Redação Pragmatismo
Compartilhar
Racismo não 24/Sep/2015 às 10:38
51
Comentários

Passageira de ônibus é presa após chamar cobrador de 'macaco'

“O Brasil é esta merda por causa disso. Essa empresa está assim pois agora só contrata macaco para trabalhar”. A passageira foi liberada após pagar fiança de R$ 800. O cobrador, que diz ter se sentido humilhado, revela que não pretende processá-la, mas diz esperar arrependimento da agressora

racismo ônibus passageira cobrador
(Imagem: O cobrador Aderbaldo dos Santos Ribeiro)

A Polícia Civil do Distrito Federal investiga a conduta de uma passageira de transporte público que, irritada por causa de uma janela aberta, teria cometido injúria racial contra um cobrador negro: “o Brasil é esta merda por causa disso. Essa empresa está assim pois agora só contrata macaco para trabalhar”.

Passageira e cobrador foram parar na delegacia e a mulher foi liberada após pagar fiança de R$ 800.

De acordo com Aderbaldo dos Santos Ribeiro, 27 anos, cobrador do ônibus, a ofensa aconteceu por volta das 7h40. Ele conta que a mulher fechou a janela do coletivo na altura do Parque da Cidade e que ele decidiu abri-la novamente para manter a circulação de ar.

“Ela começou a brigar comigo, me xingar, não quis deixar abrir. Aí foi me agrediu, falando que a empresa estava contratando macaco”, lembra. “É ruim, né, nunca esperei que fosse acontecer comigo. Fiquei muito chateado. Fiquei bem ruim, um policial até perguntou se estava tudo bem comigo.”

O marido da agressora também xingou Aderbaldo e o chamou para “sair para brigar lá fora” por conta da janela aberta. Ele diz que não tinha escutado a injúria [racial] no momento, mas percebeu o ato de racismo pela reação do motorista e dos passageiros.

Após as ofensas raciais, o motorista do ônibus interrompeu o trajeto e parou o veículo.

“Eu teria até deixado pra lá, nem iria levar isso adiante se ela tivesse pedido desculpas, se tivesse dito “olha, me perdoe, eu sei que errei, não deveria ter dito aquilo”. Só que ela nem mostrou arrependimento. A discussão já tinha terminado, eu já tinha aberto uma janela diferente, e ela continuou me insultando. Chegou na delegacia e confirmou que me chamou de macaco. Isso é ter um coração muito ruim”, afirma o cobrador.

Aderbaldo conta que está com medo de reações futuras do marido da passageira. “Fico preocupado porque ele é agressivo, e ficou tirando foto de mim pelo celular lá na hora, tenho medo de encontrar com ele de novo”. O incidente ocorreu há dez dias.

Injúria Racial

Aderbaldo diz que não pretende processar a mulher além da esfera criminal, mas a advogada do Sindicato dos Rodoviários, Marília Fontenele afirma que está conversando com o homem e estudando a possibilidade de pedir indenização.

“É uma situação, infelizmente, normal. As pessoas não conseguem internalizar valores democráticos. Não sei dizer quantos são de cabeça, mas já são pelo menos quatro ou cinco situações do tipo neste ano”, diz.

Segundo a advogada, a ideia é que, por meio do processo, as pessoas entendam que a injúria racial é crime e evitem este tipo de prática. Marília afirma que incidentes do tipo afetam até mesmo o trabalho dos rodoviários.

“Eles ficam muito constrangidos, é realmente uma situação sem parâmetros, eles ficam muito constrangidos, e muitas vezes abala o rendimento no dia a dia”, explica.

De acordo com o Código Penal, a pena por injúria varia entre 1 e 3 anos de prisão. Se a investigação apontar que houve racismo, a suspeita pode responder pelos crimes previstos na Lei 7.716, de 1989. Há várias penas possíveis, entre elas prisão e multa. O crime de racismo não prescreve e também não dá direito a fiança.

com informações do portal Brasília é Aqui, R7 e G1

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários

  1. Pereira Postado em 24/Sep/2015 às 10:43

    Mas as cadeias já não estão cheias ???? Prenderam a "coitada" da mulher por quê?

    • Denisbaldo Postado em 24/Sep/2015 às 10:56

      Estão cheias de pretos e pobres. De racistas estão vazias ainda.

