Mailson Ramos
Colunista
Compartilhar
Impeachment 13/Apr/2016 às 16:48
14
Comentários

O silêncio do STF é maquiavélico

Neste momento, o Supremo Tribunal Federal STF se mantém em silêncio diante de todas as patranhas armadas por Eduardo Cunha. A história cobrará.

stf justiça silêncio impeachment dilma rousseff golpe democracia
Sessão plenária do STF (reprodução)

Mailson Ramos*

Maquiavélico é um termo etimologicamente ligado a Nicolau Maquiavel (1469-1527), italiano, autor do livro O Príncipe, que conta como um príncipe reinava e mantinha o seu poder de maneira astuta, protegendo o reinado sem se preocupar com princípios éticos ou morais. Seu lema era: o fim justifica os meios.

Pois assim tem sido o silêncio do Supremo Tribunal Federal, neste momento, no Brasil: maquiavélico. É um lavar de mãos que também se assemelha a outro personagem da história, tomado por sua indiferença a uma injustiça cometida. O STF lava as mãos como o fez Pôncio Pilatos.

Nas ruas se comenta abertamente que Eduardo Cunha não tem condições de comandar o processo de impeachment; mas não é somente nas ruas que este pensamento se coaduna com a indignação: o Congresso Nacional sabe que não há legitimidade neste processo. As poucas vozes que se levantam contra esta patranha, entretanto, são suprimidas por um mar pantanoso de deboche.

A Casa do Povo se transformou em circo onde o dono está preso na jaula e o mico apresenta o espetáculo. É uma inversão total de papeis e valores, tanto quanto um achincalhe contra todos os brasileiros. Causa espécie que uma coalizão de corruptos esteja a poucos passos de derrubar uma presidente da República de caráter ilibado e que não se contaminou com os crimes aos quais seus algozes são acusados.

O STF vai assistir ao processo do seu camarote. Verá as páginas da Constituição Federal serem rasgadas e queimadas em público para desespero dos democratas e de todos aqueles que lutaram com sangue e suor pela conquista da liberdade e contra os golpes de Estado. O que se perpetra de injustiça em Brasília, ainda que com os vernizes constitucionais, representa uma aberração extemporânea, um monstro deformado criado dentro das alas do nosso judiciário.

Leia aqui todos os textos de Mailson Ramos

A legalidade resiste, mas não na Suprema Corte, onde impera agora o silêncio das forças hegemônicas. E onde fica a cidadania defendida pelo STF? Restaurará daqui a dez anos a inocência que a Dilma hoje tem?

Por quantos dias mais esperaremos a queda de Eduardo Cunha, um homem de crimes em esfera internacional?

Por quanto tempo mais aceitaremos esta Câmara de deputados que deitam e acordam pensando em lobby?

A alternativa de poder agora não representa os brasileiros. Sobretudo porque são golpistas, traidores e engendram um plano para entregar o Brasil de volta à trágica utopia do neoliberalismo. E quem vai sofrer com isso?

Onde está a defesa da cidadania, da democracia, da Constituição?

Não deveria estar na salvaguarda dos supremos ministros?

Ou somos uma nação à deriva que se permite golpes de Estado de tempos em tempos?

Os resultados históricos serão uma punição. O maquiavélico silêncio de agora retornará em consequências desastrosas para a sociedade. Do alto do seu camarote, o STF vai assistir à queima do livro constitucional. Já não haverá tempo para apartes e tomadas de palavras. Também a retórica do direito constitucional estará relativizada. Será tarde demais para dizer que no Brasil se engendrou um golpe de Estado paraguaio.

A sociedade seduzida pelo apelo midiático e pela insatisfação econômica vai derreando lentamente para um poço onde, mais tarde, rangerá os dentes por descontentamento. É sempre assim. Da cegueira coletiva que rechaça até a democracia, poderá nascer um comando tipificado pela criminalidade. E aqueles que tanto reclamam da corrupção verão nascer corrupto um governo antipovo.

É de novo a recriação do golpe a solapar as instituições de dentro para fora, mas desta feita numa metafórica representação de autofagia criminosa, presente especialmente no sistema judiciário. Em vez de proteger a Constituição e salvaguardar a democracia, estão nos impingindo mais um golpe de Estado tramado sob o lamacento acorde de forças hegemônicas. O povo mais uma vez terá o seu papel reduzido na sociedade e aqueles que ora se mobilizam em favor dos golpistas serão os mesmos a reclamar das liberdades cerceadas.

E nisso tudo tem culpa o STF. Será cobrado no devido momento, pelo povo ou pela história. E a Constituição Federal, depois desta manobra contra a presidenta da República, terá seu valor subestimado por estas forças que conseguiram dobrá-la e coloca-la no bolso. Chefes do executivo terão paz para governar? Oposições flertarão frequentemente com a possibilidade de impedi-los? Convulsão social e desordem administrativa?

Tudo será resultado deste silêncio maquiavélico do STF.

*Mailson Ramos é escritor, profissional de Relações Públicas e autor do blog Nossa Política. Escreve semanalmente para Pragmatismo Político.

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários

  1. Robson Lopes Postado em 13/Apr/2016 às 18:55

    Concordo plenamente, isso começou desde o início do ano, o país em ebulição e o STF entra em recesso ao invés de julgar o pedido de afastamento da PGR, é uma vergonha para o país esse impeachment além de ter sido aceito por vingança, o foi por deputado com provas esmagadoras contra si, e que tem feito de tudo para não ser julgado na comissão de ética, e manipulado inclusive o julgamento do impeachment para conseguir seu intento. A história cobrará um alto preço a essa omissão do supremo tribunal federal.

