Jovem Pan os compromissos oficiais do petista.

O Ministério Público de São Paulo ajuizou ação civil pública pedindo indenização de R$ 72,5 mil (equivalente a três vezes a remuneração mensal do prefeito), por dano moral, e até a perda da função pública de Haddad, além da suspensão dos direitos políticos e proibição de contratar com o poder público.

A juíza, porém, entendeu que a falsidade das informações nem sequer foi comprovada, pois a agenda oficial acabou atualizada na mesma data para o período da tarde, com acréscimo de compromissos, seguindo o princípio da publicidade.

“Ainda que o intuito revelado pelo demandado fosse reprovável,e pudesse, por elevação de conduta, ter sido evitado, não há justa causa para o recebimento da ação, porquanto não praticou ato de improbidade administrativa passível de punição”, afirmou.

‘Vai se ver com a Justiça’

Durante a campanha eleitoral de 2016, Villa e Haddad discutiram de maneira ríspida durante uma entrevista à Rádio Jovem Pan.

Na ocasião, o comentarista da Jovem Pan irritou-se e disse que Haddad prestaria contas com a Justiça por tê-lo enganado com o trote da agenda.

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

COMENTÁRIOS