Redação Pragmatismo
Compartilhar
Barbárie 01/Jul/2016 às 17:40
21
Comentários

Defensora do porte de armas assassina as filhas e inflama debate nos EUA

Militante assídua do direito de civis portarem armas matou primeiro sua filha de 17 anos e depois começou a perseguir a outra, de 22, que, mesmo ferida, tentou escapar. Caso provocou grande comoção nos EUA e inflamou o debate sobre porte de armas no país

Christy Sheats filhas armas mortas
Christy Sheats (ao centro) e as suas duas filhas

Christy Sheats matou primeiro sua filha de 17 anos, Madison, e depois começou a perseguir sua outra filha, Taylor, de 22 anos, que, mesmo ferida, tentou escapar. Mas a mãe recarregou sua arma, saiu de casa e disparou novamente contra a garota.

Os detalhes estão no inquérito policial sobre o assassinato das jovens, ocorrido na tarde de 24 de junho, no subúrbio de Houston, no estado americano do Texas.

A mãe foi morta pelos policiais, que dispararam depois que ela supostamente se recusou a entregar sua arma

O caso provocou grande comoção nos Estados Unidos e também inflamou o debate sobre porte de armas no país.

Isso porque Christy era uma forte defensora do direito de civis portarem armas. Em uma mensagem postada no seu Facebook no ano passado, ela escreveu:

“Seria terrivelmente trágico se fosse tirada de mim a possibilidade de me proteger e de proteger minha família. Mas é exatamente isso que os democratas estão determinados a fazer ao banir as pistolas semiautomáticas.”

Christy Sheats armas filhas assassinadas
Christy Sheats (esq) e as duas filhas assassinadas (dir)

Em outras ocasiões, ela declarou seu apoio à chamada Segunda Emenda, que é o artigo na Constituição america que garante o direito de se possuir armas, em vigor desde 1791.

A organização GunPolicy e outras instituições que estudam o tema estimam que haja 270 milhões de armas nas mãos de civis no país – cuja população é de cerca de 316 milhões de habitantes.

O debate sobre armas voltou à tona depois do massacre na boate gay Pulse, em Orlando, que deixou 49 mortos em 12 de junho.

O caso da família Sheats gerou ainda mais polêmica depois que as ligações das filhas para a polícia foram divulgadas.

O pai das meninas, que estava prestes a se divorciar da mãe, presenciou toda a tragédia. “Ela queria me fazer sofrer. Pensei que havia me chamado para anunciar nossa separação às meninas”, disse Jason Sheats.

Quando ele viu que Christy sacou a arma, suplicou para que não disparasse.

“Por favor, não as mate, são nossas filhas. Vamos fazer o que você quiser”, gritou o pai, segundo as gravações da polícia.

Christy, segundo relatou seu marido, sofre de depressão desde 2012 e já teria tentando se suicidar em três oportunidades. Ela também não estaria assimilando bem o processo de divórcio.

BBC Mundo

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários

  1. Salomon Postado em 01/Jul/2016 às 18:38

    Ora, que se matem. Fascista bom é fascista morto. Demais disso, eles defendem tudo o que a humanidade repudia. Pena de morte aos fascistas. Foi isso que ficou decidido no Tribunal de Nuremberg. Matam crianças, os próprios filhos, os pobres, queimam mendigos, são homofóbicos, intolerantes, preconceituosos, burros, estupradores, covardes...Ah, a lista é longa.

    • Mathias P. Postado em 02/Jul/2016 às 01:30

      Se ta ligado que matar fascistas é fascismo? Tipo, bem vindo ao paradoxo da democracia.

      • Clovis Pacheco F. Postado em 04/Jul/2016 às 10:25

        Caro Mathias, a coerência não é virtude brasileira!

    • Alê Postado em 02/Jul/2016 às 17:27

      Ahhh o amor cristão! <3

    • Elaine Postado em 02/Jul/2016 às 23:51

      Como não sou fascista, não curto o seu comentário. Lembrando que ela matou duas filhas.

  2. João Paulo Postado em 01/Jul/2016 às 19:05

    Não entendi direito. A safada sacou a arma contra o ex-marido e as duas filhas. Matou uma e perseguiu implacavelmente a outra pela rua até terminar o serviço. O que esse cara ficou fazendo?

