Redação Pragmatismo
Compartilhar
Palestina 21/Oct/2015 às 12:21
8
Comentários

Benjamin Netanyahu diz que Holocausto foi sugestão palestina

Benjamin Netanyahu diz que Adolf Hitler não queria exterminar judeus e que Holocausto foi sugestão palestina. Absurda declaração do primeiro-ministro de Israel foi dada durante o 37º Congresso Sionista Mundial em Jerusalém

Benjamin Netanyahu Israel Holocausto Palestina
Benjamin Netanyahu, primeiro ministro de Israel (divulgação)

O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, afirmou nesta quarta-feira (21/10) que Adolf Hitler foi influenciado a matar judeus pelo grão-mufti de Jerusalém Haj Amin al-Husseini. Segundo o chefe de governo, o plano inicial de Hitler era expulsar os judeus, mas ele teria mudado de ideia e teria sido convencido a exterminá-los após um encontro com o líder palestino.

A polêmica declaração foi dada durante o 37º Congresso Sionista Mundial em Jerusalém, em meio a uma onda de crescente violência entre israelenses e palestinos na Cisjordânia, em Gaza e em Israel, que já deixaram mais de 54 mortos, dos quais, 46 são palestinos.

“Hitler não queria exterminar os judeus naquele momento, ele queria expulsá-los. E Haj Amin al-Husseini foi até Hitler e disse: ‘se você expulsá-los, eles virão todos aqui [à Palestina]”, contou Netanyahu. Segundo o líder israelense, Hitler teria então perguntado: “o que eu deveria fazer com eles?” e o grão-mufti teria respondido: “queime-os”.

Em resposta, o secretário-geral da OLP (Organização para a Libertação da Palestina), Saeb Erekat, afirmou nesta quarta que as declarações de Netanyahu são “moralmente indefensáveis e incendiárias”.

“Netanyahu odeia tanto os palestinos que está disposto a absolver a Hitler do assassinato de seis milhões de judeus”, disse Erekat, acrescentando que o premiê “deveria deixar de usar esta tragédia humana para ganhar pontos para seus objetivos políticos”.

O discurso de Netanyahu também gerou grande comoção e debate nas redes sociais e lembra outro episódio, em 2012, quando o premiê declarou no Knesset (Parlamento de Israel) que Husseini foi “um dos arquiteros que lideraram” o Holocausto.

Segundo o jornal israelense Haaretz, a hipótese de que o líder palestino fora o responsável por iniciar o extermínio de judeus na Europa já havia sido sugerida por alguns historiadores e pesquisadores do Holocausto, mas fora rejeitada pela maioria dos acadêmicos respeitados.

Além disso, mesmo os poucos escritores que levam em consideração o encontro de Husseini com Hitler — que ocorreu de fato em novembro de 1941 com Hitler — estes autores não conseguiram comprovar que a conversa descrita por Netanyahu é realmente verídica.

Vídeo:

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários

  1. Gabriel Postado em 21/Oct/2015 às 15:01

    "Quando a educação não é libertadora, o sonho do oprimido é ser o opressor"

    • Mauro Postado em 21/Oct/2015 às 21:30

      Quem disse isso?

      • Rafael Postado em 23/Oct/2015 às 17:06

        Se não me engano foi Paulo Freire

  2. Irion Postado em 21/Oct/2015 às 21:24

    Parece que perdoou o Hitler! Reabilitou? O mundo dá voltas...

    • enganado Postado em 26/Oct/2015 às 17:24

      A essa hora onde o Bigode estiver, deve estar dando gargalhadas e bendizendo o """BESTANYAHU""". A paranoia deste aí, está pior que o cérebro/paranoia doentia/afetado Aópio as voltas com o tal de """IMPITIM""". Imagina qdo esta turma aparecer nos umbrais! Nem o diabo vão querer estes loucos por lá!

  3. SILVIO MIGUEL GOMES Postado em 22/Oct/2015 às 08:47

    O grande canalha age conforme as circunstâncias e nada o impede,levanta o topete e vai em frente.

  4. Nando Postado em 22/Oct/2015 às 13:56

    Ainda bem que Netanyahu disse isto, assim, acaba de uma vez a ilusão de que sionistas são somente um grupo religioso. Não. São bandidos perigosos que se juntam há mais de cem anos para tomar o poder no mundo e usam do holocausto da segunda guerra como pretexto e desculpa para cometer suas atrocidades mundo afora. Agora este neo nazista genocida de Palestinos e Árabes quer inocentar Hitler para achar uma desculpa histórica forjada a muita cara-de-pau e óleo de peroba para massacrar, roubar e colonizar as terras Palestinas. Isto, meus caros, é a verdadeira face do sionismo.

  5. George Postado em 23/Oct/2015 às 13:36

    dissimulado.