Redação Pragmatismo
Compartilhar
Política 11/Mar/2016 às 12:30
19
Comentários

Sergio Moro e as perguntas que não querem calar

As empresas que financiaram o PT abasteceram o PSDB. Os patrocinadores do Instituto FHC são os mesmos do Instituto Lula. As delações que citam Aécio Neves foram esquecidas. Por que? Seria Sergio Moro um juiz ingênuo?

sérgio moro justiça psdb corrupção dória
Sérgio Moro confraterniza com o tucano João Dória Jr., acusado de compra de votos na própria prévia interna organizada pelo PSDB para escolha do candidato à prefeitura de São Paulo (reprodução)

Guilherme Boulos*

O espetáculo da condução coercitiva do ex-presidente Lula na semana passada expôs a nu as motivações políticas do juiz federal Sergio Moro. Criticada por ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) e por juristas de todos os matizes (incluindo um ex-ministro de FHC), a operação não tem outra explicação que não o linchamento público de Lula.

O argumento de que a medida extrema foi para a proteção do ex-presidente não convence nem as carolas do Country Club de Maringá, frequentado pelo juiz. O ministro Marco Aurélio Mello, que não é exatamente um petista, afirmou que “não gostaria de ser ‘protegido’ dessa maneira”.

A Lava Jato ganhou popularidade por ter pegado peixes graúdos do empresariado. Os donos do Brasil foram em cana e não saíram no mesmo dia. Assim, Moro elevou-se com a fama de justiceiro, o Falcone das Araucárias. No entanto, com o passar do tempo, a Lava Jato e seu principal condutor foram revelando vícios comprometedores.

O primeiro foi o dos pesos da balança. A décima quarta fase da operação, quando foram presos Marcelo Odebrecht [presidente da Odebrecht] e Otávio Marques de Azevedo [presidente da Andrade Gutierrez], recebeu o nome de “Erga Omnes”, em latim “Vale para todos”. Vale mesmo?

Presidente do PSDB, o senador Aécio Neves (MG) foi citado em mais de uma delação – numa delas como detentor de um terço das propinas de Furnas e… nada. A campanha tucana foi beneficiária de doações das mesmas empresas que financiaram Dilma, por vezes com valores iguais ou maiores. Mas num caso as doações foram criminosas e noutro não? O Instituto FHC recebeu contribuições de várias das empresas investigadas, tal como o Instituto Lula. Mas não consta ter havido busca e apreensão por lá.

Visivelmente a Lava Jato escolheu alvos e excluiu outros. Optou por atacar Lula e o PT e por preservar o PSDB. Além disso, há os incríveis vazamentos das operações e de depoimentos sob “sigilo”. O editor da revista “Época” – do Grupo Globo – anunciou a operação no Twitter com horas de antecedência. Há algo de podre aí. Resta saber o que une Moro, Globo e a PF numa sintonia tão fina…

Por muito menos, o ministro Gilmar Mendes falou em “estado policial” e Paulo Lacerda foi defenestrado da direção da PF em 2007. Aliás, não deixa de ser curioso o silêncio de Gilmar, tão preocupado com as garantias constitucionais, em relação aos procedimentos “heterodoxos” do juiz Moro e da Lava Jato.

Abuso das prisões preventivas, negociações pouco claras em relação às delações premiadas e agora a condução coercitiva (condução compulsória por agentes policiais) sem intimação prévia. Para atingir seus propósitos, Moro abre precedentes perigosos. Com a mente messiânica de um justiceiro, parece estabelecer para si o objetivo de “moralização” do país. Há, porém, sérios motivos para se desconfiar do que ele entende por isso.

Leia também:

Por que algumas figuras são intocáveis por Sérgio Moro e pela Lava Jato?
Por que escândalos de corrupção envolvendo tucanos não avançam na Justiça?

Num evento com empresários no ano passado, Moro disse que “a iniciativa privada tem melhores condições de liderar um movimento contra a corrupção”. Hein? A mesma iniciativa privada que sonega R$ 500 bilhões de impostos todos os anos e tem 30% do PIB em paraísos fiscais? Aquela que desviou no esquema do Carf (Conselho Administrativo de Recursos Fiscais) mais de três vezes o valor das propinas da Petrobras? Ora, dizer um disparate desses revela ou ingenuidade ou cinismo.