      • Pereira Postado em 24/Sep/2015 às 11:14

        Racismo existe sim... mas é um comportamento de exceção. É uma meia dúzia de babacas que possuem esse comportamento. E por causa dessa meia dúzia, toda a classe média é criminalizada politicamente por isso. Haja saco com a patifaria da esquerda.

      • Denisbaldo Postado em 24/Sep/2015 às 11:30

        Isso não é coisa nem de esquerda e nem de direita. É uma questão de você defender a igualdade e a justiça. Algo pelo qual qualquer ser humano deveria lutar sempre.

      • Pereira Postado em 24/Sep/2015 às 11:37

        Concordo ! o problema é que a esquerda usa essa mazela chamada racismo para plataforma política. Os esquerdistas usam isso para atingir adversários, colocando neles a pecha de racistas, bem como para angariar simpatia e votos.

      • Denisbaldo Postado em 24/Sep/2015 às 11:41

        Mas essa senhora é racista, concorda? Ninguém a está difamando por esse ato que ela mesma cometeu. Ela não cometeu crime de racismo, e sim de injúria racial, mas ela é racista. Concorda?

      • André Anlub Postado em 24/Sep/2015 às 11:50

        Pereira... Aonde menciona a posição política da senhora racista? Essa mania de perseguição e as teorias de conspiração estão atrapalhando e desqualificando lutas sérias e conquistas recentes. Fica a dica e meu abraço.

      • EUGENIA Postado em 24/Sep/2015 às 15:23

        BOA RESPOSTA!

      • Pereira Postado em 24/Sep/2015 às 15:35

        Eu não sei se ela é racista, não a conheço, não vi o fato e confiar nesse portal não é uma boa. Eu sei que o que tem hoje no Brasil é a arcaica luta de classes, pois o partido que está no governo é ideologicamente alinhado com essa postura velha, e assim despeja dinheiro público para entidades sedizentes populares como MST, MTST, CUT e outros. Esses grupos não estão nem aí para o povo, querem o capilé estatal e manter seus amigos no poder meu filho. João pedro estédile já pegou numa enxada alguma vez na vida ? Guilherme Boulos(de família abastada) trabalhou como estagiário em alguma empresa ? A resposta é não. Portanto rotular os adversários de racistas,homofóbicos, machistas, fascistas e tutti quanti não passa de jogada política suja. A guerra de classes está acabando com a sociedade brasileira, é negros x brancos... ricos x pobres... mulheres x homens e por aí vai. E PIOR !!! TEM GENTE QUE AINDA ACHA QUE SE TRATA DE "TEORIA DA CONSPIRAÇÃO".

      • Pereira Postado em 24/Sep/2015 às 15:37

        Teoria da conspiração é bater o pé e dizer que os EUA ajudaram os militares em 64. Quando se sabe que as supostas provas não passam de fraude escandalosa.

      • Eduardo Ribeiro Postado em 24/Sep/2015 às 15:42

        """""""""""""arcaica luta de classes"""""""""""""

      • Pereira Postado em 24/Sep/2015 às 15:52

        " estão atrapalhando e desqualificando lutas sérias e conquistas recentes". Eu só gostaria de saber a que conquistas recentes você se refere.

      • Thiago Teixeira Postado em 25/Sep/2015 às 11:24

        Boa Denisbaldo! Você é o cara!!!!!!

      • eu daqui Postado em 25/Sep/2015 às 12:34

        Se estão cheias de pretos e pobres estão cheias de racistas também Ou pretos e pobres não são humanos?

      • Thiago Teixeira Postado em 25/Sep/2015 às 16:39

        Eu daqui! Você está com o coração peludo esta semana, o que aconteceu? kkkk

      • enganado Postado em 26/Sep/2015 às 19:16

        Caro Denisbaldo, avisa para o PereiraX que o patrão dele ""Ali Kamel"", aquele diretor de merda da rede gRoubo, acabou de escrever um panfleto ((Kamel diz que é livro)) dizendo que o no BRA(Z)IL dele não HÁ (verbo: Haver) racismo. Então segundo o juizeco de briga de galo, MORO, este xingamento: """Não vem ao caso""", foda-se o trocador, pois os 7P´s foram feitos para SERVIR/NÃO TEREM DIREITO as LEIS das PROSTITUIÇÃO (Constituição) DO BRASIL/MORREREM!

      • eu daqui Postado em 29/Sep/2015 às 12:06

        Eu sou mais peluda do que a média em todos os aspectos Thiago. Vc é que só percebeu agora: está com os reflexos retardados. Vai ver de tanta obcessão naziantiracista. Tente prestar atenção a outros assuntos ainda mais relevantes deste mundo.

    • Fernando Rezende Postado em 24/Sep/2015 às 11:12

      Se identificou com a "revoltada", né? Rsrsrsrs

      • Pereira Postado em 24/Sep/2015 às 11:15

        Essa aí deve ser pobre, anda de busão. Vão prender a pobre ?

      • Pereira Postado em 24/Sep/2015 às 11:20

        Os 800 contos vão fazer falta para ela, pois é ..... pobre !

      • eu daqui Postado em 29/Sep/2015 às 12:29

        Não me identifico nem com um nem com outro: prefiro os macacos.

    • Fernando Rezende Postado em 24/Sep/2015 às 11:17

      Acredito que prender, não. Mas o processo deve andar justamente porque ela não deve ter muitas posses.

  2. Márcio Postado em 24/Sep/2015 às 10:57

    Mas racismo não é crime inafiançável?

    • Denisbaldo Postado em 24/Sep/2015 às 11:02

      Esse caso não é de racismo e sim de injúria racial. Racismo é você discriminar, separar, evitar que a pessoa usufrua de algo em razão de sua "raça". Por exemplo: não deixar que um negro frequente um restaurante, por ser negro, é racismo.

      • Denisbaldo Postado em 24/Sep/2015 às 11:22

        Mas ambas atitudes são condenáveis. Somente uma é mais grave do que a outra. O fato da injúria racial ser menos grave do que o crime de racismo propriamente dito não a torna aceitável socialmente. É tão horrível quanto e deve ser combatido.

      • Eduardo Ribeiro Postado em 24/Sep/2015 às 11:23

        Foi apenas uma pequena injuria racial, né? A forma como os racistas fazem questão absoluta de tipificar exatamente que crime é, se é crime de racismo, se é injuria, se é X, Y, Z...é sintomática demais. Porque daí pros safados de sempre dizerem que "não existe racismo" e que essa pequena injuria não foi motivada e nada tem a ver com racismo (tomando a palavra "racismo" como descritiva da ideologia que ela é, ou seja, "ódio aos negros") é um pulo. Falar que é injuria é uma coisa, é um tecnicismo. Dar a entender que não há racismo/ódio aos negros embutido na injuria é mau caratismo. E vem sempre da mesma pessoa.

      • Pereira Postado em 24/Sep/2015 às 11:26

        Viu ...você diz coisas certas quando quer. A mídia esconde essa diferença entre os 2 crimes. Por isso quase ninguém sabe a diferença entre os dois.

      • Eduardo Ribeiro Postado em 24/Sep/2015 às 11:27

        Eu não me referia ao Denisbaldo, só pra constar.

      • Denisbaldo Postado em 24/Sep/2015 às 11:28

        Eu sei Eduardo, você respondeu pro Pereira que estava aqui antes. Sumiu e agora voltou.

      • Pereira Postado em 24/Sep/2015 às 11:29

        Eduardo ribeiro e seu ódio como sempre. Não é a mesma coisa você roubar 21 bilhões de dólares da Petrobrás...e roubar a vaga de deficiente. Entendeu ? O crime de injúria é menor.

      • Pereira Postado em 24/Sep/2015 às 11:31

        Eu que possuo uma origem judaica, ao seu ver, teria direito de processar alguém por falar mal de Israel ? ou me chamar de "judeuzinho assassino de palestinos" ?

      • Denisbaldo Postado em 24/Sep/2015 às 11:31

        Pereira, a sua comparação é desmedida.

      • Denisbaldo Postado em 24/Sep/2015 às 12:07

        Sim Pereira, você tem o direito de processar alguém que te xingar de "judeuzinho assassino de palestinos" . Isso é injúria racial. Imagina se alguém fizesse isso com voce dentro do seu ambiente de trabalho, como ocorreu com o cobrador de onibus? Obviamente não teria nenhum direito se alguém falar mal de Israel, a não ser que seu nome fosse Israel. rsss.

      • Eduardo Ribeiro Postado em 24/Sep/2015 às 13:59

        Pereira....sua comparação é burra e nada tem a ver com o que eu falei.

    • eu daqui Postado em 29/Sep/2015 às 12:08

      Racismo é cercear direito com base na raça. Injuria é ofender. Até onde eu entendo.

  3. Mateus Borges Postado em 24/Sep/2015 às 11:07

    Sempre achei desnessaria a lei do racismo. No entanto, depois que parei para refletir, mesmo que a constituição garanta igualdade a todos, esta precisa ser garantida de alguma forma, ainda que seja por meio de repressões. É inaceitável o fato de que, mesmo após décadas de conquistas sociais, algumas sejam ignorantes o suficiente para injuriar alguém mediante a cor da pele. Tal ação precisa ser repreendida, mas, antes disso, as causas para o racismo devem ser vistas, já que aqui no Brasil não predomina o racismo puro e sim uma analogia que as pessoas fazem entre os negros, criminalidade e a pobreza. Ou seja, o problema não é unicamente racial, mas também social e cultural. Apartheid raci só existiu de fato nos EUA.

    • Pedro Accioli Postado em 24/Sep/2015 às 13:37

      Como desnecessária? Tem que ter, afinal, tem gente que só aprende na punição da lei!

    • Antônio Carlos Fraga Postado em 25/Sep/2015 às 06:27

      Haja feno pra tanta burrice.

  4. Eduardo Ribeiro Postado em 24/Sep/2015 às 11:17

    """"""""Tem que ver isso aí. Porque hoje em dia se você critica um negro, acaba sendo enquadrado como "racista" por alguns radicais. E o politicamente correto está acabando com o mundo. Onde já se viu, não se pode nem chamar um preto cobrador de "macaco" em paz? Onde está a liberdade de expressão da mulher? Não existe racismo no Brasil.""""""""""

    • José Ferreira Postado em 24/Sep/2015 às 13:27

      Isso aí não é crítica. É um crime de Injúria Racial.

      • Trajano Postado em 24/Sep/2015 às 14:09

        Eu vou chorar aqui, ein, Ferreirão! Emocionado com sua mudança. Ou esperteza. Não importa.

    • Eduardo Ribeiro Postado em 24/Sep/2015 às 14:02

      Já é uma evolução admitir que houve racismo neste caso. Só faltava você negar isso, ou dizer que uma franja resolveria a questão.

      • José Ferreira Postado em 24/Sep/2015 às 16:16

        Quando é Injúria (racial ou não) ou Racismo, não vejo problema nenhum em apontar. Não foi uma mudança.

  5. Trajano Postado em 24/Sep/2015 às 14:07

    Tem alguma coisa errada com o pessoal da direita. Ninguém falou de política na matéria, nem entre os envolvidos neste episódio de injúria racial. Mesmo sem carapuça, eles inventam uma, impressionante. Igual ao caso dos cartazes nazi de Niterói. Começam a se defender do nada e atacam a “esquerda” por subverter o assunto, quando na verdade eles que começam a histeria e jogam politicagem nesses tabuleiros. Ou o pessoal anda muito paranoico ou a direita resolveu cutucar a própria ferida. Não sei se a estratégia da automutilação ideológica seja a melhor opção.

    • Thiago Teixeira Postado em 25/Sep/2015 às 11:34

      Amigo Trajano, na boa ... você acha que esse casal coxinha votaram em quem nas eleições? Não foi no PCO, pode apostar!!!

  6. Paulo Rozendo Ferreira Postado em 24/Sep/2015 às 15:05

    Avisem aos racistas de plantão, que o país Brasil, foi feito de NEGROS e ÍNDIOS e Brancos aqui é apenas um complemento, nada não muito importante, para a cultura do Brasil

    • Pereira Postado em 24/Sep/2015 às 15:43

      Ta bom meu filho.... A parte onde os imigrantes italianos e alemães conseguiram trabalhar é justamente a parte mais rica do país. No nordeste que mandaram os franceses e holandeses embora, é aquela pobreza.... pobreza que ninguém quer resolver.

      • Adriano Postado em 24/Sep/2015 às 18:27

        O Pereira, faz um favor pra noiz, vai toma bem no meio do seu .. Seu fd..

    • Guilhermo Postado em 24/Sep/2015 às 19:24

      Esse seu comentário foi racista Paulo Rozendo Ferreira. Tanto negros, quanto brancos e índios moldaram a história desse país. Inclusive orientais tiveram participação nisso, mas em menor número.

    • eu daqui Postado em 29/Sep/2015 às 12:09

      Branco é não muito importante é ótimo. Como se o que chamamos Brasil não fosse invenção branca. VAI ESTUDAR, COTISTA !!!!!

  7. Thiago Postado em 02/Oct/2015 às 07:14

    Como teria cido bom se os Europeus nunca tivesse vindo para o Brasil.