  2. André Nelson Postado em 13/Apr/2016 às 19:02

    Dilma é como uma garça no meio do pântano. Mesmo que saia, sairá alva, apenas com os pés sujos. Ali ficarão uns poucos homens e mulheres de valor, enquanto a maioria é o própria lama que ela tentou limpar.

    • Carlos Correa Postado em 13/Apr/2016 às 22:18

      André Nelson, você pintou um quadro perfeito sobre como a presidenta Dilma sairá desse golpe, que eu acredito que ficará só na tentativa. A história não será clemente com os golpistas, tanto os ativos quanto os omissos.

    • Michel Postado em 14/Apr/2016 às 03:27

      bela metáfora da destemida Presidenta Dilma Rousseff...

  3. S Rod Postado em 13/Apr/2016 às 22:50

    O alibi deste antro de riquinhos insensiveis aos problemas sociais, e' dizer que estao respeitando a independencia do congresso, isso e' no minimo uma desculpa ou omissao. Como um reu do Supremo pode coordenar um processo de impeachment? Se o reu tem forum priviliegiado e ninguem pode mais julga-lo a nao ser o STF. Isto se nao for omissao e' covardia, ou estao sendo ameacados. Eles vivem em sua bolhas cercados de coxinhas, uma vergonha se comparados com tribunais de mesmo nivel na Suecia, Canada, Dinamarca e outros paises desenvolvidos. Entrarao na historia como SOMOS TODOS CUNHA, se este GOLPE passar.

  4. Pedro Postado em 14/Apr/2016 às 03:27

    O judiciario quer o impeachment. Não se iludam com a "justiça". Não é justiça apenas porque esta sendo efetuada pela toga.

  5. Onda Vermelha Postado em 14/Apr/2016 às 12:11

    #NaoAoGolpeDeEstado | #STFsejaSupremo | O Tico Santa Cruz e Flávio Renegado também lançaram uma música irada “O Moro Mandou Avisar” contra o golpe de Estado em curso no país. Ouçam e compartilhem em https://soundcloud.com/vanderloubet/o-morro-mandou-avisar-tico-santa-cruz-e-flavio-renegado

  6. Rita Candeu Postado em 14/Apr/2016 às 12:16

    STF foi muito rápido pra mandar prender Delcidio - e sabemos bem porque

  7. Aristóteles Postado em 14/Apr/2016 às 22:45

    Essa traição já vinha sendo anunciada, há vários meses. O STF nunca demonstrou vontade de julgar com imparcialidade. Sempre esteve e estará a serviço da direita, vez que, quem comanda a tal de Corte é, nada mais, nada menos que o senhor Gilmar Mendes. Ele, tal qual o senhor Eduardo Cunha na Câmara, faz e desfaz, desobedece e pisa na Constituição; afronta a quem tenta enfrentá-lo e tem como lema: "farinha pouca, meu pirão primeiro!". Onde isso vai dar, é fácil deduzir!

  8. MARCOS Postado em 15/Apr/2016 às 19:17

    Quem está defendendo o PT é porque está ganhando dinheiro ou defendendo cargos. Está mais que na hora dessa corja de corruPTos abandonar o país. Que realmente sustenta o país é quem produz. E quem produz não aguenta mais essa roubalheira. Fora todos os corruPTtos e fora todos os vagabundos. O Brasil merece mais respeito.Marcos.

    • Eros Alonso Postado em 06/Jun/2016 às 14:18

      Nã sou do PT e hoje defendo o PT. Não ganho dinheiro para isso, trabalho e muito.Quem sustenta o país é quem produz, mas quem produz é o trabalhador não o empresário. è a força de trabalho que produz. A roubalheira sempre existiue, e foi feita pelas elites e castas do país, não pelo PT que chegou agora no Poder. Roubam há séculos e tem a cara de pau de reclamar do PT somente? Quem merece respeito é o povo, não essa reba da elite que roubae quer privatizar tudo. Defendendo cargos? Otário. Não sabe o que fala e escreve.Sem convivência com fascistas. Verá nas ruas daqui para frente o efeito da cizânia criada pela Mídia.

  9. Marco Sousa Postado em 20/Apr/2016 às 21:49

    A "história cobrará..."! A história irá cobrar o quê?, que até hoje NADA, absolutamente, nada COBROU dos que deram o golpe em 1964!!!!!. Até hoje, os que ainda não morreram, estão livres e soltos gozando das REGALIAS das suas participações (diretas e indiretas) do Golpe de 1964!. A Tv Globo por exemplo!. É um (ledo engano) pensar que o Brasil (um dia cobrar os crimes de seus políticos, empresários, militares e outros oportunistas) que se [aproveitam + (ram)] até hoje deste país, com e sem ajuda estrangeira. Este país NUNCA FOI SOBERANO!, por isso mesmo existe esse cartel de poderes (externos e internos) para deitar e rolar sobre as riquezas e direitos desse povo que nunca soube se libertar!.

  10. Eros Alonso Postado em 06/Jun/2016 às 13:37

    Ou o Supremo lavou as mãos de Pilatos ou está dando corda para pegar todos, inclusive Gilmar...

  11. Silveira Postado em 09/Jun/2016 às 19:11

    O Supremo está calado e omisso é em relação à Lula, Dilma e demais gangsters. Cadeia para estes corruPTos que "enricaram" e roubaram a Petrobrás, Eletrobrás e BNDES, entre outros. Cadeia para quem yrouxe de volta a inflação, derrubou a Lei de Rensponsabilidade Fiscal com seus atos irresponsáveis, demagógicos e autoritários. Cadeia para estas pessoas que há 14 anos veem destruindo a saúde, a educação, a segurança, e o Plano Real. Cadeia para estes que deixaram 12 milhões de desempregados, fecharam milhares de empresas por este Brasil àfora.