Redação Pragmatismo
Compartilhar
Rio de Janeiro 21/May/2015 às 15:20
46
Comentários

Ex-esposa de médico morto frustra defensores da redução da maioridade penal

Ex-esposa de médico brutalmente assassinado a facadas no Rio de Janeiro dá depoimento emocionado e critica aqueles que tentam se aproveitar da tragédia para justificar a redução da maioridade penal

médico assassinado facadas maioridade penal
O médico Jaime Gold foi assassinado a facadas enquanto pedalava no Rio de Janeiro (Pragmatismo Político)

Marcia Amil, ex-mulher do médico Jaime Gold, assassinado no Rio de Janeiro a facadas na última terça-feira, criticou aqueles que pretendem se aproveitar de mais um incidente trágico para levantar a bandeira da redução da maioridade penal no Brasil.

“Nem sei se foram menores, mas sei que Jaime foi vítima de vítimas, que são vítimas de vítimas. Enquanto nosso país não priorizar saúde, educação e seguranças, vão ter cada vez mais médicos sendo mortos no cartão postal do país. São gerações de vítimas do nosso sistema. O ser humano caiu no valor banal, onde não existe o menor valor humano. Ele era um médico que salvava vidas, se formou no Hospital Universitário do Fundão. É uma loucura uma pessoa que salva vidas, quaisquer vidas, morrer de uma forma dessas. A questão é saber agora como isso vai afetar a vida dos meus filhos, dois jovens”, afirmou.

Em depoimento emocionado, Marcia, que tinha ótima relação com o ex-marido e pai de seus dois filhos, lembra que não apenas cidadãos de condições privilegiadas continuarão morrendo.

“E não são só médicos que continuarão morrendo, afinal, morrem cidadãos todos os dias em toda a cidade, não só na Zona Sul”, disse.

Segundo Marcia, que é designer de interiores, os filhos estão muito abalados.

“Ele era um excelente pai, provedor, sempre procurando fazer o melhor para os filhos. Não sei o que vai ser agora e como isso vai repercutir”, disse

Na conta da secretaria de Segurança Pública do Rio no Twitter, o secretário da pasta, José Mariano Beltrame, declarou ser “inadmissível” a morte do médico e anunciou ainda o reforço na segurança no local, com ações conjuntas com a Guarda Municipal.

“É mais do que lamentável. É inadmissível o que aconteceu ontem na Lagoa, um lugar querido por todos os cariocas. Um lugar frequentado pela população do Rio e estrangeira. Por todos os turistas que vem ao Rio. Cenas dessa natureza não podem se repetir. É um cartão-postal e não podemos assumir de maneira alguma que essas ações aconteçam, muito embora a gente entenda as dificuldades que as polícias têm de trabalhar”, declarou o secretário.

O caso

Jaime Gold, que era cardiologista e estava com 55 anos, morreu a facadas após um assalto na Lagoa Rodrigo de Freitas, na última terça-feira (19). Ele estava andando de bicicleta antes de ser abordado por duas pessoas que a polícia suspeita serem menores de idade.

Na manhã desta quinta-feira (21), a polícia carioca apreendeu um adolescente de 16 anos sob suspeita de ser um dos autores do assassinato do médico.

Jaime Gold foi sepultado na manhã desta quinta-feira.

Confira o posicionamento oficial de Pragmatismo Político sobre a redução da maioridade penal

com informações de O Dia

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários

  1. felipe Postado em 21/May/2015 às 15:58

    Que dilema.... hoje mesmo tinha visto uma materia falando de um menor que decepou a cabeça de um bb de 1 ano e meio estuprou a mãe e ainda esfaqueou a mãe e a filha de 3 anos, acho que uma pessoa dessa mesmo sendo menor não poderia voltar as ruas pois uma pessoa que comete um assassinato é um psicopata e não tem condições de voltar a sociedade. Acho que o mesmo vale para essa pessoa, tentem se colocar no lugar dos filhos desse homem só quem passa sabe o que é.

    • jonas Postado em 21/May/2015 às 17:49

      psicopatas também são CEOs de grandes corporações e você nem sabe.

      • felipe Postado em 21/May/2015 às 18:57

        Eu sei disso, mas para mim homicídio doloso deveria ter prisão perpetua, matou perde-se o direito de liberdade, afinal a pessoa que foi morta também perdeu esse direito juntamente com a marca que vai deixar na família o resto da vida.

