Redação Pragmatismo
Compartilhar
Corrupção 27/Sep/2016 às 17:06
5
Comentários

A Lava Jato precisa revelar quem é o "Santo" da propina em São Paulo

Doze fases da Lava Jato se passaram entre a operação Acarajé e a Omertà, e a força-tarefa ainda não identificou quem é o "Santo" que aparece como receptor de propina da Odebrecht em duas obras que ocorreram durante as gestões do PSDB em São Paulo

lava jato moro santo odebrecht metrô
Sérgio Moro e planilha Odebrecht (Imagem: Pragmatismo Político)

Cíntia Alves, Jornal GGN

Doze fases da Lava Jato se passaram entre a operação Acarajé e a Omertà, e a força-tarefa ainda não identificou quem é o “Santo” que aparece como receptor de propina da Odebrecht em pelo menos duas obras que ocorreram durante as gestões do PSDB em São Paulo: a duplicação da rodovia Mogi-Dutra e a expansão de linhas do Metrô.

O codinome “Santo” consta na famosa planilha da Odebrecht que vazou em meados de março e, imediatamente, foi colocada sob sigilo pelo juiz federal Sergio Moro, que remeteu a parte que envolve repasses da companhia a políticos para o Supremo Tribunal Federal.

De acordo com o Estadão desta terça (27), se a Polícia Federal tivesse identificado quem é o Santo que aparece nas anotações apreendidas pela Lava Jato em posse de um dos diretores da Odebrecht, ele poderia ter sido indiciado na nova fase, chamada de Omertà – que, ao lado da fase Arquivo X, foi classificada pelo ex-presidente Lula como operação “Boca de Urna”, pois atingiram apenas o PT com os pedidos de prisão contra Antonio Palocci e Guido Mantega.

A publicação de hoje dá uma nova pista sobre Santo: ele aparece ligado a um pedido de pagamento de R$ 500 mil, em 2004, relacionado a uma “ajuda de campanha” com vistas aos “interesses locais” da Odebrecht em São Paulo.

A PF disse não ter identificado quem é Santo mesmo sabendo quem talvez poderia fazê-lo: o diretor da Odebrecht responsável pelo contrato da Linha 4 do Metrô, Marcio Pellegrini, que foi quem enviou a mensagem com o pedido de “doação” ao Setor de Operações Estruturadas da empreiteira, conhecido como “departamento de propinas”.

Santo é apenas um entre vários potenciais receptores de propina sob as gestões do PSDB em São Paulo que figuram na lista da Odebrecht que está com a Lava Jato há pelo menos seis meses, a julgar pela data da primeira notícia sobre o assunto na imprensa.

Em 26 de março, a Folha de S. Paulo mostrou, com base nos documentos da Lava Jato apreendidos na fase Acarajé, que Santo era o destinatário de R$ 3,3 milhões em propina referentes a um contrato de R$ 68 milhões vencido pela Queiroz Galvão na licitação da duplicação da rodovia Mogi-Dutra.

A suspeita é de que houve cartel e favorecimento a empresas derrotadas no certame, entre elas a Odebrecht. “Padrão idêntico levou o Ministério Público Federal a apontar a formação de cartel das empreiteiras para lotear as obras da Petrobras, mediante pagamento de propina“, anotou a Folha. Mas diferentemente do que ocorreu com o caso da Petrobras, a denúncia envolvendo obras sob a gestão Alckmin não avançou.

No manuscrito apreendido pela PF, os R$ 3,3 milhões aparecem como “custos com Santo” em função da licitação. Há ainda outro trecho nos documentos, de acordo com a Folha, indicando que o pagamento a ele pela Odebrecht deveria ser de R$ 687 mil, em parcelas. A primeira parcela sairia no momento da homologação da licitação, em fevereiro de 2002. A segunda, na assinatura do contrato, e as demais, ao longo da execução da obra.

Como ainda não existe análise dos peritos sobre as anotações e o respectivo cruzamento com desembolsos do governo, não é possível afirmar se as projeções da anotação encontrada com o executivo se concretizaram.”

À época, o governo Alckmin disse que não iria tecer comentários pois se tratava de um problema da Queiroz Galvão. Hoje, com o indício de propina na obra do Metrô, diz que não mantém esse tipo de relação com empreiteiras.

Quando a planilha da Odebrecht vazou, Dilma Rousseff ainda não havia sido afastada da presidência em caráter definitivo. Somente quando a primeira decisão do Senado sobre o impeachment saiu, em maio passado, é que Michel Temer assumiu o cargo e indicou para o Ministério da Justiça o então secretário de segurança pública de São Paulo, Alexandre de Moraes.

Leia também:
Por que a Polícia Federal censurou o nome de Serra em relatório da Odebrecht?
Por que a Globo tentou abafar a “superplanilha” da Odebrecht?

Uma das primeiras ações de Moraes foi visitar a Lava Jato em Curitiba. Essa semana, ele se envolveu em polêmica ao antecipar a prisão de Antonio Palocci pela Lava Jato. Quem fez o pedido de prisão foi a PF.

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários

  1. Thiago Teixeira Postado em 28/Sep/2016 às 07:08

    Isso não vem ao caso.

  2. Antônio José Esteves Amor Postado em 28/Sep/2016 às 08:20

    Ninguém tem dúvida. O "santo" é soldado da Opus Dei, Geraldo Alckmin. O Moro está se fazendo de cego, como sempre faz com todos os tucanos citados na Abafa a Jato.

  3. José Ferreira Postado em 28/Sep/2016 às 16:46

    Era o Domingos Montagner, do Velho Chico...

