Redação Pragmatismo
Compartilhar
Barbárie 30/Sep/2015 às 12:32
77
Comentários

Policial pede para ter relação sexual com filhas da amante como 'prova de amor'

Policial militar pede para ter relação sexual com as filhas de 6 e 14 anos da amante como 'prova de amor'. Em rede social, ele tenta convencer a mãe a dopar as duas menores para que elas durmam e o ato seja consumado

relação sexual policial militar pb
Com medo de ser estuprada, adolescente de 14 anos divulga diálogo da mãe com um policial militar em que o homem pede para ter relação sexual com a jovem e a sua outra irmã, de apenas 6 anos (reprodução)

Uma adolescente de 14 anos divulgou, através do whatsapp, uma conversa entre sua mãe e o amante — um policial militar — em que o homem pede para fazer sexo com a jovem e sua irmã, uma criança de apenas 6 anos de idade, como ‘prova de amor’.

A menina flagrou o bate-papo no celular da mãe e, temendo ser estuprada, gravou um printscreen (imagem abaixo) e repassou o arquivo para uma terceira pessoa não identificada. Em seguida, a conversa viralizou rapidamente na internet. O nome do PM e da mulher envolvidos no caso não foram divulgados para que a investigação não seja prejudicada.

No diálogo, o policial tenta convencer a mãe a dopar suas duas filhas (6 e 14 anos) para ter relação sexual com as menores. Ele se compromete ainda a levar o medicamento necessário para fazer as meninas dormirem e afirma que a concessão da mãe no ato seria uma prova que ela realmente o ama. O homem também teria confessado que fazer sexo com ela e as filhas ao mesmo é um “sonho” e “obsessão” que ele nutre há algum tempo.

“Hoje à noite você terá a chance de me dar a maior prova de amor do mundo, que é sua própria filha”, diz a mensagem. “Ela é virgem, ela que tem que escolher com quem vai perder a virgindade, não eu”, argumenta a mulher. “Se você deixasse, dava para fazer tudo e ela nem acordaria. Ninguém nunca saberia, só eu e você. Realiza esse sonho meu, eu ia acabar de vez com essa obsessão”, rebate o PM.

De acordo com informações dos portais paraibanos Correio e Diário do Sertão, o policial militar investigado mora no Ceará, mas integra o 14º Batalhão, em Sousa, no sertão do estado da Paraíba e atua na corporação paraibana desde 2009.

Investigação

“A foto que aparece nas mensagens realmente é de um policial da Paraíba, mas precisamos investigar se o perfil é verdadeiro e se foi ele mesmo que enviou as mensagens. Não podemos descartar a hipótese de alguém ter invadido a rede social dele e escrito tais coisas”, afirmou o assessor de comunicação da Polícia Militar na Paraíba, major Cristóvão Lucas.

VEJA TAMBÉM: 5 coisas simples que mulheres evitam fazer por medo de assédio

Segundo o major, o suspeito será ouvido na manhã desta quarta-feira (30) pelo comandante do 14º Batalhão de Polícia Militar, major Rômulo Ferreira de Araújo. “Caso seja confirmado o envolvimento do policial nesse fato, vamos abrir uma sindicância e estudar possíveis punições para ele”, completou.

NOTA

O subcomandante do 14º Batalhão da Polícia Militar divulgou nota nas redes sociais sobre o caso:

Ao tempo em que cumprimento a todos desse grupo, venho na condição de subcomandante 14 BPM inicialmente lamentar e salientar a posição de resignação do Cmdo diante das notícias desabonadoras que vêm sendo veiculadas acerca de um policial militar deste Batalhão.

Dizer que antes de tudo temos o dever de sermos imparciais e firmes em relação ao caso. Dizer que o alto comando da corporação está ciente e não se furtará da atribuição da responsabilidades na esfera administrativa militar caso haja a comprovação probatória do cometimento do crime ou transgressão da natureza militar.

Requerer dos homens honrados e de bem que ao nosso lado envergam a farda e com orgulho representam nosso 14 BPM, que sejam prudentes nas suas ações e comentários, pois nossa postura enquanto militares não há de ser outra que a de sermos comedidos e temperantes apesar de toda indignação e “revolta”.

Por fim me, posiciono pela manutenção das boas práticas de bem e de compromisso inegável e incondicional de zelar pela incolumidade das pessoas, deixando bem claro que atitudes como esta são abomináveis do ponto de vista ético cristão e, absolutamente, não traduz a essência do caráter dos policiais militares do nosso estado, que diariamente não se cansam de dar a própria vida em prol de pessoas de bem.

ATUALIZAÇÃO (13:04)

Em depoimento realizado na manhã desta quarta-feira (30), o policial militar envolvido no caso confessou que tentou convencer a amante e mãe de duas meninas, 6 e 14 anos, a dopar as garotas para ter “relação sexual” com elas.

Ele foi afastado da Corporação até que as investigações sejam concluídas.

A confissão foi confirmada pelo comandante do 14º Batalhão de Polícia Militar, major Rômulo Ferreira de Araújo.

Printscreen:

policial militar filha pb

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários

  1. Luiz Costa Postado em 30/Sep/2015 às 12:49

    Que tipo de gente permite um cara desses em sua família. Uma doente tanto quanto esse outro verme. DOIS VERMES SOCIOPATAS.

  2. Ana Maria Postado em 30/Sep/2015 às 13:01

    E cadê as providências??? Essa mãe tem que ser a primeira a ser chamada, afinal ela é a responsável pelas meninas. Que nojo dessa gente podre! Só falta me dizer que as meninas continuam com essa mulher escrota e imunda!

    • Leonardo Postado em 30/Sep/2015 às 15:12

      Mas moça, a mãe se recusou a fazer aquilo...

      • Marlete Postado em 30/Sep/2015 às 17:51

        Isso é tipo de gente que só lê Leonardo, mas não entende....

      • Samantha Postado em 30/Sep/2015 às 18:35

        Se recusou a fazer aquilo? Foi a menina que descobriu tudo. Se ela tivesse se recusado, ela que teria denunciado o babaca.

      • simone Postado em 11/Oct/2015 às 19:55

        Só o fato dessa mulher ter esse tipo de conversa já prova que ela não presta, uma mãe de verdade cortaria a conversa no inicio e mandaria esse homem pastar.

    • Silney Postado em 02/Oct/2015 às 09:24

      Alguém vai tentar defender a mulher! - Opa! - já tentaram...

      • Myrian Postado em 14/Jan/2016 às 14:54

        Um homem, que deve ter dificuldade intelectual para interpretar o que leu, coitado !

  3. alucha Postado em 30/Sep/2015 às 13:08

    cada vez mais enojada com o ser humano

  4. Márcio Ferreira Postado em 30/Sep/2015 às 13:15

    E o que tem a ver o fato de ele ser policial militar?

    • Rodrigo Postado em 30/Sep/2015 às 13:24

      O fato de ser um policial militar Marcio Ferreira deixa bem claro pra um monte de imbecis que acha que o fato de alguém vestir farda faz dele uma pessoa honesta, no Brasil é mais difícil encontrar os PMs honestos, que sei que existem, mas que muitas vezes por corporativismo se tornam cúmplices de bandidos de farda

    • Fernando Rezende Postado em 30/Sep/2015 às 13:30

      Tem a ver que os coxinhas ficam tirando selfie com essa corja que é a PM e seus soldados. Então é bom colocar, para os que acham que em quartel só tem arauto da moralidade, um pouco do que pensam esses que se entendem acima de toda a sociedade por portarem armas.

      • José Ferreira Postado em 30/Sep/2015 às 13:39

        Tem pilantra em todo lugar. Só não se pode usar o fato dele ser um policial militar para se fazer discursinhos de militante. Existem gente que não é séria dentro de órgãos sérios.

      • juliano Postado em 30/Sep/2015 às 14:27

        agora você me diz: como um agente da lei como esse deve agir em um caso de pedofilia, por exemplo?

      • Trajano Postado em 30/Sep/2015 às 15:18

        Pilantra? Pedofilia mudou de nome agora?

    • João Romano Postado em 30/Sep/2015 às 14:01

      Fora ele ser um oficial da lei?

    • Renan Postado em 30/Sep/2015 às 15:44

      Guerra Assimétrica...

    • Rodrigo Postado em 30/Sep/2015 às 16:21

      (Outro Rodrigo) Pois é, quando ex-prefeito e assessor (de Gleisi Hoffman) petista foi condenado (em primeira instância, não sendo definitiva a condenação e cabendo ainda recurso) por estupro de menor de idade, ninguém aqui achou relevante noticiar, falar qual a posição do partido quanto a isso e tal. Nem mesmo falar que há 17 outros processos em curso contra o mesmo (ainda sem sentença). Mas, se é um policial, aí já se mostra interessante destacar o fato pois, como bem diagnosticou Sartre, "O inferno são os outros".

      • Douglas Postado em 30/Sep/2015 às 16:30

        Esse site é escancaradamente parcial Rodrigo. Não espere ler esse tipo de noticias aqui, senão haveria militantes infartando.

      • Maria de Lourdes Cardoso Postado em 30/Sep/2015 às 20:48

        Temos duas situações: uma é o fato do político (colarinho branco) ainda cabendo recurso porque tem dinheiro e o outro um policial que possui um celular que tem a intensão de praticar um crime, mas que não basta ter um celular. Ambos, tem que se noticiar e condenar. O recurso do primeiro que pode vir a ter absolvição por dinheiro, não dá o direito de outros a vir a cometer crimes porque são pobres. Quando Sartre diagnostiva com um veredito sobre o "outro", dado pelos "outros" ele se incluia de maneira silenciosa. A única pessoa que poderia denunciá-lo seria a sua amante Simone de Beuvoir com aquela história de amor platônico que só ela sabia o quanto era traída por um filósofo, que se achava blindado. Sartre vivia cercado de meninas entre 13 e 15 anos, mas era fácil se passar por professor. Jamais cito ele como exemplo.

      • Rodrigo Postado em 30/Sep/2015 às 22:15

        (Outro Rodrigo) Prezada Maria, há uma certa distância entre ciência e cientista - o ser humano pode ser extremamente contraditório para com seu pensamento (o que é realmente deplorável), a exemplo do que FHC fez ao dizer "esqueçam o que eu escrevi". Em outro momento citei algo de Ghandi e outra comentarista ("Eu Daqui") corretamente atentou para os defeitos do mesmo - conduta quanto a negros e mulheres. Assim, ao citar Sartre, não estou de modo algum chancelando condutas extraconjugais do mesmo, desrespeito para com a parceira, mas apenas a expor que o pensamento exprimido tem, sim, muito sentido: não assumimos nossa (parcela) de culpa, o inferno sendo sempre os outros (tudo é responsabilidade alheia, mas não de nosso deficiente juízo de valor).

    • Márcio Ferreira Postado em 30/Sep/2015 às 19:59

      Eu dei a oportunidade para alguns aqui poderem evoluir um milímetro que fosse sua respectiva visão crítica, mas vi que foi um fiasco. Muito me admira como os "arautos do pensamento crítico intelectual" que povoam o PP reclamam tanto das notícias enviesadas da (uiui) "mídia golpista", mas não veem nada de dispensável, para dizer o mínimo, na "notícia" acima em "informar" que o estuprador é um policial militar. O texto pisa tanto na tecla do fato de esse verme ser policial militar que isso vira o tema principal, a ponto de encerrar com uma nota do Batalhão do qual é integrante. Todos os crimes aqui publicados vêm acompanhados de uma nota da entidade de classe? Nada foi falado sobre a mãe, sobre a prisão, sobre a guarda da menina.... A "notícia" foi postada apenas para falar mal é da PM. Mas o que ninguém entende (e nem quer) é que o cara não virou estuprador porque é da PM nem entrou na corporação porque é estuprador, ele é que é o criminoso que ingressou lá e esse crime nada tem a ver com a profissão, não usou nenhum treinamento ou benefício obtido na PM para suas atitudes horrendas e nem é mais ou menos grave por conta da profissão. Ele é abjeto independente do profissional. Há médicos, advogados, engenheiros, juízes, professores estupradores, e todos são igualmente capazes e conhecedores da lei. Aí vem uns comédias dizer que PM é tudo bandido, é tudo safado, tem que morrer... Nem cogitam de tantos outros profissionais que morrem baleados, torturados, vivem com medo, escondidos, perseguidos, mas que dariam a vida, literalmente, por esses babacas. De forma alguma vou deixar de condenar os atos desse animal, mas isso é chover no molhado, é chutar cachorro morto. Isso não é discutível, é o óbvio infantil. Quero ver o raciocínio além da cartilha "odiador de PM". Cadeia para esse estuprador e vergonha na cara para os binários.

      • Cláudia Postado em 01/Oct/2015 às 00:46

        Parabéns pelo comentário, Márcio Ferreira! O elemento qualificador do crime para alguns sites, parece ser o fato de se pertencer a uma corporação. Não entendo p q tanto ostracismo contra a instituição policial.

  5. marcelo Postado em 30/Sep/2015 às 13:32

    porque ele é policial militar, é isso.

  6. Line Postado em 30/Sep/2015 às 14:13

    Não se pode mais falar a profissão de ninguém não é? As pessoas falam a profissão de todo mundo quando se tem conhecimento delas e não pode falar a dele só porque é policial?

  7. wendy Postado em 30/Sep/2015 às 14:31

    Bestificada com o quão vil pode ser o ser humano, escória do mundo, tanto ele quanto ela que mesmo que não tenha topado( mas acredito sinceramente, que ela ia acabar topando) continuou tendo um relacionamento com um lixo desse, os dois merecem cadeia e ter a chave jogada fora.

  8. Eduardo Ribeiro Postado em 30/Sep/2015 às 14:37

    Me ajudem aí: é a terceira matéria relevante e contundente na capa do site somente hoje sobre "desvios de conduta" da PM? Vai ter defensor disso aí dessa vez? Vai ser dificil culpabilizar o tráfico dessa vez.....mas sempre eles dão um jeito. """""""Ele provavelmente estava querendo desestressar, espairecer um pouco a cabeça, porque ganha mal, e blablabla...provavelmente foi mais um ato isolado...não podemos julgar""""".....qual o segredo para a ocorrencia de tantos e tantos e tantos "atos isolados" em que transbordam violência desmedida e completa falta de humanidade?

    • Douglas Postado em 30/Sep/2015 às 16:40

      Você julga uma corporação inteira por casos como na matéria acima. Essa linda de raciocínio é redundante, pois compara vários cidadãos de bem que trabalham diariamente pelo sustento de suas famílias e que na maioria das vezes buscam atender da melhor maneira a população a estupradores pedófilos. Muito redundante, podemos apagar o país do mapa então.

    • Eduardo Ribeiro Postado em 30/Sep/2015 às 17:02

      Não. Eu julgo fortemente a corporação inteira - e a condeno, inteira - baseado em outros casos, que demonstram cabalmente, sem deixar margem para nenhum tipo de dúvida, qual é a praxe da organização. Esse aqui é um ato menor em comparação a outros que podemos imputar como praxe da corporação, mas que não pode ser ignorado e que está, sim, na conta da corporação também.

      • Thiago Teixeira Postado em 30/Sep/2015 às 19:19

        O dia que roubarem seu carro ou ligarem pra sua casa dizendo que sua filha está num cativeiro ligue numa pizzaria e peça uma de calabresa com catupiry.

      • Eduardo Ribeiro Postado em 30/Sep/2015 às 21:28

        Menino Thiago....nunca caia no chão. Empenhe todos os seus esforços da vida em não cair no chão. Se você cair, você infelizmente não volta. Fica de 4 no chão comendo grama por 70 anos. Aviso dado.

      • eu daqui Postado em 01/Oct/2015 às 09:14

        Vc já nasceu de 4, caído, fedido e condenado ao condenar algo que nem conhece. Pra mim alguém é criminoso por cometer crimes e não por pertencer a uma determinada corporação. Talvez por não ser criminosa não precise eu combater polícia nem judiciario de forma indiscriminada e genelarizada. E depois os outros é que são facistas...............