Moro é também admirador confesso da Operação Mãos Limpas, conduzida pela procuradoria de Milão nos anos 1990. A Mãos Limpas prendeu 2.993 pessoas durante quatro anos e investigou 872 empresários, 438 parlamentares e 4 primeiros-ministros. Liquidou com os quatro maiores partidos políticos do país.

O resultado de tudo isso não foi a “moralização” da Itália. Foi a ascensão de Silvio Berlusconi como primeiro-ministro, estabelecendo um reinado corrupto e depravado que durou 12 anos. A Mãos Limpas não acabou com a corrupção porque nenhum justiçamento acaba. É evidente que as investigações sobre corrupção são importantes e devem ser aprofundadas, mas sem as arbitrariedades, achincalhamentos e a seletividade de nenhum justiceiro de toga.

Enfrentar a corrupção no Brasil implica enfrentar um sistema político em que os interesses públicos e privados historicamente se amalgamam. Mas isso não está pautado no horizonte do juiz Sergio Moro. Para ele, trata-se de prender Lula e contribuir com a derrubada do governo petista. Definitivamente não parece ingenuidade.

*Guilherme Boulos é filosofo pela USP e integrante da coordenação nacional do MTST

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook.

Recomendados para você

Comentários

  1. eu daqui Postado em 11/Mar/2016 às 12:59

    Como boa ex-petista, execro todo o PT de hoje e gostaria de ver todos eles morrendo de zika prefrencialmente contraída via tucanalha. No entanto, condução coercitiva pra alguém que nunca se recusou a depor me parece exagero.

    • Onda Vermelha Postado em 11/Mar/2016 às 17:41

      Ah, ta beleza Naro! A Rede Globo e Forca Tarefa tem todo uma imenso espaco privilegiado de DUAS HORAS com transmissao ao vivo para fazer acusacoes e lancar suspeitas sobre Lula, seus familiares e colaboradores, e ainda quase todo JN enviesado, parcial e tendecioso para realizar um verdadeiro massacre de sua reputacao. E ele nao pode vir a publico se defender destas mesmas acusacoes numa coletiva de 20 minutos? Ademais, a qualquer cidadao eh dado o direito de peticionar, de se defender daquilo que considere ilegal. E a conducao coercitiva foi um ato ilegal porque nao foi precedido de previa recusa injustifica de uma intimacao anterior. E nisso todos os operadores do direito concordam. Ok? Ele tinha que denunciar a arbitrariedade do Moro e fez muito bem. Nao tem que baixar a cabeca, nao!

    • Salomon Postado em 11/Mar/2016 às 19:53

      Curioso o quanto esses coxinhas gostam de dizer que são ex petistas. É quase unanimidade.

    • enganado Postado em 12/Mar/2016 às 00:45

      NaroX, vc continua sem-vergonha, cínico e omisso! Por que o uso do X no nome do LULA, qdo foi o chefe do seu bando, FHC, quis colocar o X na PETROBRAS. naroX, ferreiraX e mariaX todos a mando da AIPAC pra roubar o BRASIL.

  2. Eduardo Postado em 11/Mar/2016 às 13:28

    O TSE realizou teste de segurança nas urnas para que não sejam invadidas, grande coisa, quando as alimentam colocam um monte de virus para serem escolhidos pelo povo que não pensa em quem votar, e acabam colocando no poder quem ao invés de representa-lo acaba por extorqui-lo em seus direitos. Que adianta urna eletrônica confiável, se os que saem delas eleitos muitas vezes não nos é confiável..... vide as falas: "se eu for cassado levo a metade do congresso comigo" "se eu cair não caio só".... "trezentos picaretas..." tem até construção de shopping onde não se tinha banheiro feminino.......

    • Onda Vermelha Postado em 11/Mar/2016 às 16:19

      Larga de conversa fiada Eduardo! A urna eletronica nao foi feita para aferir veracidade das promessas de quem elegemos ou nao. Para isso use o seu senso critico, conhecimento historico, partido politico, vida pregressa do candidato, e de preferencia, se puder, o seu cerebro tambem. O teste do TSE eh para que depois nao aparecam fascistinhas contestando via facebook, cheios de mimimi, o resultado das urnas quando ele eh divulgado. Principalmente se o vitoriosa(a) NAO eh meu candidato. Os melhores especialistas em programacao do pais colocam a prova o Sistema do TSE com um todo. Se alguem conseguir quebrar a seguranca do sistema ele eh novamente atualizado para impedir qualquer fraude futura. Somente reclama da votacao em urna eletronica quem nao conheceu o voto em papel e ENORME quantidade de fraude na apuracao dos resultados, principalmente para os cargos proporcionais, que por vezes, levada dias e mais dias para ser concluida. Simples assim!

  3. Eduardo Postado em 11/Mar/2016 às 13:28

    O TSE realizou teste de segurança nas urnas para que não sejam invadidas, grande coisa, quando as alimentam colocam um monte de virus para serem escolhidos pelo povo que não pensa em quem votar, e acabam colocando no poder quem ao invés de representa-lo acaba por extorqui-lo em seus direitos. Que adianta urna eletrônica confiável, se os que saem delas eleitos muitas vezes não nos é confiável..... vide as falas: "se eu for cassado levo a metade do congresso comigo" "se eu cair não caio só".... "trezentos picaretas..." tem até construção de shopping onde não se tinha banheiro feminino.......

  4. Rodrigo Postado em 11/Mar/2016 às 15:25

    (Outro Rodrigo) Salvo engano, Aécio goza do na prática nefasto foro privilegiado. Então, cobrar de Moro é cobrar do órgão jurisdicional errado, vez que a denúncia contra aquele caberia ao PGR e o processamento e julgamento ao STF. Mais, neste próprio blog foi inequivocamente publicado o despacho do Min. Teori Zavascki que, a pedido do PGR, determinou o arquivamento da investigação contra Aécio. Cobrem de Moro, mas cobrem o que a ele couber, sob pena de cobrança equivocada e destituída de qualquer resultado prático.

    • ademar Postado em 11/Mar/2016 às 17:25

      Muito correto Rodrigo, ainda não perceberam que a Lava Jato , não prendeu, investigou, intimou , fez condução coercitiva contra nenhum político com mandato, ou seja foro privilegiado. Todas as denuncias ou citações de políticos com mandato citados em depoimentos ou nas delações da Lava Jato, são encaminhadas a PGR que tem a competência de analisar e se julgar necessário abertura de investigação pedir autorização ao STF, bem simples assim, mas me parece que o texto ai filósofo abriu mão das informações.

    • Onda Vermelha Postado em 11/Mar/2016 às 17:27

      Rodrigo(Outro Rodrigo) grande parte das pessoas ja sabem o que eh o foro privilegiado(ou por prerrogativa de funcao). E o que isso implica. Vide o espanto(ou a esperanca) de alguns com possibilidade legitima do Lula assumir um ministerio e ficar livre das trapalhadas juridicas(e ilegais) do Moro e do #MicoPublico de SP. Vc nao eh ingenuo, e nos tambem nao. De fato, o Moro nao pode investigar a Dilma, o Cunha, nem o Aecio, mas ele pode investigar aqueles que NAO tem foro. Ou nao? Por que ele nao deu consequencia as investigacoes sobre a mulher e filha do Cunha? E precisou que o Janot requisitasse isso essa semana? Porque nao interessa a ele(Moro) tira-lo de la enquanto nao derrubar a Dilma. Sacou? Por que aqueles sem foro que denunciaram Aecio e sua trupe nao ficaram trancafiados ate delatarem e confirmarem o que supostamente tem a dizer? Por que o policial federal que teria feito entregas de dinheiro pro Anastasia(PSDB), o tal de `careca` foi liberado logo nos primeiros dias? Moro nao pode investigar Dilma, mas indiretamente esta investigando as contas de campanha dela prendendo seu marqueiro e sua esposa ate entregarem aquilo que deseja. Nao vale qualquer versao. Ou voce tambem nao percebeu isso? Ingenuo vc? Nao creio! Ademais, se a forca tarefa da Lava-Jato(MPF-PR, PF) direcionar as delacoes premiadas daqueles que nao tem foro(executivos, empresarios, empreiteiros) somente para atingir Dilma, Lula e PT, que eh o que esta evidente, o PGR nao tera qualquer material consistente para levar uma denuncia a frente no STF. Ou vc acredita que Andrade Gutierres, a maior doara do Aecio, doa `por amor`, mas pra Dilma o dinheiro eh fruto de corrupcao. Conta outra! Portanto, mude esse discurso porque aqui todos com um pouco de discernimento ja perceberam a parcialidade e o objetivo da Justica da Guantanamo do Moro. Por ultimo, quem acredita nessa versao mequetrefe do MPF-PR e do Juiz Moro de que TODOS esses executivos foram extorquidos? Coitados! O cara eh entao extorquido em, por exemplo, 10 milhoes, e leve uma licitacao de 1 bilhao? Que extorsao eh essa que Eu(empresario) SEMPRE saio ganhando, no lucro? Assim EU tambem quero ser extorquido. Ora, ora, ora! Pronto falei!

      • Rodrigo Postado em 12/Mar/2016 às 23:20

        (Outro Rodrigo) Uma forma simples de responder o imbróglio, então, é questionar de quem é o dinheiro: de Eduardo Cunha ou da esposa e filha. A resposta a tal pergunta implicará na definição de competência pois, em "pertencendo" a Cunha e seus familiares sendo "laranjas", estando-se frente ao chamado "concurso de pessoas" (mulher e esposa seriam partícipes, ao auxiliarem na execução, mas sem praticarem diretamente a conduta), a competência do PGR seria atraída em função de continência (a conduta das mesmas estariam inseridas numa conduta maior e de competência de órgão colegiado, em matéria de competência originária), até mesmo visando-se evitar decisões conflitantes; razões pelas quais achei bastante interessante o posicionamento do PGR. Assim, fugindo dos chavões de Paulo Henrique Amorim (o jornalista que vê seus etendimentos de leigo destoarem das manutenções das decisões da operação em questão pelos Tribunais); do maniqueísmo e binarismo que levam indivíduos que criticam um agente político a justificarem outro(s); da tese de defesa que quis colocar os empreiteiros como vítimas de extorsão (na verdade, mais se assemelha, nos termos da acusação que ainda carece de confirmação por decisão final, a um 'toma obra lá, dá "pixuleco" cá'); vemos que o critério de competência precisa ser observado com mais cuidado. E, ao contrário de seu entendimento, declaro que não tenho interesse em participar de esquemas sobre os quais recaem denúncias de corrupção e outros crimes mais.

      • Onda Vermelha Postado em 13/Mar/2016 às 14:51

        Rodrigo (Outro Rodrigo) se bem entendi voce esta `advogando` que a mulher e filha do Cunha sejam julgados pelo STF junto com ele. Conveniente nao? Se o Lula for nomeado `ministro` voce tambem advogaria que Dona Marisa e filhos fossem julgados pelo STF? Ja vimos esse `filme` no Mensalao Petista e no Mensalao Tucano e sabemos muito bem como essa historia terminou...Nao eh mesmo? Quem eh o maniqueista aqui? Manipulando os institutos juridicos e sua aplicacao segundo as conveniencias de quem eh o investigado da vez? Quem manipula a opiniao publica segundo os desejos da opiniao publicada(midia hegemonica) sulapando a presuncao de inocencia e o proprio equilibrio da cobertura jornalistica que deveria pautar, principalmente, uma concessao publica? Reitero que a `tese` de que os empresarios sofreram uma extorsao a que se apegou Forca Tarefa da LJ, e nao so as defesas do acusados, embora possa se aplicar, em parte, em alguns casos como o Eduardo Cunha, ela nao se sustenta pelo o que ja expus acima, e aprofundei essas razoes na resposta abaixo ao seu Xara Rodrigo abaixo. Os empreiteiros(e seus lobistas) sao a ponta real que MAIS SE BENEFICIOU FINACEIRAMENTE das licitacoes, os politicos(e os funcionarios publicos ou de estatais) sao apenas seus despachantes de luxo no poder. Siga o DINHEIRO, lembra? O fato concreto eh que esta escancarada a ENORME seletividade dos `alvos` da LJ e a forma, extremamente, OBSCURA como sao obtidas essas delacoes premiadas deixam fortes desconfiancas de que NAO se esta fazendo JUSTICA, principalmente nos processos conduzidos pelo Juiz Moro. E todos pagaremos, ja estamos pagando, muito caro por isso. Cartas para a redacao!

      • Rodrigo Postado em 13/Mar/2016 às 23:37

        (Outro Rodrigo) kkkkkkkkkkkkkk você é ótimo. Até lembrei de antigo companheiro de discussão, que sempre tergiversa, escolhe uma palavra, frase qualquer, retira de contexto, distorce e pronto kkk kkk Onda, desconheço qualquer procuração da família Cunha a mim conferida. Assim, você questionou as razões para a atração de competência, eu as expus e pronto. Se não gosta das regras de competência legais e constitucionais, paciência. Só peço desculpas, sim, se o tecnicismo do Direito tiver causado em ti alguma confusão ou toda a sua confusão. Vai que foi isso que te atrapalhou tanto e te levou a ler o que não foi quisto, pensado e sequer escrito. Boa semana!

