Redação Pragmatismo
Protestos 06/Dec/2016 às 17:51 COMENTÁRIOS

Otávio Mesquita chama Renan de 'rato', sugere agressão física e depois volta atrás

Otávio Mesquita pede desculpas após chamar Renan Calheiros de “rato” e sugerir agressão física contra o senador e outros políticos. Apresentador recuou depois da repercussão do vídeo de sua fala na manifestação do último domingo

Otávio Mesquita Renan Calheiros
Otávio Mesquita discursou em carro de som na av. paulista no último domingo

Otávio Mesquita esteve presente na Avenida Paulista, no último domingo, na manifestação ‘a favor da Operação Lava Jato’, contra Renan Calheiros e em defesa do abuso de autoridade de juízes e promotores.

O apresentador fez um discurso acalorado contra a classe política brasileira, sugerindo aos manifestantes presentes que agredissem deputados e senadores em locais públicos.

“Se por acaso encontrarmos com alguns deles, em restaurantes, eu vou tentar pôr pra fora. Se eu encontrar esse rato do Renan Calheiros em qualquer restaurante que ele frequenta, eu levanto e ponho pra fora”, disparou o apresentador em um carro de som, para euforia dos presentes.

Menos de 24 horas depois do seu discurso, Mesquita resolveu pedir desculpas ao presidente do Senado.

“Acho que abusei um pouco quando me referi ao senador Renan Calheiros, independentemente do que ele está fazendo ou não. Acho que não tinha necessidade. Ficam aqui as minhas desculpas pessoais”, disse o apresentador.

“Não devemos nunca agredir… O que eu disse foi simbólico, nada mais! E ofensas também não são bem-vindas […] O calor do momento às vezes nos tira da coerência. Cobrar sempre ! Agredir nunca ! E ser humilde em pedir desculpas .. nunca agredi ninguém dessa forma! Não me senti bem ..”, finalizou Mesquita.

As duas declarações foram feitas antes da decisão do ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), de afastar Calheiros da Presidência do Senado Federal — tomada nessa segunda (5). O presidente do Senado, no entanto, não acatou a decisão do ministro do STF.

VÍDEO:

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários