Redação Pragmatismo
Corrupção 26/Oct/2016 às 14:47 COMENTÁRIOS

Hipster da Federal é processado e recebe 'férias forçadas'

Fama repentina rende férias forçadas e processo da PF contra 'Hipster da Federal'. Lucas Valença foi afastado do cargo por conceder entrevistas sem autorização da corporação. O policial chegou a participar do programa de Fátima Bernardes, na TV Globo

Hipster da Federal processado férias forçadas
Hipster da Federal em programa da Globo (reprodução)

Lucas Valença, mais conhecido como o “Hipster da Federal”, vai enfrentar um processo disciplinar da Polícia Federal e foi afastado do cargo por conceder entrevistas sem autorização da corporação. As informações são da coluna de Ancelmo Gois, do jornal O Globo.

Valença participou na última segunda-feira (24) do programa Encontro com Fátima Bernardes, da TV Globo, e também deu entrevista para portais do grupo.

Segundo a coluna, a visibilidade de Valença não foi bem recebida pela PF, que além de forçá-lo a tirar férias, criou uma nova regra: os agentes terão de usar balaclava para cobrir todo o rosto.

O policial ganhou fama repentina quando escoltou Eduardo Cunha para o embarque no avião da PF que levou o deputado cassado para a prisão em Curitiba, na semana passada. Desde então, Valença é um dos assuntos mais comentados nas redes sociais e ganhou apelidos como “lenhador” e “hipster da Federal“.

Na noite de ontem, a assessoria de imprensa de Lucas negou que ele tenha desrespeitado as normas da Polícia Federal, pois ele ganhou notoriedade por sua beleza, e não por suas funções como policial.

Lucas Valença é agente de Polícia Federal e ganhou notoriedade em razão da aparição na imprensa durante operação policial de grande repercussão“, disse a nota enviada ao portal EGO. “Ao ser chamado pra dar entrevista em canal de televisão de âmbito nacional, Lucas Valença não foi chamado enquanto representante da instituição, mas sim na condição de cidadão que possui interesse da sociedade em razão da sua beleza estética.”

Lucas reitera, assim como fez na entrevista, todo o seu respeito com a Instituição Policial Federal e, principalmente, em relação às investigações protagonizadas por nossos profissionais, sempre protegidas pelo sigilo e confidencialidade. Continuaremos construindo a Polícia Federal que a sociedade confia com muito zelo e responsabilidade.”

Leia também:
Hipster da Federal é militante anti-Dilma e anti-PT
Sergio Moro explica por que Eduardo Cunha não foi preso antes
Livro revela erros da Lava Jato e objetivos não-declarados da operação
Observações de jornalista e escritor italiano constrangem Sergio Moro

Ainda ao EGO, Valença informou que, até o momento, não recebeu nenhuma notificação. “Não fui exonerado e nem afastado, nada aconteceu, nenhuma notificação chegou para mim“, disse por meio de sua assessoria.

HuffPost Brasil

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários