Redação Pragmatismo
Religião 07/Nov/2011 às 17:05 COMENTÁRIOS

Padre acariciou genitália de criança de 7 anos e disse que 'só estava brincando'

A polícia autuou o padre em flagrante por estupro de vulnerável. Se for condenado, ele poderá pegar pena de reclusão de oito a 15 anos.

O padre Marco Túlio Simonini, de 51 anos, foi preso ontem à noite em Londrina, no norte do Paraná, sob acusação de molestar sexualmente uma menina de sete anos na piscina de um clube da cidade. A polícia precisou intervir para que o padre não fosse linchado por pessoas que frequentavam o local. A arquidiocese de Londrina informou que Simonini, ordenado em setembro de 2001, estava afastado do ministério sacerdotal desde o início do ano passado.

“Ele fez o pedido para se afastar de livre e espontânea vontade e há um processo canônico para isso”, disse o reitor do Seminário Paulo VI, padre Rafael Solano, onde Simonini está morando temporariamente. Ele teria problemas de saúde e apresentado quadro de depressão.

Solano afirmou que Simonini nunca foi acusado de qualquer fato semelhante ao que ocasionou sua prisão. “Ele não tem nenhum antecedente”, afirmou. “Nós sentimos o que aconteceu e esperamos as providências da Justiça.” Solano visitou Simonini ontem, mas disse que não perguntou sobre o ocorrido.

O porta-voz da Polícia Militar de Londrina, capitão Ricardo Eguedis, disse que a corporação foi acionada às 18h50. Quando os policiais chegaram ao clube, a pessoa acusada já tinha sido detida por seguranças, mas a revolta era grande. “Havia várias pessoas reunidas e tentavam uma agressão física“, afirmou.

De acordo com as informações, o padre estava na piscina brincando com crianças, quando um segurança observou que ele estaria passando as mãos pelo corpo e na genitália da menina. Simonin disse que só estava ‘brincando’ com a menina.

Ele teria avisado os familiares da criança e o tumulto formou-se no local. Somente quando foi levado para a delegacia o padre teve a identidade revelada. O advogado do padre não foi encontrado.

Leia também:
Pai que teve filhas estupradas por padre católico busca Justiça
547 crianças de coral masculino católico foram violentadas, revela relatório
Papa aceita renúncia de arcebispo da Paraíba que acobertou pedofilia
Padre culpa crianças por pedofilia: ‘eles seduzem seus agressores’
Pastor pedófilo que jurava ejacular ‘esperma de Deus’ em obreiras é preso
Papas praticavam pedofilia desde o Renascimento, revela livro
Milhares de crianças foram sexualmente abusadas por 800 membros da Igreja Católica
Bispo justifica pedofilia: ‘tem criança que provoca’

Agências

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Comentários

  1. newsfromsanae Postado em 01/Dec/2011 às 16:47

    Eita que na cadeia vão brincar de comer um cu santo...