Redação Pragmatismo
Compartilhar
Mulheres violadas 24/Feb/2016 às 17:42
23
Comentários

Procurador que vaza denúncias contra Lula é acusado de agredir esposa

Referência e fonte da revista Época em casos de denúncias contra Lula, o procurador Douglas Kirchner, hoje considerado um personagem nacional, é alvo de inquérito do Ministério Público por espancar a esposa com cipó e cinto, além de mantê-la em cárcere privado. Em uma das ocasiões, ela ficou dois dias sem comer, até que conseguiu fugir e dormir na rua

Procurador Douglas Kirchner Lula
(Imagem: O Procurador Douglas Kirchner)

Jornal GGN

Antes de se tornar personagem nacional, atuando em parceria com a revista Época em casos envolvendo o ex-presidente Lula, o procurador Douglas Kirchner foi aprovado em um concurso em 2012 e alocado no Ministério Público Federal de Rondônia.

Lá envolveu-se em problemas religiosos-amorosos.

O procurador é fiel de uma seita em Porto Velho, a Igreja Evangélica Hadar, acusada de explorar crianças e adolescentes, obrigando os menores a vender sanduiches em vias públicas, de madrugada, a realizar serviços de faxina no templo.  Em agosto de 2014 a seita foi denunciada àDEPCA (Delegacia de Proteção a Criança e ao Adolescente) (http://migre.me/t3ORW).

Na última semana de julho de 2014, Douglas foi denunciado ao Juizado de Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher, acusado de agressões físicas contra sua esposa, Tamires Souza Alexandre.

Segundo o GNotícias, da gospel.com.br, após o casamento, ambos foram residir no alojamento da igreja. Quando tentou se separar de Douglas, ele e uma pastora da igreja espancaram a moça com cipó e cinto. Depois, Tamires ficou em cárcere privado, só podendo se alimentar depois que os outros comessem. Foi obrigada a dormir no chão, com ventilador e sem cobertor, tendo adoecido por conta disso (http://migre.me/t3P5U).

Segundo o portal Rondônia ao Vivo, em uma das ocasiões a esposa teria ficado dois dias sem comer e, depois, foi trancafiada no alojamento da igreja. Mais tarde, conseguiu fugir e foi dormir na rua, sendo acolhida na casa de pessoas que a encontraram (http://migre.me/t3Paq). Era um crime previsto na Lei Maria da Penha.

No dia 8 de setembro de 2014, o Procurador Geral da República Rodrigo Janot dispensou Douglas do cargo de substituto eventual do Procurador-Chefe da Procuradoria do Estado de Rondônia (http://migre.me/t3Peg). Em seguida, Douglas foi removido para o Distrito Federal.

Apenas um ano depois, em 5 de outubro de 2015, a corregedoria nacional do Ministério Público instaura um processo administrativo contra ele. O crime cometido por Douglas foi transformado em “infração disciplinar” e submetido a julgamento pelo CNMP (Conselho Nacional do Ministério Público). O processo ainda não chegou ao fim. Não o impediu de ocupar cargos relevantes no Ministério Público do Distrito Federal.

Nesse ínterim, Douglas mantém suas pregações religiosas, participando de eventos públicos da sua igreja, como o seminário “Casamento gay e marxismo cultural”.

Nele, Douglas explica que o erro não está nas instituições, mas no pecado. Investe vigorosamente contra os princípios da igualdade, o “abominável princípio” que tenta igualar pessoas nos aspectos econômicos, sociais e biológicos. Sustenta que o feminismo é uma invenção do ideal agnóstico das esquerdas. E compara o casamento homossexual à pedofilia e aos homens que fazem sexo com os animais.

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários

  1. Leonardo Postado em 24/Feb/2016 às 19:20

    Realmente, essa oposição não resiste a uma busca no Google.

    • Paulino Postado em 24/Feb/2016 às 21:06

      Um absurdo ! Um sujeito machista,sexista ,autoritário e anonimo .Luta contra mulheres e contra quem tem ascensão coletiva.

    • Carlos Postado em 25/Feb/2016 às 09:33

      Nem essa situação. A campanha dos blogs sujos contra esse procurador tem origem na representação que o "inimputável" chefe da organização pretende fazer na PGR/DF, que o acusa de praticar tráfico de influência em favor da Odebrecht, aquela empreiteira envolvida numa série de negócios esquisitos envolvendo a Petrobras e cujo presidente está preso desde o ano passado.

  2. Aparecida Postado em 24/Feb/2016 às 20:58

    Que lástima !!!

  3. carlos Postado em 24/Feb/2016 às 22:13

    Coxinha padrão.

    • Carlos Postado em 25/Feb/2016 às 09:27

      Quanto preconceito, xará!

  4. Guilhermo Postado em 24/Feb/2016 às 22:15

    E o que uma coisa tem a ver com a outra?

    • Pedro Postado em 25/Feb/2016 às 01:31

      Nada, só o fascismo!

      • Sandra Leal Postado em 25/Feb/2016 às 08:30

        Como assim, o que tem a ver? Uma revista de forte circulação nacional utiliza este procurador como referência para reforçar denúncias. Um sujeito acusado de torturar a própria esposa. Um possível criminoso. Quer dizer, imaginem se fosse o Lula ou, digamos, FHC, os acusados de torturarem a esposa? Isto não seria digno de notícia? De asco? No mais, até onde sei, este site aqui costuma dar publicidade a casos de violência doméstica com bastante frequência, não importando se o acusado é procurador, pré-candidato a prefeito, advogado, eletricista, pedreiro, pastor.

      • Guilhermo Postado em 25/Feb/2016 às 16:16

        Fascismo é outra coisa.

  5. Carlos Prado Postado em 24/Feb/2016 às 22:56

    Difícil saber quem é pior, o Lula ou esse Douglas. Como o cara faz isso com a esposa? E como tem gente que só liga para um caso desses por ser útil para desviar a atenção de Lula? Mais vale proteger o ex-presidente que compadecer da situação da mulher...

    • Leonardo Postado em 25/Feb/2016 às 13:57

      So idiota não sabe quem é pior... um bandido torturador ou um ex presidente que mudou o Brasil pra melhor e o único crime que tentam atribuir a ele é tentar comprar um ap de 700 mil

  6. cintia Postado em 25/Feb/2016 às 00:09

    O cara com um histórico destes, pregando moral de cueca.

  7. Divina Rocha Corte Postado em 25/Feb/2016 às 00:37

    E como um cara desse pode ser procurador?

  8. luis Postado em 25/Feb/2016 às 08:36

    Cadeia nos dois!

  9. Simone Machado Postado em 25/Feb/2016 às 09:07

    Esse dai tem uma pinta de viado. Falso moralista, infeliz, assume que a vida melhora.

  10. Eduardo Ribeiro Postado em 25/Feb/2016 às 12:03

    Cidadão digno de comiseração. Olha a feição da derrota, o semblante "coxinha eleitor do PSDB" clássico. Olha a espessura do braço. É um coitado de um grilo vestindo camisa polo chique, o crachá no pescoço deve pesar e deixar ele corcunda. E olha o nível do seminário que ele conduz..."homossexualidade e marxismo cultural"...é um completo analfabeto moralista. Com toda essa "profunda intelectualidade" e com essa carcaça de frango doente, vai conseguir explorar quem nesse planeta que não seja criança? Vai bater em quem nesse mundo que não seja mulher (e pequena, porque se for mediana já não bate mais)? No mais, é impressionante como uma simples googleada - botar o nome e enter - não deixa UM dessa laia de pé. É muita acusação séria em cima de um procurador (!!!). Que investiguem - caso venha ao caso...porque tem gente que não vem ao caso - mais esse traste direitoso.

  11. André Nelson Postado em 25/Feb/2016 às 13:43

    Olha o naipe de gente que assume cargo no Judiciário! O pior é que não tem aplicação de lei para essa casta.

  12. afonso Postado em 25/Feb/2016 às 15:10

    desculpem.. mas.. o que tem a ver o c.. com as calças??

  13. irineu Postado em 25/Feb/2016 às 20:18

    coxinha típico... o afonso, abre o olho do teu cú...

  14. Marco Sousa Postado em 25/Feb/2016 às 22:19

    Dentro da CONJUNTURA (Política, Jurídica e Religiosa) em que o Brasil "vive" essa (abominação genético ou erro genético) é a "figura" ideal para bem representar o Ministério Público Federal e espelho para o Estadual.

  15. Jose Antonio Postado em 26/Feb/2016 às 08:33

    O MP está se transformando em uma instituição acima da Lei e da Constituição. É hora de dar um basta a este nucleo proto-fascista que ali se abriga, antes que facínoras deste tipo acabem com o Estado de Direito no país.

  16. Marcelo Postado em 06/Apr/2016 às 20:24

    Vejam a que ponto a religião pode levar o ser humano.