Redação Pragmatismo
Governo 11/Nov/2016 às 11:40 COMENTÁRIOS

Michel Temer recebe cumprimentos da Shell por abrir pré-sal aos estrangeiros

Presidente mundial da Shell agradece a Michel Temer pela abertura do pré-sal. Deputados da base do governo aprovaram nesta semana o projeto de José Serra que abre a maior riqueza do Brasil ao capital internacional

presidente da shell temer pré-sal
Presidente da Shell agradece a Temer pela abertura do pré-sal (Imagem: Carolina Antunes/Fotos Públicas)

Em reunião com Michel Temer, o presidente da Shell, Ben van Beurden, afirmou que o Brasil é um dos principais países de interesse para a petroleira investir e ter “parceria” com a Petrobras.

“Trabalhamos com a Petrobras há muitos anos e ela é uma empresa de classe mundial no que se refere à capacidade técnica e isso não mudou. É obvio que acompanhamos as manchetes sobre Petrobras e isso traz algum grau de preocupação, mas a grande pergunta era se a empresa conseguiria manter os investimentos e ela tem feito escolhas adequadas em seus programas de investimentos”, afirmou Beurden.

O CEO disse que a Shell se tornou a maior sócia da Petrobras após comprar a britânica BG e anunciou que a empresa deverá realizar novos investimentos no Brasil nos próximos anos.

SAIBA MAIS: Por que é ruim para o Brasil retirar da Petrobras a exclusividade do Pré-sal?

As declarações foram praticamente um agradecimento ao governo Temer por abrir o mercado do pré-sal, grande riqueza do País, o que beneficia diretamente as multinacionais estrangeiras como a Shell.

Ben van Beurden anunciou ainda que a petrolífera vai investir US$ 10 bilhões no Brasil ao longo dos próximos quatro anos. O anúncio é feito imediatamente após a aprovação, pelo Congresso Nacional, das mudanças nas regras de exploração do pré-sal.

VEJA TAMBÉM: 6 motivos que explicam a gravidade do PL de Serra sobre o pré-sal

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários