Redação Pragmatismo
Guerra injustificável 06/Set/2013 às 15:09 COMENTÁRIOS
Guerra injustificável

Entidades querem cancelar Prêmio Nobel de Obama

Publicado em 06 Set, 2013 às 15h09

Organizações querem cassar Nobel de Obama por decisão de atacar a Síria. Invasão deve ser a primeira guerra promovida por um prêmio Nobel da Paz

O presidente estadunidense, Barack Obama, faz uma intensa campanha para convencer os deputados a apoiarem ataques militares contra a Síria. Enquanto isso, ganha força no mundo o desejo de cancelamento do Prêmio Nobel da Paz concedido a Obama em 2009. A invasão da Síria deve ser a primeira guerra promovida por um prêmio Nobel da Paz.

obama nobel da paz
Barack Obama ao receber o Prêmio Nobel da Paz (Foto: NBC)

Barack Obama deve defender a sua decisão na cúpula do G20, que começou nesta quinta-feira (5) em São Petersburgo. Ele busca apoio de outros líderes em um momento de crise na relação com a Rússia, o país anfitrião do encontro do G20.

Obama , no entanto, deve esbarrar em grandes críticas e resistências de vários países, principalmente da Rússia e China, que são países aliados da Síria e contrários à intervenção estadunidense no país.

[listaposts tipo=”relacionadosporcategorias” titulo=”Leia também” total=”4″ posicao=”direita”]

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, pediu no sábado (31) a Obama que, como ganhador do Prêmio Nobel da Paz de 2009, pense nas vítimas de um eventual ataque à Síria. Para Putin, as acusações de Washington de que o governo sírio de Bashar Al Assad usou armas químicas são “uma estupidez de metro e meio”.

Obama repete o antecessor George W. Bush ao pedir rapidez do Legislativo por suposto uso de armas químicas. Em 2003, a acusação que levou à guerra do Iraque, contra o governo de Saddam Hussein era o suposto uso de armas químicas, que mais tarde foi desmentido por uma série de evidências.

Nesta sexta-feira (6), organizações brasileiras realizam um ato público em Solidariedade ao Povo e à Soberania da Síria, na capital paulista.

Radioagência NP

Recomendações

COMENTÁRIOS