Redação Pragmatismo
Europa 24/Sep/2013 às 15:44 COMENTÁRIOS

O primeiro parlamentar negro da Alemanha

Alemanha elege parlamentar negro pela primeira vez em sua história. Karamba Diaby ocupará uma cadeira no Bundestag com a promessa de trazer melhorias aos imigrantes

parlamentar negro alemanha
O primeiro parlamentar negro da história da Alemanha. Karamba Diaby entre dois eleitores (Foto: Assessoria de Imprensa de Karamba Diaby)

Um homem de 51 anos e nascido no Senegal fez história na Alemanha, no último domingo (22). Karamba Diaby é o primeiro negro eleito no país. Ele vai ocupar uma cadeira no Bundestag, a câmara baixa do Parlamento alemão.

Diaby, que se candidatou pelo Partido Social Democrata (SPD), não conseguiu a vaga diretamente, mas sim pela lista partidária. Na Alemanha, cada eleitor deve votar duas vezes, a primeira em seu candidato e a segunda no partido.

[listaposts tipo=”relacionadosportags” titulo=”Leia também” total=”4″ posicao=”direita”]

A cidadania alemã foi conquistada em 2001 por Diaby, que chegou na Alemanha, ainda Oriental, em 1985. O afro-alemão estudou Química na universidade de Halle, onde concluiu o Doutorado.

O deputado, durante as campanhas, manteve no discurso o intuito de melhorar as condições para estrangeiros que vivem na Alemanha. No Parlamento, Diaby será oposição à coalização de governos democratas da chanceler Angela Merkel.

Em entrevista à BBC, Diaby chegou a afirmar que sua campanha era “uma loucura”. O “Ay, Karamba”, slogan da candidatura do deputado, aliado ao fato do candidato ser negro e carismático, fez com que por onde passasse ele fosse tratado como “celebridade”.

Além de Diaby, o ator alemão de origem senegalesa Charles M. Huber, dos conservadores (CDU) de Angela Merkel, também foi eleito no último domingo.

Revista Fórum

Comentários

  1. Thiago Teixeira Postado em 24/Sep/2013 às 19:39

    Muito legal!!!!!!!!!!!!!!

  2. renato Postado em 24/Sep/2013 às 20:26

    Parabens! Ao homem.

  3. Nicolau Postado em 08/Apr/2014 às 21:07

    Só os Nazistas judeus não se misturam com outras raças, menos ainda com negros, seus panacas!