Redação Pragmatismo
Mobilidade Urbana 29/Ago/2016 às 17:12 COMENTÁRIOS
Mobilidade Urbana

Como as bicicletas dominam Amsterdã: um dia comum na capital da Holanda

Publicado em 29 Ago, 2016 às 17h12

Cidadão divulga vídeo de um dia comum pelas ruas de Amsterdã. Imagens dão ampla noção de como funciona a mobilidade urbana na capital da Holanda

vídeo bicicleta ciclovia Amsterdã Holanda
Amsterdã, capital da Holanda (reprodução)

Enquanto algumas das principais cidades brasileiras estão dando os primeiros passos (ou pedaladas) para a construção de novas ciclovias e projetos de mobilidade urbana, em Amsterdã, capital da Holanda, a presença de ciclistas nas ruas já é algo bastante comum.

Em um vídeo recente, compartilhado pelo usuário do Reddit ArdNoot, um simples passeio pelo centro da capital holandesa revela a quantidade de ciclistas que invadem as ruas. Por todos os lados, a ciclofaixa vermelha ou ruas e avenidas são dominadas por bicicletas.

O mais curioso talvez seja a convivência pacífica e sempre respeitosa entre ciclistas, pedestres, carros e motos. Uma cena bem diferente da sequência de acontecimentos em ciclovias, ruas e vias de cidades como São Paulo e Belo Horizonte.

VÍDEO:

Leia também:
Os incontáveis benefícios das ciclovias
Vídeo: casal insulta Haddad durante inauguração de ciclovia
A gafe da Globo ao demonizar a “tinta vermelha” da ciclovia na Av. Paulista
Como a Alemanha mudou sua visão sobre as ciclovias

Cleber Facchi, HuffPost Brasil

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendações

Comentários

  1. Dedé Postado em 30/Ago/2016 às 08:32

    Holanda é um país fantástico. Um país capitalista, entre as economias mais livres do mundo, onde os contratos e os direitos de propriedades são respeitados. Um país assim só pode ser maravilhoso para se viver.

    • eu daqui Postado em 30/Ago/2016 às 09:29

      E com educação e saúde estatizadas e de qualidade. E com direitos trabalhistas generosos e imexíveis. E com baixíssima impunidade: violou -> enjaulou. preopriedade privada não basta. Não é somente dela que nascem os lírios.

    • Pedro Postado em 31/Ago/2016 às 09:10

      A Somalia também é uma "economia livre". Assim como todos os países desenvolvidos, o progresso holandês se deu através da direção do estado e da organização central. Busque estudar a historia da Holanda, o papel da companhia das índias ocidentais, e o papel da formação do estado de bem-estar social. A economia la não é tao livre quanto você pinta: mas realmente, a vida é uma maravilha.

  2. Eduardo Ribeiro Postado em 30/Ago/2016 às 10:25

    Em Amsterdã é super legal bicicletas e ciclofaixas. Aliás, quando a gente, elite branca endinheirada, viaja pra lá, a gente volta elogiando a democratização dos espaços e vias públicas de Amsterdã, "nossa, eles usam bicicleta pra tudo, e os carros convivem em harmonia com os ciclistas, são civilizados". Aí a gente volta pra cá, senta na nossa SUV gigante, e joga ela pra cima da primeira bicicleta que cruza nosso caminho gritando pela janela "aqui não é Amsterdã seu comunista filho da puta", reclama de radar na marginal "porque estão tirando o meeeeeu direito de andar correndo com o meeeeeeeu carro importado", e reclama de ciclofaixa "porque estão tirando espaço do meeeeeu carro nas ruas da cidade pra esses maconheiros andarem de bicicleta, e como fica o meeeeu carro nessa história toda?". É assim que é a oligofrenia paulistana. Doença a ser estudada pela Ciência.

    • José Ferreira Postado em 30/Ago/2016 às 14:50

      Ciclovia é sempre uma bosta. Seja aqui, seja lá.

      • Eduardo Ribeiro Postado em 30/Ago/2016 às 15:31

        É uma bosta, tá serto. Afinal, onde o paulistano debilóide padrão vai enfiar o carro de 18m de largura dele (conduzido por apenas 1 animal) com tanta ciclofaixa atrapalhando? Aliás, você devia ir lá, justo onde o uso de ciclovias é dos mais consolidados do planeta, modelo pro mundo, e convencer os holandeses de que ciclovia - e a democratização do espaço público, e o uso de bicicletas, e todos os benefícios que daí advêm - é "uma bosta". Vai ser dificil convence-los. E eu acho - só acho - que vão rir de você, MACACO TERCEIRO-MUNDISTA que ainda é escravo da cultura do automóvel, que está mais de 100 anos atrasado no assunto, que mal consegue resolver os próprios problemas de mobilidade urbana, ficar lá pitacando que toda a estrutura FUNCIONAL deles pensada na mobilidade e democratização das vias urbanas "é uma bosta". Boa sorte.

      • eu daqui Postado em 31/Ago/2016 às 12:41

        Se não gosta de bike, ande José. Ou vá a nado. Contanto que deixe de ser preguiçoso. Depois quando adoecer bota a culpa na pobre gordura que não aguenta mais ser apontada pela industria da doença.

  3. Estacio Postado em 30/Ago/2016 às 10:30

    É preciso perceber que nem sempre as soluções "lá de fora" são o melhor para o Brasil... Amsterdã é 8 vezes menor que a cidade de São Paulo e tem uma população 15 vezes menor. O brasileiro muitas vezes não sabe avaliar nosso tamanho, a cidade de Amsterdã apesar de ser capital da Holanda tem o tamanho de uma cidade nossa do interior, das médias tipo Joinville a capital brasileira das bicicletas...que é maior e bem mais populosa que Amsterdã!

    • Eduardo Ribeiro Postado em 30/Ago/2016 às 11:52

      Tóquio. Oi.

    • eu daqui Postado em 31/Ago/2016 às 12:42

      E quem manda lá é holandes e não brasileiro: essa é a principal diferença.

      • Estacio Postado em 01/Set/2016 às 14:06

        não seja complexado...