Redação Pragmatismo
Democratização Comunicação 07/Apr/2014 às 20:56 COMENTÁRIOS

Joaquim Barbosa defende regulamentação da mídia no Brasil e critica monopólio

Ministro Joaquim Barbosa defende regulamentação da mídia no Brasil e critica falta de diversidade

joaquim barbosa regulação da mídia
O presidente do STF, Joaquim Barbosa (Divulgação)

O presidente do STF, Joaquim Barbosa, defendeu hoje a criação de um marco legal de regulamentação dos meios de comunicação. Para o ministro, falta diversidade ideológica e racial a jornais e emissoras de televisão do país.

Barbosa negou que a defesa da regulamentação seja uma forma de censura à imprensa. Afirmou que o marco legal ajudaria juízes a resolver conflitos entre os meios de comunicação e pessoas que se sentiram afetadas por informações difundidas.

“Normatização, regulação, seja ela do Estado ou autorregulação, é importante. O que não deve haver é falta de qualquer regulação. Não defendo censura, nada disso. A vida social é feita de constantes choques e embates entre direitos, pessoas e grupos. Sem um balizamento normativo, seja ele do Estado ou mesmo dos próprios integrantes de um determinado sistema produtivo, aquele que tem a incumbência de resolver os conflitos entre esses grupos e essas pessoas tem dificuldade de fazê-lo”, disse ele, após a abertura do seminário “Liberdade de expressão e o Poder Judiciário”, no Tribunal de Justiça do Rio.

Para o presidente, a falta de um marco legal “só serve ao mais forte, a quem tem o poder e o dinheiro”. Em seu discurso, Barbosa criticou o que chamou de “falta de diversidade” nos meios de comunicação do país. Para o presidente do STF, a comunicação no país “é muito quadradinha”.

“Há organizações que fizeram esforços nos últimos 15, 20 anos, para ter mais a cara do Brasil, na chamada paisagem audiovisual brasileira. Outras simplesmente não despertaram para essa necessidade. Precisamos de visões mais plurais e ver isso com mais naturalidade. Vocês não acham que a informação no Brasil não é repetitiva, obsessiva, cansativa às vezes. Todo mundo diz a mesma coisa”, afirmou.

Barbosa afirmou ainda que o Judiciário deve prioridade aos crimes contra jornalistas, por se tratar de um ataque à liberdade de imprensa e expressão.

Datafolha

O ministro do STF disse se sentir lisonjeado por ser apontado em pesquisa Datafolha como um dos principais cabos eleitorais do país. Mas não disse se apoiaria algum candidato, o que contrariaria a Lei Orgânica da Magistratura. Ele afirmou que não pretende no momento se filiar a algum partido.

“Me sinto gratificado. Vejo como reconhecimento de um trabalho. É uma somatória de mais de uma década na frente pública, no debate de ideias, na tomada de posições nos mais diversos temas.”

Folhapress

Comentários

  1. Prajna Postado em 07/Apr/2014 às 21:32

    Esse pirou de vez...o marco seria muito bom..mas vindo dele...sei não...algo errado

    • Alberto Postado em 08/Apr/2014 às 00:08

      Que comentário mais ignorante, o marco é algo muito complicado, porém necessário, agora julgar a transparência dele pelo simples fato do presidente do STF ser favorável é de ignorância maior ainda!

  2. Monteiro Postado em 07/Apr/2014 às 22:02

    Finalmente uma boa reportagem sobre Joaquim Barbosa. Bom, isso desbanca aquelas teorias de quem achava que ele estava "do lado" da Globo...

    • Carlos Prado Postado em 07/Apr/2014 às 23:09

      hahahaha, é o mesmo que dizer que é contra o racismo e defende uma eugenia e etnocídio.

    • Alberto Postado em 08/Apr/2014 às 00:04

      Realmente muito contraditório namorar a Globo e apoiar a criação de um marco legal

  3. Pereira Postado em 08/Apr/2014 às 09:21

    Vejam isso : http://noticias.uol.com.br/internacional/ultimas-noticias/2014/04/07/deputada-cassada-instiga-brasil-a-agir-contra-ditadura-na-venezuela-indiferenca-e-cumplicidade.htm

    • Thiago Teixeira Postado em 08/Apr/2014 às 09:30

      Pelo amor de Deus, UOL? Me poupe.

      • Pereira Postado em 08/Apr/2014 às 10:17

        Que tipo de mídia tu consome então, se nada presta ? eu falei para ver e não para acreditar.

  4. Carliene Postado em 08/Apr/2014 às 09:30

    Tá só dando uma disfarçada e desviando a atenção, ele sabe q não cabe a ele a criação do marco, por isso é muito fácil falar q é a favor, mesmo ideologicamente sendo contra. Esse não e engana...

  5. Maria Aparecida Jubé Postado em 08/Apr/2014 às 09:54

    Realmente a mídia brasileira é ainda pior do que a visão que ele tem hoje, só que, quando ele foi eleito o Batman por essa mídia calhorda, quando ninguém suportava mais vê-lo 24 horas por dia na televisão, ele achava a mídia o máximo.

    • Monteiro Postado em 08/Apr/2014 às 13:08

      Quando que J. Barbosa "achava a mídia o máximo"? Sua única preocupação foi punir criminosos com todo o rigor. Criminosos, independentemente de ideologias.

  6. Esdras Pereira Alves Neto Postado em 08/Apr/2014 às 10:21

    Eu não acredito no que li, onde Joaquim Barbosa diz que a imprensa “só serve ao mais forte, a quem tem o poder e o dinheiro” . Pessoal quem o entrevistou será que não sentiu em seu hálito cheiro de cachaça. Sei não em pessoal para mim o "negão" tinha tomado umas quando deu essa entrevista.

    • Pereira Postado em 08/Apr/2014 às 15:19

      Quer ser processado por racismo ?

  7. Luiggi Postado em 08/Apr/2014 às 10:30

    Eita! Será que acabou mesmo o namoro de JB e a rede Goebbels ou é só uma manobra para mascarar alguma safadeza ainda escondida sob os panos? Prefiro acreditar em fim de namoro. O texto sobre o marco da internet já está pronto e se encontra sob análise no Congresso e Noblat está sendo processado sem contar um outro jornalista, do qual não recordo o nome, que teve que se retratar publicamente por publicar "inverdades" sobre S. Exª. É, ministro... pau que bate em Chico bate em Francisco!

    • Monteiro Postado em 08/Apr/2014 às 13:10

      Rede Goebbels hahahahahahahahahahahHhahaha

  8. Fernando Postado em 08/Apr/2014 às 10:31

    Acabou a lua-de-mel de JB com a mídia?

  9. Marcus Postado em 08/Apr/2014 às 12:09

    Eu sei que isso é clichê, mas clichês existem para serem usados, mas tenho a impressão de que isso não vai sair nem na grande imprensa e nem nos blogs de política que se dizem isentos mas tem uma indignação bem seletiva.

  10. ademar Postado em 08/Apr/2014 às 12:19

    Não entendo tamanho motivo para a hostilização ao Presidente do STF Joaquim Barbosa, homem que rompeu barreiras, desde de a infância pobre, o racismo, seu esforço em sua formação educacional, acadêmica e intelectual, acima da média, inclusive dos demais ministros, fala seis línguas, tem formação em mestrado , doutorado e outros títulos. Em todo sua carreira não há notícias de que tenha cometido erros, ou má conduta, não há denúncias, nenhum fato que o desabone ou que deixe em dúvida sua ilibada reputação, a não ser o fato de ter sido rigoroso na punição e condenação dos mensaleiros e todos envolvidos na ação 470, aqueles que defendem estes condenados são os que tentar desqualificar Joaquim Barbosa, não entendo quando as pessoas clama por justiça, mas desonram pessoas como o Presidente do STF e fazem apologia a criminosos. Sua declaração a respeito da mídia não é novidade, quem procurar se informar a respeito da vida , da carreira e dos pensamentos de Joaquim poderá se certificar disto, e pra quem acha que Joaquim foi rigoroso com os mesaleiros do PT, diga-se que foi o único dos ministros do STF a votar contra a dissociação do processo do mensalão mineiro de Eduardo Azeredo, o processo voltou aos tribunais de primeira instância em MG, o que vai contribuir para a defesa de Azeredo com o prolongamento e talvez até prescrição do processo, Joaquim queria que o processo fosse julgado pelo STF.

  11. Gleidson Postado em 08/Apr/2014 às 13:34

    Galera, menos... A opinião dele é muito boa. Não é porque não concordamos com suas atitudes passadas que ele não possa ter uma boa atitude no futuro. Lembrem-se do poeta Raul Seixas: eu prefiro ser essa metamorfose ambulante do que ter aquela velha opinião formada sobre tudo!!!

    • rogerio david Postado em 09/Apr/2014 às 13:44

      É isso aí, apoiado!!! Antes JB era nosso inimigo, agora é nosso amigo. Tudo depende do lado de quem ele está. Ideologia, principios, moral, isso é para os fracos. Nós, petistas tratamos bem quem nos trata bem e atacaremos até a medula quem ousar nos retrucar.

      • tchekowski Postado em 09/Apr/2014 às 14:52

        Vai pras urnas, rogerio.

  12. André Postado em 08/Apr/2014 às 16:11

    Provavelmente, esse ódio da esquerda contra ele só pode ser recalque. Afinal, ele não precisou de bolsas nem de cota pra chegar onde chegou. Isso vai de encontro a "causa".

    • Deisi Postado em 20/May/2014 às 16:55

      André ele não precisou de cota,e sim da indicação do Lula,para ser ministro do STF, porque muitos juristas, como Ivis Granda Martins,dizem que seu conhecimento jurídico e bem limitado.mas que ele gosta de aparecer é claro como a luz do sol.

  13. Yohan Postado em 08/Apr/2014 às 17:20

    Eu descordei algumas vezes dele por achar que ele estava sendo incoerente e utilizando dois pesos e duas medidas. Hoje vejo que eu posso ter me equivocado em julgá-lo pois ele está mostrando ter coerência.

  14. Annibal Botto Postado em 08/Apr/2014 às 17:24

    É impressionante como a midia "esconde" casos de crimes envolvendo empresários... “O ex-senador boliviano Andress Gusman foi assassinado perto do Palácio dos Banderantes, no Morumbi, na Zona Sul de São Paulo, nesta sexta-feira (4 de abril). Ele levou três tiros dentro de um carro, na Avenida Morumbi. O suspeito de efetuar os disparos, Miguel Garcia ferreira, disse à polícia que trabalha, há mais de três décadas, como motorista do empresário Olacyr de Morais, informou o SPTV”. http://g1.globo.com/sao-paulo/noticia/2014/04/ex-senador-boliviano-e-morto-por-motorista-de-empresario-em-sp.html Curiosidades: 1) Porque o motorista do “rei da soja” Olacyr de Morais mataria o ex-senador boliviano e sócio do patrão? 2) A PM prendeu o acusado em fuga levando uma mala com R$400 mil que, segundo o acusado, seu patrão dera à vítima; 3) Porque o “Rei da Soja” daria R$400 mil à vítima? 4) Será que o suposto assassino quis “recuperar” o dinheiro? 5) O suposto assassino, em seu primeiro depoimento na delegacia, disse, segundo o SPTV, que o ex-senador e sócio do “Rei da Soja” vinha extorquindo o seu patrão... 6) Se isso for verdade, por que razões a vítima (ex-senador boliviano e sócio do “Rei da Soja”) extorquiria o mega empresário e patrão do suposto assassino? Nunca mais falaram nada...o caso vai "morrer"...

    • rogerio david Postado em 09/Apr/2014 às 13:48

      É impressionante com a mídia esconde casos de crimes que envolvem empresários. Mas dou um link da GLOBO e li a noticia da FOLHA. Mas o caso está todo escondido, afinal só leio esses blogs de alta confiabilidade e aqui ninguem mencionou nada (ah, o boliviano teve ligações com o governo PT? Isso é do PIG)

      • tchekowski Postado em 09/Apr/2014 às 14:59

        Se tivesse ligações com o PT, seria a manchete do mês. Não vê o tratamento que deram pro deputado petista que andou no jatinho do bixeiro? E o helicóptero cheio de cocaína, ouviu falar mais alguma coisa? A mídia trata o PT igual aos outros partidos?