Redação Pragmatismo
Compartilhar
Barbárie 26/May/2016 às 18:58
9
Comentários

Vídeo de estupro coletivo é investigado pela polícia

Polícia investiga estupro coletivo no Rio de Janeiro divulgado na internet. No vídeo, um rapaz diz, achando graça da situação, que mais de 30 estupraram a menina, que aparece desacordada, sem roupa e sangrando

jovem estupro coletivo vídeo rio
Jovem que sofreu estupro coletivo prestou depoimento e já foi medicada. Vítima também recebe acompanhamento psicológico

O vídeo de um estupro coletivo publicado nas redes sociais revoltou internautas brasileiros nesta quarta-feira (25). Nas imagens, a jovem aparece nua e desacordada. Segundo a polícia, as investigações estão em andamento para que os agentes encontrem os autores do crime.

Durante o vídeo, dois homens mostram em detalhes os seios e o órgão sexual da garota. “Essa aqui, mais de 30 engravidou. “Olha como que tá (sic). Sangrando. Olha onde o trem passou. Onde o trem bala passou de marreta”, diz um dos rapazes que aparecem no vídeo. Achando graça da situação, o homem ainda escreveu no Twitter: “Amassaram a mina, intendeu ou não intendeu? Kkk” (sic).

Imediatamente, internautas começaram a denunciar a publicação e postar mensagens em repúdio ao usuário. “Isso é estupro de vulnerável e sem necessidade de ser compartilhado”, “E ainda dizem que o feminismo é desnecessário. Não me calo porque amanhã ou depois pode ser eu” e “E meso que não tenha sido ele, espalhar esse tipo de material também é crime” foram alguns dos comentários.

Uma internauta ainda tenta alertar o usuário sobre o risco de sua atitude: “Apaga isso, Michel”. Mas ele responde: “Caiu na rede, pô, deixa rolar kkkk”. Mais de dez horas após a publicação do vídeo, o perfil de Michel foi suspenso, mas isso não é suficiente para formalizar uma denúncia contra o usuário.

O delegado Alessandro Thies pede que informações que possam ajudar a identificar os suspeitos sejam eviadas ao e-mail [email protected]

Depoimento

A jovem vítima de 17 anos já prestou depoimento na Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática (DRCI). O caso ganhou repercussão, nesta quarta-feira, após a vítima aparecer em um vídeo publicado por um rapaz identificado apenas como Michel.

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, a menina já passou por uma avaliação médica, exames ginecológicos e já tomou medicamentos para evitar a contaminação por doenças sexualmente transmissíveis. O órgão informou ainda que ela foi encaminhada para um acompanhamento psicológico.

Campanha

Em homenagem à vítima, os internautas criaram diversas campanhas em repúdio à cultura de estupro nas redes sociais. Diversos usuários colocaram na imagem de perfil a frase “Eu luto pelo fim da cultura de estupro”.

Além disso, artistas também se manifestaram em solidariedade à jovem, como a atriz Camila Pitanga. “Sufocada, consternada e muito triste com os casos de estupros coletivos ontem no Rio de Janeiro e no Piauí. Precisamos falar sobre a cultura do estupro”, disse a artista em uma publicação no Facebook.

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários

  1. Denisbaldo Postado em 27/May/2016 às 10:18

    Que horror, mas o Bolsonaro, Danilo Gentili, entre outros, devem defender os estupradores logo mais.

    • Vinis Postado em 27/May/2016 às 14:57

      É bem provável que coloquem a culpa na garota e seus fãs imbecis vão aplaudir ainda.

    • poliana Postado em 27/May/2016 às 18:01

      os defensores da barbarie apareceram mais rápido do q pensamos, denisbaldo. o q tem de gente dizendo q a história está mal contada pq ela "esperou" um mês pra denunciar, q a avó da moça disse q ela n prestava, q ela foi mãe aos 13 e era usuária de droga. o discurso de culpar a vítima já começou há tempos. tem gente dizendo q ela mereceu por esse "histórico" dela, e q pediu pra ser estuprada pelo fato de estar aonde estava e só vivia com as más companhias. um caso estarrecedor q chamou a atenção do mundo com tamanha crueldade, e ainda existem akeles q culpam a menina.

      • Denisbaldo Postado em 28/May/2016 às 14:36

        É a mesma coisa quando criticam a Dilma e depois o Temer, Cunha, Aécio, etc.

    • Paulo Postado em 02/Jun/2016 às 15:10

      ô palerma, me diz aí um só projeto de lei que incentive o estupro vindo de maria do rosario, jean wyllis ou dilma roussef. não tem, né? deixa de ser animal e produz uma ofensa pelo menos coerente com os fatos, e não uma réplica pobre de criança do ensino fundamental, que repete a acusação aleatoriamente. imbecil é esse tipo de gente, que, na certa, está muito cômoda e feliz na sua ignorância, para fazer um esforço mínimo de alteridade. esse tipo de pensamento é auto-destrutivo: cai por si mesmo porque não tem base. se você está conformado nessa tua configuração disforme e incongruente, aniquile-se sozinho - ninguém tem nada a ver com isso. mas a partir do momento em que tu é parcela de uma sociedade - e, portanto, tem deveres com ela - e tu se exime de pensar e transforma a ignorância em parâmetro de julgamento, tu é o mais perfeito imbecil de todos, e sua responsabilidade nos fenômenos atuais é enorme. você é livre para ser um burro voluntário: mas faça isso CALADINHO.

  2. Deisi Postado em 27/May/2016 às 16:53

    Com certeza, vão colocar a culpa na menina, em sua roupa em seu jeito. Há tempos que perdi a fé na humanidade, não tem salvação.

  3. Guilhermo Postado em 27/May/2016 às 17:46

    Não, gente. Vocês sabem que ninguém com o mínimo de empatia colocaria a culpa na moça. Só espero que esses criminosos recebam um tratamento bem parecido com o que fizeram com a moça quando forem para a cadeia.

  4. Luciano Postado em 28/May/2016 às 10:31

    Deve-se combater a cultura do estupro e a cultura da impunidade, o brasil precisa de leis mais duras para combater esses vermes que se dizem vitimas da sociedade.

  5. C.Pimenta Postado em 31/May/2016 às 20:19

    O atual Executivo golpista recebeu, com pompa e circunstância, um apologista do estupro, o desprezível alexandre frota; o Legislativo tem entre seus principais golpistas o notório e também ignóbil paulo maluf autor da inesquecível afirmativa "estupra mas não mata"; e o Judiciário tem um asqueroso defensor de estupradores no seu comando (sim, pois quem manda de fato no stf é ele e não seu presidente). Portanto os estupradores estão se sentindo liberados e estimulados a praticar o estupro à vontade. Os três Poderes garantem a impunidade deles. http://noticias.uol.com.br/opiniao/coluna/2014/09/05/gilmar-mendes-deu-a-adbelmassih-a-liberdade-que-as-vitimas-nao-tiveram.htm