    • poliana Postado em 29/Sep/2016 às 00:37

      Parabéns por ironizar um assunto tão sério como esse e ainda desrespeitar a dor da família do Montagner...Somente uma pessoa muito insensível pra encarar com humor tudo isso. Só pq todos nós sabemos q o "Santo" em questão é uma figura tucana bem famosa não é, querido?

  4. JOHN J. Postado em 29/Sep/2016 às 16:36

    O SANTO É O LULA, NÃO É MESMO DOUTOR MORO. ESSE DOUTOR MORO É UM JUIZ FEDERAL MUITO IMPARCIAL, POR ISSO ELE ESTÁ REALMENTE INTERESSADO EM PRENDER O GRANDE BANDIDO LULA, ESSE LADRÃO, CORRUPTO, MALFEITOR QUE AFUNDOU O PAÍS. Afinal LULA é o maior bandido do governo brasileiro em todos tempos e por isso, para ajudar esse doutor em sua árdua tarefa de colocar esse perigoso bandido na cadeia, coloco aqui alguns dos crimes que ele cometeu, sozinho ou juntamente com seus aliados, todos muito perigosos. (uma pesquisinha na INTERNET e o probo Juiz poderá comprovar todos esses crimes que esse petista canalha cometeu. LULA ‘comprou’ os votos de sua reeleição, já que a Constituição não permitia reeleição de Presidente. LULA “ganhou’ uma fazenda em Minas Gerais e a empreiteira construiu um aeroporto para ele. LULA “ganhou” um apartamento de mais de 400m2 no bairro de Higienópolis SP, com direito a reforma geral e milionária. LULA “ganhou” também um apartamento na Rua mais cara de Paris onde ele costumeiramente passa suas férias. LULA comandou e “ganhou” muito grana sendo o comandante da PRIVATARIA TUCANA. LULA foi responsável pelo Escândalo do Banestado, onde mais de 150 bilhões de dólares foram lavados com participação do doleiro YOUSSEF, velho conhecido do Doutor, mas a falta de CONVICÇÃO não deixou que prendessem ninguém. LULA doou vários bancos públicos aos seus amigos e ainda financiou suas dívidas com dinheiro público do BNDES. LULA doou o maior banco estadual do Brasil, o Banespa ao Santander. LULA faturou muita grana nas obras do ROUBANEL MARIO COVAS. LULA saqueou e sucateou a NOSSA CAIXA NOSSO BANCO e obrigou o BB a ficar com o prejuízo. LULA faturou muito no TRENSALÃO, onde a compra de trens e equipamentos sempre era superfaturada em 30%. LULA faturou muito no METROLÃO PAULISTA onde uma reforma de um trem custava mais caro que um trem inteiro novinho em folha e mais moderno. LULA e seus asseclas faturaram mais de 100 MILHÕES DE DÓLARES com a compra e venda da petrolífera argentina PÉREZ COMPANC. Se tiver dúvidas, pergunte para a sua colega a Dra. ELIANA CALMON,para o delator CERVERÓ ou faça busca na web LULA e seu filho PAULO HENRIQUE fizeram negócios escusos entre a BRASKEM ( Odebrecht +Petrobrax) e a World Wide Partnership , usando offshore no Panamá. LULA colocou seu genro na direção da PETROBRÁS, com a intenção de saquear e sucatear a empresa, mudar o nome para PETROBRAX e doar a mesma aos amigos por ser um elefante branco, assim como fizeram na PRIVATARIA DAS EMPRESAS DE TELEFONIA agindo no LIMITE DA NOSSA IRRESPONSABILIDADE. LULA tem uma filha que ficou bilionária durante a Privataria Tucana e cujo nome está na lista dos bilionários da FORBES e é sócia do maior bilionário do Brasil o dono da Ambev. LULA foi funcionário fantasma no gabinete do pai deputado federal, mas morava e estudava na cidade do Rio de Janeiro. LULA tem amigos, deputado e senador, que usam helicóptero abastecido com dinheiro publico para fazer trafico de drogas em MG. LULA construiu vários aeroportos em MG, no meio do mato, para facilitar as vidas de seus amigos traficantes. LULA “doou” a maior mina de NIÓBIO do Brasil em Araxá MG, aos seus amigos empresários. LULA, muitos disseram que ele fez contrabando de pedras preciosas e de nióbio em MG. LULA, teve seus nome na lista de FURNAS. LULA, teve seu nome no famoso DOSSIÊ CAYMAN. LULA teve seu nome delatado várias vezes com valores e locais em Minas Gerais. LULA participou num execrável caso de ROUBO DE MERENDA ESCOLAR no estado de SP. LULA, disse um investigado em gravação, VAI SER O PRIMEIRO A SER COMIDO. ... ... ... ... ... ... ... OS MAIORES CASOS DE CORRUPÇÃO DA HISTÓRIA DO BRASIL. 1. Privataria Tucana--------------100 Bilhões e 155 milhões PSDB 2. Banestado-------------------------42 Bilhões e 155 milhões PSDB 3. Propinoduto Metro/CPTM -----40 Bilhões e 150 milhões PSDB 4. Vampiros-----------------------------2 Bilhões e 455 milhões PSDB 5. Banco Marka------------------------1 Bilhões e 855 milhões PSDB 6. TRT - SP---------------------------------------------955 milhões PMDB 7. Anões do Orçamento-----------------------------855 milhões DEM 8. Sonegação da Globo------------------------------615 milhões ???? 9. Operação Navalha--------------------------------610 milhões DEM 10. Sudam----------------------------------------------214 milhões PSDB 11. Sanguessugas------------------------------------140 milhões PSDB 12. Mensalão---------------------------------------------55 milhões PT "EU NÃO TENHO CULPA, VOTEI NO AÉCIO" "SOMOS TODOS CUNHA" "SOMOS MILHÕES DE CUNHAS"