  5. Ricardo Postado em 11/Mar/2016 às 18:09

    Errado. O Juiz (qualquer um) tem o dever funcional de comunicar à autoridade competente a informação de crime. CANSO de ver Juiz expedindo Ofício ao MP. A batata dele está assando: se tivesse comunicado, a responsabilidade seria do PGR; como não comunicou, a responsabilidade é dele.

    • Rodrigo Postado em 12/Mar/2016 às 23:28

      (Outro Rodrigo) Não existe um critério tal como o por você afirmado, na Constituição, para definição de competência.

  6. poliana Postado em 11/Mar/2016 às 21:19

    claro, então só por isso, ao te fazerem essas indagações: "As empresas que financiaram o PT abasteceram o PSDB. Os patrocinadores do Instituto FHC são os mesmos do Instituto Lula. As delações que citam Aécio Neves foram esquecidas. Por que"?.....vc pode seguir o moro e dizer: "isso não vem ao caso"! ta "sertinhu"! parabéns, rodrigo. seu raciocínio mudou o meu ponto de vista!

    • Onda Vermelha Postado em 12/Mar/2016 às 15:09

      Rodrigo nao eh piada, nao! Infelizmente, a essa altura dos acontecimentos com a 24 LJ, eh pouquissimo provavel que surjam `evidencias que o dinheiro das doações para o PSDB veem de desvio de estatais controlados pelos tucanos` justamente porque como diz o articulista existem `negociações pouco claras em relação às delações premiadas`, ou seja, a forma como elas sao obtidas lanca serias duvidas se elas nao se destinam a atingir somente um determinado grupamento politico, no caso o PT ou personagem(ns) especificos, no caso o Lula-Dilma. Ate porque a tese(ou versao ou narrativa) central dos procuradores MPF-PR eh o de que se montou um`Projeto de Poder`(so do PT, claro, rsrs!) com o apoio no `assalto aos cofres da Petrobras (e ou demais estatais), mesmo que TODAS as doacoes de campanha tenham sido, legalmente, depositadas nas contas do partido. A tese eh engenhosa, ha de se reconhecer, mas para que ela se mantenha de pe eh PRECISO e absolutamente NECESSARIO que as delacoes NAO estabelecam NENHUMA vinculacao com os candidatos e ou campanhas da oposicao. Por isso os delatores (empreiteiras) NAO sao `estimulados` a delatarem que esses supostos `desvios de recursos` tambem irrigaram os cofres de partidos como o PSDB-DEM-PPS-SD-PV. Alem disso, se o fizessem teriam de assumir o risco de que obras dessas mesmas empreiteiras em governos tucanos(passados ou presentes) de MG, SP, PR, GO, PA, MS, MT poderiam ter sido objeto de desvios, e as empresas seriam penalizadas tambem por isso. Captou? Nao por outra razao QUALQUER delacao que se aproxime da oposicao tem como resposta do Moro-MPF : "Isso não vem ao caso"!, tal como descrito pela Poliana. Fica pra vc tambem a pergunta que fiz ao Outro Rodrigo acima. Afinal vc acredita mesmo que a Andrade Gutierres, a maior doara do Aecio, doava `por amor`, mas pra somente para Dilma-PT o dinheiro eh fruto de corrupcao? Se vc acredita nessa estoria da carochinha entao acredita em QUALQUER coisa. E ai sou que digo que seria uma `piada`. O objetivo eh claro CASSAR o registro do PT, e se possivel o mandato da Dilma, tirando tambem o Lula do pareo em 2018. So nao ve quem nao quer!

  7. Luiggi Postado em 12/Mar/2016 às 11:08

    "...Moro abre precedentes perigosos. Com a mente messiânica de um justiceiro, parece estabelecer para si o objetivo de “moralização” do país..." meus amigos, que "messianismo" é este, nutrido a verdinhas de $100,00 e treinamentos com os mercenários de Langley e da AIPAC? Assim, qualquer um bira beato Salu. Aquelas bestas semi-analfabetas do MP que o digam!

  8. ALFREDO DE VITA Postado em 13/Mar/2016 às 20:37

    Descobri pq o chamado dinheiro SUJO fornecido pelas empreiteiras para o PT se bem que as mesmas empreiteiras forneceram para PSDB, PMDB e outros partidos, é que o dinheiro destes partidos pegaram uma esponja com detergente, e lavam o dinheiro, essa foi a diferença que o MORO descobriu