Redação Pragmatismo
Compartilhar
Violência 19/Jan/2016 às 17:08
2
Comentários

MPF abre ação civil contra a Record por incitação à violência

O MPF pede retratação pública da Record que dure o mesmo tempo da reportagem -- dois dias úteis, no programa Cidade Alerta. Se descumprir, a emissora terá de pagar uma multa de R$ 97 mil por dia.

mpf ação civil marcelo rezende

O Ministério Público Federal abriu uma ação civil pública contra a Record por incitação à violência durante uma cobertura ao vivo de perseguição policial feita pelo jornalista Marcelo Rezende, apresentador do Cidade Alerta, no dia 23 de junho do ano passado.

O MPF pede retratação pública da Recorde que dure o mesmo tempo da reportagem – dois dias úteis, no programa Cidade Alerta. Se descumprir, a emissora terá de pagar uma multa de R$ 97 mil por dia. A ideia é que a Recorde deixe claro que não compactua com o posicionamento de Rezende.

Leia também:
Ou a TV tradicional muda ou acaba!

A ação da polícia ocorreu na zona sul de São Paulo. A perseguição mostrava, pelo helicóptero da emissora, um policial em uma moto perseguindo uma dupla em alta velocidade.

Segundos antes dos disparos, o passageiro da garupa jogou seu capacete contra o PM, que desviou e deu o primeiro tiro. O condutor da moto acabou perdendo o controle do veículo e caiu na calçada. O policial militar então desceu e, na frente da dupla, sacou o revólver e efetuou quatro disparos à queima-roupa“, relata reportagem da Carta Capital.

Rezende não teve dúvidas e defendeu a ação da PM. “O homem da Rocam já pega no revólver, não sei se ele atirou, heim… Porque parece que ele atirou. Porque, se ele atirou, é porque o bandido tava armado. E ele fez muito bem, porque, repara: ele tem que defender a vida dele“, disse.

247

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários

  1. Thiago Teixeira Postado em 20/Jan/2016 às 23:13

    Não vi nade demais nas falas do Rezende. O Policial tem que se defender sim, qual o problema? Tem que processar o Bom dia Coxinha que faz declarações odiosas contra alunos de escolas públicas através do Alexandre Garcia, a Band, SBT, CBN e Jovem Pan por instigar o ódio de classes.

    • Rogerio Postado em 21/Jan/2016 às 21:09

      Boa! Matar em legítima defesa não é crime. Policial bom é o que não teme defender a sociedade. Bandido bom... Não vira bandido.