    • Alê Postado em 02/Jul/2016 às 17:26

      Coloque-se no lugar dele e responda sua pergunta.

    • Salomon Postado em 02/Jul/2016 às 23:26

      O ex-marido não podia fazer nada: em mulher não se bate nem com uma flor, dizia Vinicius de Moraes, que, por isso, teve mais casamentos que a Gretchen. Então, o marido fugiu bravamente.

      • Mauro Postado em 03/Jul/2016 às 20:23

        êêêê salomon, menos meu velho, desse jeito só fica você vivo no mundo, quando xessuis voltar vai tomar um susto, vc já mandou todo o resto pro inferno

    • Clovis Pacheco F. Postado em 04/Jul/2016 às 10:26

      Vai ver que nada fez, de medo da Lei Maria da Penha!

  3. poliana Postado em 01/Jul/2016 às 20:06

    meu deus, q tragédia!!!!!! uma verdadeira história de terror!!!

  4. poliana Postado em 01/Jul/2016 às 20:09

    agora imaginem essa política no brasil!!!! se nos eua há anos q o debate sobre um possível controle sobre o porte de armas vem se tornando cada dia mais forte, imagine esse absurdo legalizado aki no brasil!!! pânico só de pensar!!!!

    • Leonardo Postado em 01/Jul/2016 às 22:43

      Até parece q no Brasil precisa-se de autorização para conseguir uma arma.

      • Salomon Postado em 02/Jul/2016 às 00:24

        Falou bobagem, Leonardo. Quero ver você conseguir uma arma de fogo. Só se você fizer parte de alguma facção criminosa.

      • felipe Postado em 04/Jul/2016 às 08:32

        Conseguir uma arma de fogo é a coisa mais fácil do mundo Salomon, inclusive compra-se muito facilmente no Paraguai, fora as feiras aqui no Brasil que vendem quase a ceu aberto, quem mora ou ja morou em periferia sabe disso. Desarmar apenas o cidadão e esquecer o quanto o bandido aqui é armado tb não resolve o problema.

  5. Jonas Schlesinger Postado em 02/Jul/2016 às 01:00

    hehehehehehe e aqui pensando: aquele feladaputa do Bolsonaro quer legalizar porte de arma no Brasil.

  6. Alan Kevedo Postado em 02/Jul/2016 às 17:57

    DEPOIS DA INQUISIÇÃO, DA KU KLUX KLAN, DO ESTADO ISLÂMICO E ASSASSINATOS EM MASSA, COMO O DE ORLANDO E DESSA MÃE, AÍ, DEFENDER LIVROS SAGRADOS E VENDA DE ARMA DE FOGO É PATOLOGIA PRA NINGUÉM BOTAR DEFEITO. CRUZ-CREDO.

  7. Raninski Postado em 02/Jul/2016 às 20:18

    Que é isso, rapaz? Não foi nada demais. Apenas uma "cidadã de bem" que teve um pequeno descontrole emocional, e aniquilou com sua família. O problema é que Plutão não estava devidamente alinhado com Júpiter, mas não teve nada a ver com o porte de armas.

  8. Roberto Pedroso Postado em 03/Jul/2016 às 12:12

    Fato é que o numero de mortes por arma de fogo por motivos banais no Brasil diminuíram apos a aprovação do estatuto do desarmamento que impôs regras mais rígidas ao porte de armas dificultando o acesso ao mesmo, talvez já tenha passado da hora dos estadunidenses rediscutirem a segunda emenda de sua constituição.

  9. henrique Postado em 04/Jul/2016 às 01:57

    Bem fascista sem comentário

  10. Ricardo Postado em 17/Jul/2016 às 03:38

    Como que podem deixar uma arma nas mãos de uma mulher que sofre de depressão? Por isso que o porte de armas é uma questão onde o buraco é bem mais embaixo, não é só aprovar um projeto de lei. E eu, particularmente, sou contra o porte de armas pela população. Senão, qualquer coisinha, o sujeito vai sacar a arma e atirar. E só perguntará depois.