Redação Pragmatismo
Revista Veja 26/Ago/2013 às 22:36 COMENTÁRIOS
Revista Veja

Revista Veja aplaudiu médicos cubanos na época de FHC

Publicado em 26 Ago, 2013 às 22h36

Revista da Editora Abril afirma que “o milagre veio de Cuba” numa reportagem de 1999, quando o presidente era FHC e o ministro da Saúde, José Serra, ao descrever a situação de municípios que não tinham médicos. Hoje, cubanos que chegaram para trabalhar em cidades sem médicos são chamados de escravos e de espiões comunistas por Veja

Numa reportagem publicada na edição número 1.620, de 20 de outubro de 1999, a revista Veja elogiou a vinda de médicos cubanos ao Brasil. “O milagre veio de Cuba”, chega a colocar o texto, depois de descrever a precária situação do, na época, único hospital do município de Arraias, em Tocantins.

A matéria explica o motivo pelo qual o hospital ficou fechado por quatro anos depois de ser inaugurado, em 1995: “Faltavam médicos que quisessem aventurar-se naquele fim de mundo”. Foi quando a cidade “conseguiu importar cinco médicos da ilha de Fidel e, assim, abrir as portas do hospital”.

Infelizmente, a situação de hoje não é muito diferente. O governo da presidente Dilma Rousseff, com Alexandre Padilha no ministério da Saúde, anunciou a contratação de quatro mil médicos cubanos para trabalhar em 701 municípios que não foram escolhidos por nenhum profissional inscrito no programa Mais Médicos.

Diferente de quando o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso firmou o convênio com Cuba, no entanto, desta vez a revista cobriu o assunto escancarando seu preconceito. Chamou o que antes era “a tropa vestida de branco de Cuba” de “espiões comunistas”. O colunista Reinaldo Azevedo os chamou de escravos.

Leia também

Em outro trecho, a matéria diz: “os cubanos são bem-vindos”, ressaltando, porém, que a contratação desses médicos era irregular, motivo que também é trazido à tona atualmente. Apesar dessa pequena crítica, o destaque do texto de 1999 fica para histórias de personagens cubanos que pretendiam melhorar de vida no Brasil e trabalhar com amor. Inexplicavelmente, agora, sob o governo petista, a posição da revista mudou completamente. Por quê?

Abaixo, a reportagem de Veja de outubro de 1999:

médicos cubanos brasil veja

Matéria de Veja sobre médicos cubanos no Brasil – outubro de 1999

médicos cubanos brasil revista veja

Matéria de Veja sobre médicos cubanos no Brasil – 1999

Brasil 247

Recomendações

Comentários

  1. Thiago Teixeira Postado em 26/Ago/2013 às 22:44

    Porque a VEJA não se conforma até hoje de ter perdido a eleição de 2002 para um "ignorante" nordestino e este ter governado (certo ou errado) focado na inclusão social.

  2. Fernando Postado em 26/Ago/2013 às 23:58

    Como assim, "inexplicavelmente"? Plenamente compreensível a posição da Veja.

  3. altair ahad Postado em 27/Ago/2013 às 06:52

    que vergonha dessa revista... porcaria ideológica!!!

  4. José Postado em 27/Ago/2013 às 09:10

    É muita burrice assinar a Veja. Basta acessar o pragmatismo político toda semana e ver, de graça, o que rola por lá...

  5. renato Postado em 27/Ago/2013 às 10:14

    O negócio da Direita é voltar ao PODER, minha pergunta é o que eles perderam, com a entrada da Esquerda? Quem é a Direita realmente.

  6. Rogério Postado em 27/Ago/2013 às 13:48

    Eles não vão ter como explicar isso! Chupa Reinaldo Azevedo!

  7. Francisco Celso Caceres Postado em 23/Fev/2014 às 01:41

    Azar e seu , se voce le a VEJA, a revista do bandidão cachoeira, mandava na veja de BrASILIA, O PRANTO E LIVRE , E DE GRAÇA, ENTÃO LAMENTO E CHORO E LIVRE.