      • Douglas Postado em 01/Oct/2015 às 09:28

        Incoerente. Sem mais.

      • Eduardo Ribeiro Postado em 01/Oct/2015 às 09:33

        Será que um cidadão desses não apresenta traços dessa sociopatia/psicopatia no seu dia a dia? Será que ele nunca demonstrou nada para outras pessoas, colegas, etc? Vocês acham que esse cidadão não fez absolutamente nenhum teste psicológico para entrar na corporação, chegou lá, "oi...eu quero ser pm...estou apto" e foi aceito na hora? Vocês acham que ele não passa por avaliações psicológicas mensais/semestrais em função do desgaste emocional que o trabalho lhe impõe? Então....vocês vão me convencer de que ABSOLUTAMENTE NINGUÉM DA PM VIU EM MOMENTO ALGUM QUE TEM UM DOENTE NESSE GRAU ALI DENTRO? Não vão, óbvio que não vão. Tenham a decência de nem tentar. Daí eu pergunto: em que outro lugar um SABIDO psicopata/sociopata nesse grau toca sua vida profissional sem ser importunado? Que outra organização colocaria o sucesso de sua MISSÃO - que é proteger a VIDA DO CIDADÃO - nas mãos de alguém cuja ética SABIDAMENTE é nenhuma, cuja estabilidade psicológica e social é SABIDAMENTE menos que zero, e cuja compreensão do valor da vida humana SABIDAMENTE inexiste? Que outra corporação demoraria tanto a tomar uma atitude, e só a tomou porque o caso ganhou repercussão nacional, do contrário a conivência continuaria? Resposta: a mesma que COMO DE PRAXE mata um rapaz de 17 anos e deliberadamente bota uma arma na mão dele pra simular auto de resistencia. A mesma que COMO DE PRAXE executa um garoto de 11 anos que estava na rua indo comprar uma bolinha de pingue-pongue. Nessa instituição, monstros assim se sentem bem a vontade. Mais que isso, só desenhando para os "meninos admiradores da máquina de matar preto/pobre" compreenderem.

  9. Lopes Postado em 30/Sep/2015 às 14:47

    Estão vendo muita novela da Globo (e.g. Verdades Secretas).

  10. Douglas Postado em 30/Sep/2015 às 14:50

    Nossa velho! Que esse verme sofra as mais duras penas militares cabíveis. Que seja exonerado e humilhado. Não merece usar a farda da corporação! Nojo! Marginal!

    • juliano Postado em 30/Sep/2015 às 14:54

      nossa que pena enooorme ser exonerado e humilhado por tentar convencer uma mãe a deixar ele dopar e transar com as duas filhas crianças dela... milico e "a corporação" me dão náuseas.

      • Douglas Postado em 30/Sep/2015 às 15:42

        Exoneração e a humilhação não fazem parte das penas que citei. No mais, te dão náuseas por ser fraco, fraco. Sds.

      • juliano Postado em 01/Oct/2015 às 08:15

        oi? hahahahah vai se tratar rapaz, cê nem me conhece pra querer me julgar.

      • Douglas Postado em 01/Oct/2015 às 09:29

        mimimi

  11. Carolina Postado em 30/Sep/2015 às 14:58

    Não é xenofobia nem nada, mas com a história de crianças serem vendidas pelas próprias mães nesses estados acima do Brasil não é só um exemplo de falta de humanidade, mas mostra como a miséria enlouquece as pessoas. E ai aparecem seres humanos privilegiados de status social, econômico, e "moral" para mostrar ao que vieram ao mundo: destruir outras crianças. Eu não sei, sou da opinião que PM e bandido é a mesma merda, só serve pra destruir. Acreditaria mesmo que não houvesse provas. Uma pessoa que escolhe carregar uma arma por profissão não é uma boa pessoa

    • Jones Postado em 30/Sep/2015 às 15:12

      Você tem problemas mentais, procure um psiquiatra.

      • Douglas Postado em 30/Sep/2015 às 15:42

        Nossa que papo de demente. Vai se tratar guria. ¬¬'

    • raphael_subversivo Postado em 01/Oct/2015 às 22:41

      Concordo Carolina, isso me faz lembrar uma frase de Rosseau sobre os militares'' Defender a patria é uma tarefa de todo cidadão, tão bela e tão nobre que não deveria ser delegada à mercenários''

    • raphael_subversivo Postado em 01/Oct/2015 às 22:45

      Infelizmente, além de sermos cercados por essa escoria que não deveria respirar nem ter direito a penas humanas por seus crimes, podemos perceber que em muitos casos contam com a conivencia ou cumplicidade de uma mulher, uma mãe, que deveria zelar pela segurança de seus filhos, mais abominavel que o ato desse pervertido, é sabermos que eles nunca estão sozinhos.

  12. Stella Postado em 30/Sep/2015 às 15:02

    Que nojo!!!!! Escória! Covarde.Como é que essa mãe aceita continuar com um homem desses?? Inacreditável!!!! Meu Deus, era pra ela proteger essas crianças.

  13. Míriam Postado em 30/Sep/2015 às 15:07

    Falha da reportagem em não usar a palavra "estupro", ainda mais no título. Meio irresponsável inclusive. "Relação sexual" uma ova.

  14. Trajano Postado em 30/Sep/2015 às 16:34

    Trabalhei com uma moça que veio do nordeste há alguns anos. Muito feliz a moça aqui no Rio de Janeiro. Do nada ela começou a faltar. Quando voltou, estava cheia de “reloginhos” (hematomas). Queda de escada, sabe como é. De repente ela disse que iria embora do Rio quando uma marca de agressão apareceu no rosto e a queda da escada ficou manjada. É assustador ver uma mulher escondendo marcas de agressão. Perguntei pra ela o que estava acontecendo e revelei minha vontade de chamar a polícia. Ela ficou desesperada. Se tremia toda, chorava. Explicou que fugiu para o Rio quando o seu namorado policial ficou cada vez mais violento. E ela recorreu à polícia na ocasião e começou a ser perseguida pelos amigos do namorado. Fugiu. E ele, o namorado, tirou férias, veio em sua busca... ou caça. A encontrou, baixava o cacete na moça e a ameaçava de morte. O que se faz em uma situação dessas? Como se recorre à polícia para se queixar da polícia? Qual o papel da empresa em um momento desses? Eu era novo e fiquei horrorizado com esta faceta da realidade e mais ainda dos outros colegas de trabalho que se sentiram aliviados quando ela foi embora. Ficaram com medo depois que alguns notaram que também estavam sendo seguidos. Provavelmente eu fui perseguido e nem percebi. A vida pode ser muito dura. As pessoas mais ainda.

    • Alexandre Bolfarini Postado em 30/Sep/2015 às 17:19

      Trajano, além de sempre muito bem escritos, seus comentários são de uma coerência e uma lucidez absolutamente raras na internet. Muito obrigado por sempre nos brindar com eles. Realmente, meu caro, "a vida pode ser muito dura, as pessoas mais ainda", mas saber que existem almas como a sua me deixa menos pessimista. É um alento. Abraço!

      • Trajano Postado em 01/Oct/2015 às 13:35

        Oi Alexandre! Confesso que não esperava por isso. Acho que me habituei no convívio com haters e acabei um pouco rígido quando algo dissonante acontece. Fico muito feliz que tenha gostado e mais ainda por, ainda que dentro das minhas limitações, tenha despertado aspectos emocionais em você que tanto lhe agradaram. Se trata de uma experiência real em que fiquei muito angustiado porque, além de muito novo, cheio de dúvidas, minhas concepções de responsabilidade coletiva entraram em cheque pela primeira vez. Situação muito difícil. O sofrimento dela transbordou para os lados, sabe? Que bom saber que a troca de experiências ainda surte efeitos positivos e, para além, que quando escrevemos com honestidade, com valorização do que realmente importa na prática, sem forçar a barra, sem querer parecer ser algo que não se é, esses aspectos ressoam em outras pessoas. Obrigado por me mostrar isso. Igualmente, um alento pra mim. A vida é dura... Sejamos então resilientes para não deformarmos nossa subjetivação. Forte abraço!

      • Trajano Postado em 01/Oct/2015 às 13:57

        Só para não perder o fio da meada, vou discordar enfaticamente do “muito bem escritos”. Não é bem assim. Afinal, o cheque entrou em xeque, rs

    • Paulo Figueira Postado em 30/Sep/2015 às 18:50

      Infelizmente nossas polícias produzem psicopatas em escala industrial

      • Thiago Teixeira Postado em 30/Sep/2015 às 19:16

        Nossos criminosos mais ainda.

      • Douglas Postado em 01/Oct/2015 às 09:32

        Esse "mimimi" contra a polícia é um saco. O maníaco da matéria não foi forjado pela corporação, se desenvolveu assim ao longo do seu crescimento. A polícia em nada tem a ver com isso. No mais, acho que nem sabes o que é um psicopata. Sds.

    • Maria de Lourdes Cardoso Postado em 30/Sep/2015 às 21:03

      Uma senhora já casada me contou que foi ajudada a fugir do emprego de doméstica em SC, por um brigadiano, amigo do patrão que era o estuprador, também policial. Segundo ela o policial a mantinha presa e a ter relações sexuais com ela com permissão da esposa que estava grávida e que permitia, porque mulheres grávidas não podem ter relações. São dois policiais e dois comportamentos diferentes.

      • Trajano Postado em 01/Oct/2015 às 13:40

        O problema é este, Maria de Lourdes. É o acaso, o inesperado, o ponto fora da curva que acaba resolvendo graves problemas, quando a instituição, de forma geral, quem deveria assumir tal responsabilidade. Muito difícil quando não temos como confiar na polícia. Difícil e desesperador quando a desconfiança vira medo. Espero que atitudes como a desse policial iniciem um contraponto consistente para mais pessoas, tal como o foi à vítima que você descreveu.

  15. Davi Postado em 30/Sep/2015 às 16:58

    Até nisso os fetichistas defensores da PM vem defender! É incrível! Policial militar pode cometer o abuso que for que sempre haverá quem o defenda no Brasil! De certo prefeririam que ninguém ficasse sabendo, que não houvesse liberdade de expressão para que o abuso tivesse acontecido sigilosamente. Como na ditadura militar.

    • Douglas Postado em 01/Oct/2015 às 09:33

      A polícia militar daquele estado em nada tem a ver com as atitudes desse doente. Simples assim. Sds.

  16. Guilhermo Postado em 30/Sep/2015 às 17:05

    Ainda bem que deu tempo desse crime ser evitado!

  17. gabi Postado em 30/Sep/2015 às 17:24

    Fala sério!! Esta mãe é louca em manter um cara destes perto de sua família! Mesmo que ela não tenha aceitado, as filhas dela correm sério risco perto dele!!

    • Eduardo Ribeiro Postado em 30/Sep/2015 às 17:34

      A gente tenta olhar pra situação de forma mais ampla, a gente presume que há um contexto social aí, tenta de todo jeito não julgar a mãe...mas é dificil demais. Basta ver que o caso estourou por acaso, e pelas mãos da filha, não pelas dela. É assustador, ela age como uma adolescente apaixonada pelo primeiro namorado..."acho que voce não me ama, você só tá me usando, só quer minhas filhas....mas eu ti amuuu....passa aqui hoje"...são as filhas dela, uma ameaça de estupro as duas filhas crianças dela...e ela em nenhum momento cogita encerrar a conversa, xingar o cara, terminar a relação, mandar prender o cara, nada...parece que digitou essa conversa de bruços na cama com os pézinhos cruzados balançando...dificil defender...

      • felipe Postado em 30/Sep/2015 às 17:45

        Finalmente um comentário seu que eu posso concordar, uma mãe cogitar isso para sua própria filha é uma abominação enorme.

      • Cíntia Postado em 30/Sep/2015 às 21:15

        Pensei o mesmo...

      • Eduardo Ribeiro Postado em 30/Sep/2015 às 21:50

        Só não pensem que estou eximindo o PM de culpa. De forma alguma. A culpa é do PM, somente dele, de ninguem mais alem dele. É um animal depravado que merece tudo de ruim. Prisão é o mínimo do mínimo. É que a passividade da mãe é no minimo estranha diante das investidas do PM. Mas o PM é de longe o lado mais execrável, nojento e abominável desse triste evento, e isso tem que ficar claro.

  18. natalia Postado em 30/Sep/2015 às 18:10

    concordo 100% com o eduardo. Se sou eu ia ameaçar esse homem de morte se tocassem na minha filha e ia para delegacia.. que loucura!

  19. Rita Postado em 30/Sep/2015 às 18:25

    Olha só, uma menina de quatorze anos apenas precisa defender-se do namorado da mãe ??? Por favor, quantos casos assim existem Brasil afora? Isto é o que mais preocupa. Esta menina conseguiu divulgar a ameaça de estupro dela e de uma outra criança de quatro anos, não permitindo a priori que acontecesse, mas quantas meninas e crianças por aí não conseguem??? nojo destes homens pervertidos, nojo total.

  20. Géssica Castro Postado em 30/Sep/2015 às 18:30

    Cara, a mãe foi totalmente negligente ao não repudiar um "pedido" desses. Mas não vamos esquecer do verme nojento que faz isso, claramente ele ta se aproveitando do fato de que a mãe ta igual a uma babaca apaixonada para estuprar as crianças. Vamos atribuir as responsabilidades de forma proporcional, já li comentário de gente tentando defender o cara pq ele é PM e muita gente criticando só a mãe. Ele é o pedófilo! Ela é uma babaca, retardada que provavelmente, por achar que em algum universo paralelo isso é amor, não agiu da forma correta de denunciar imediatamente esse pedófilo estuprador.

  21. Thomaz Postado em 30/Sep/2015 às 18:41

    FAKE FAKE FAKE<<<<<< Galera é FAKE, não acredite em tudo q vc le. Detalhe nas montagens das fotos para o Relogio (q vai e volta) e para a bateria que estava num nivel e depois de certo tempo sobe...

    • Fernando Postado em 30/Sep/2015 às 21:17

      Não ta vendo que o print é de dias diferentes e que alguns não estão na ordem.

    • Eduardo Ribeiro Postado em 30/Sep/2015 às 21:45

      Você leu até o fim???? """""""""""Em depoimento realizado na manhã desta quarta-feira (30), o policial militar envolvido no caso confessou que tentou convencer a amante e mãe de duas meninas, 4 e 14 anos, a dopar as garotas para ter “relação sexual” com elas."""""""""""""".

  22. Thiago Teixeira Postado em 30/Sep/2015 às 19:15

    Substituir a palavra Policial Militar por BABACA. A corporação nada tem a ver com os delírios e abusos da vida pessoal de seus militares.

    • eu daqui Postado em 01/Oct/2015 às 09:11

      servidores públicos em geral somente tem mais oportunidades de infrigir normas - mas não que aqueles que estão fora do serviço público sejam mais sérios.

    • Douglas Postado em 01/Oct/2015 às 09:36

      Estou batendo nessa mesma tecla. Esse generalismo incoerente faz com que haja fuga da discussão. Esse ódio contra a PM nesse site cegam esse militantes.

  23. Carlos La France Postado em 30/Sep/2015 às 19:35

    Thiago Teixeira, uma de duas ou voce é PM, ou namora um...

    • eu daqui Postado em 01/Oct/2015 às 09:10

      E vc tem vontade de ser pm e de dar pra um pm mas não acha nem bandido sem farda nem pra te dar um tiro, que dirá um beijo............e nãp passa em concruso nem pra traficante, que dirá pra policial

    • Douglas Postado em 01/Oct/2015 às 09:37

      Carlos La France, uma de duas ou você é bandido, ou namora um...

  24. enganado Postado em 01/Oct/2015 às 09:45

    Duas crianças?!? Como?!? Sem perdão! Castrem esse fdp e depois de tudo cicatrizado, o coloquem na pior cela da cadeia e aí perguntem ao mesmo qual é o seu mais amor. Qto a ""mamãe"", a coloquem na cela ao lado até sair de lá bem ardida, e não se esqueçam de lhe perguntar se esta era a ""prova de amor"" dela, para a nova bicha da cadeia da cela do lado. E assim foram felizes para sempre ....