Redação Pragmatismo
Compartilhar
Juristas 29/Oct/2015 às 12:02
15
Comentários

Salmão, filé mignon e carne de sol para os magistrados do TJ-MG “lancharem”?

TJ-MG publica edital de compra de 50 quilos de salmão (sem escamas, sem pele e sem espinhas), 96 quilos de filé mignon e 96 quilos de carne de sol para “lanche” de juízes e desembargadores. O edital ainda prevê as marcas dos alimentos. Estimativa é de que os gastos fiquem em torno de R$ 1,7 milhão

salmão filé TJ MG lanche
TJ-MG publica edital de compra de salmão e filé mignon para “lanche” de magistrados

96 kg de filé mignon, 50 kg de filé de salmão e 96 kg de carne de sol. Isso e mais 600 kg de arroz e 32 kg de feijão carioca são alguns dos ingredientes que o Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJ-MG) vai adquirir com dinheiro público para o “lanche” dos juízes e desembargadores da Corte no próximo ano.

Os números dos alimentos “de primeira” constam do edital publicado nesta segunda-feira, 26, que prevê a contratação, por 12 meses, de seis lotes de alimentos, incluindo bolos, frutas, pães de queijo e refrigerantes, para “a confecção de lanches para os desembargadores, juízes, tribunais do júri e eventos institucionais”, segundo a licitação 121/2015 do TJ-MG.

O edital ainda prevê as marcas dos alimentos, sendo que o filé mignon e a carne seca devem ser Friboi e o filé de salmão, sem espinhas e escamas, deve ser da marca Atlântico. A estimativa é de que os gastos com os “lanches” fiquem em torno de R$ 1,7 milhão.

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Itens como arroz e feijão, além do filé mignon, do filé de salmão, só começaram a surgir na lista de “lanches” da corte após a posse do atual presidente do TJ-MG, desembargador Pedro Bitencourt, em junho do ano passado.

A carne seca apareceu pela primeira vez no edital neste ano. Os editais para fornecimento de lanches antes de 2010 não constam na página do TJ-MG na internet. Questionado, o tribunal não explicou quais lanches seriam feitos com os ingredientes citados acima e nem se houve a licitação de arroz feijão e das carnes “nobres” antes de 2010.

Os alimentos vão todos para a copa do edifício do Tribunal localizado na região central da capital mineira, onde fica também a presidência da corte. No mesmo prédio ainda há um salão onde são realizados alguns eventos institucionais do Judiciário mineiro. As informações são do blog do Fausto Macedo.

tj mg salmão edital carne

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários

  1. Augusto Postado em 29/Oct/2015 às 13:12

    Bem, acho que vou ser magistrado!

  2. Salmão, filé mignon e carne de sol para os magistrados do TJ-MG “lancharem”? | Além da Mídia Postado em 29/Oct/2015 às 13:45

    […] post Salmão, filé mignon e carne de sol para os magistrados do TJ-MG “lancharem”? apareceu primeiro em Pragmatismo […]

  3. EDUARDO Postado em 29/Oct/2015 às 14:11

    Quando eu digo que o judiciário brasileiro precisa de uma reformulação urgente, ninguém acredita. Aff. Juízes tem a certeza da impunidade. Você não vê os tribunais de contas dos estados falarem sobre enriquecimento desproporcional de patrimônio dos magistrados. No mínimo estranho.

  4. Thiago Teixeira Postado em 29/Oct/2015 às 14:46

    Já pensou se o cara fosse petista? Ou ex-advogado do genro do vizinho do porteiro do prédio do amigo do patrão do borracheiro do carro terceirizado que entrega marmita para os seguranças do palácio do planalto?

  5. sidney Postado em 29/Oct/2015 às 16:22

    PQP!!!! É FODA MESMO...

  6. George Postado em 29/Oct/2015 às 16:43

    O sistema judiciário brasileiro é PÍFIO, protege quem tem dinheiro. Tanto que sonegadores, latifundiários, donos de mídia podem fazer tudo pois têm dinheiro pra comprar esse tipo de justiça aí que faz esses gastos sem se importar com o país e por saberem que os analfabetos políticos (cria da mídia de massa) não farão panelaço.

  7. George Postado em 29/Oct/2015 às 16:43

    O sistema judiciário brasileiro é PÍFIO, protege quem tem dinheiro. Tanto que sonegadores, latifundiários, donos de mídia podem fazer tudo pois têm dinheiro pra comprar esse tipo de justiça aí que faz esses gastos sem se importar com o país e por saberem que os analfabetos políticos (cria da mídia de massa) não farão panelaço.

  8. Eduardo Ribeiro Postado em 29/Oct/2015 às 16:46

    Bolsa-Filé.

  9. Matheus Postado em 29/Oct/2015 às 19:10

    Não é para colocar lenha na fogueira, mas para 96 de filé, 96 de carne do sol e 50 de salmão, tem 900 de carne moida e 3500 de frango. Não seria essa carne ai para refeição em data comemorativa ou algo do tipo? Toda empresa tem alguns poucos dias no ano em que se comemora aniversario ou outra data relevante da empresa e costumam servir coisas de primeira, mesmo quando no dia a dia servem carne moida e frango.

  10. josé brasileiro Postado em 29/Oct/2015 às 19:13

    Caros amigos comentaristas boa noite! Necessitamos reformar o poder judiciário brasileiro urgente! Esses Srs. são funcionários públicos, portanto, prestam conta, querendo ou não a população brasileira. Lembrando que 'todo o poder emana do povo e em seu nome deve ser exercido'. Matematicamente o conjunto universo é o povo! Necessitamos criar uma forma de controle eficaz e íntegra para aferir a Justiça e/ou a ausência dela através de Conselhos Populares; com poder de veto a juízes, desembargadores e magistrados que desrespeitassem a constituição perdendo foro privilegiado, aposentadoria compulsoria, e de acordo com a gravidade do delito a pena máxima. Lembrando que é justo que as pessoas se alimentem dignamente; não somos contra isso. Contudo, seria de bom tom que a merenda escolar, por exemplo, do ensino fundamental, do norte de Minas pudesse contar com tais cardápios.

  11. Valdiney Postado em 29/Oct/2015 às 19:50

    E nenhum queijo?!

  12. Claudio Rocha Postado em 29/Oct/2015 às 20:53

    E para o lanche das crianças da escola pública tá,bem vai ter salmão e filé?

  13. Mônica Postado em 29/Oct/2015 às 21:02

    Que nojooo! O que será que o governador do DF, Rodrigo Rolemberg está dando para os juízes daqui comerem??? Pois RR peida os juízes cheiram!

  14. Grace Diniz Postado em 30/Oct/2015 às 01:50

    "Bolsa moradia", "bolsa lanchinho" e querem cortar o "bolsa família" pra quem precisa. É muito cinismo! Nosso judiciário vai de mal a pior...Vamos combinar... Que vergonha! Que falta de respeito! Alguém faça alguma coisa, por favor! O povo não merece!

  15. Marcos Kim Postado em 30/Oct/2015 às 11:38

    E ainda querem tirar o bolsa família! É esse o judiciário que temos, pobre povo brasileiro!