      • Kleiton Postado em 23/May/2015 às 03:05

        psicopatas também são membros do Partido dos Trabalhadores e você nem sabe.

    • J Wilson Postado em 21/May/2015 às 19:22

      Lembrando felipe que a lei já faculta todo e qualquer tipo de pena para o praticante de crime em qualquer idade. Só precisamos aplicar a Lei, e não legalizar a barbárie.

      • felipe Postado em 22/May/2015 às 09:48

        Verdade J Wilson o problema é que essa menor da materia ja foi preso 14 vezes e que foi preso desde os 12 anos o que fazer com esse jovem? é um verdadeiro dilema fiquei sabendo que abandonou a escola e foi abandonado por pai e mãe é triste mas sou sincero em dizer que não gostaria de morrer porque ninguem tomou uma atitude. A pegunta que fica no ar é VC GOSTARIA DE MORRER PORQUE A LEI NÃO FUNCIONA gostaria de ser assassinado ou ter um ente querido seu morto pelas mãos de um jovem desses simplesmente por que o estado (em todas as esferas) não fez nada para evitar isso? Realmente é um debate polemico e dificil de se tomar posição.

  2. Adelia Gonzales Postado em 21/May/2015 às 16:16

    Que mulher! que pensamento lúcido e grandioso, que na estupefação da perda súbita e brutal do marido, pensa nas causas do comportamento doente dos assassinos e na situação doentia de nossa sociedade. Não quer vingança disfarçando o clamor por "justiça" numa circunstância dessa. Felizes os filhos por ter uma mãe desse quilate.

    • Juliana Postado em 21/May/2015 às 18:29

      Mas realmente, a postura desta mulher é surpreendente.

    • CleuZA Postado em 21/May/2015 às 19:38

      Pela postura da mãe dá para imaginar como seria o pai...

  3. Eduardo Ribeiro Postado em 21/May/2015 às 16:38

    Isso foi um chute no saco dos coxinhas-reacinhas....lidem com essa, fascistinhas oportunistas....uma mulher no meio de uma tragédia tem mais senso de civilidade do que vocês, que ficam pedindo cadeia pra criança de 4 anos. Mesmo abalada ela transmite mais racionalidade que vocês, sem envolvimento com a tragédia, no conforto de suas casas, assistindo o Pai Datenão, mastigando uma bolacha e outra enquanto digitam impropérios ansiosos por VINGANÇA e nada mais, e cospem bovinamente cheios de ÓDIO no monitor...eu teria vergonha no lugar de vocês...

    • ROSALI DE ROSA CANTLIN Postado em 21/May/2015 às 16:39

      Não julgue as pessoas pela sua mesquinhez, Maria. Sou e esposa de dois excelentes ex maridos e somos muito amigos. Ex não significa necessariamente inimigo. Esse ódio enrustido é que mata mais que guerras. Acorda para a vida! E cuidado ao converrar, para não morder a língua e morrer envenenada.

    • vera Postado em 21/May/2015 às 17:57

      Como se pobreza justificasse esta barbaridade! Ah se fosse assim, metade da populacao deste país seria composta por criminosos!

      • jack Postado em 21/May/2015 às 18:28

        e é, quase todos do brasil são bandidos, inclusive vários que se dizem querer justiça etc. São os primeiros a cometer infrações e corrupções, então sim, metade da população é criminosa. Mas não é só por causa de pobreza, que é um fator, só pensar na publicidade de bandidos ai sendo impunes, falta de estrutura, preconceito, etc.

    • Cleuza Postado em 21/May/2015 às 19:41

      Concordo com você Eduardo Ribeiro

    • luis Postado em 21/May/2015 às 22:19

      Esqueceu a medicação de novo, Eduardo Ribeiro?

    • Eduardo Ribeiro Postado em 22/May/2015 às 10:54

      "Anagrama do fascista-mor" mordeu a chumbada com força...

  4. Suely Postado em 21/May/2015 às 16:46

    Sei não, mas acho que você é vítima do próprio discurso Maria.

    • wando Postado em 23/May/2015 às 07:08

      Exatamente

  5. Line Postado em 21/May/2015 às 18:18

    Mas ser vítima da pobreza não é justificativa para cometer crimes tão covardes e mesquinhos. O homem por exemplo que furtou comida no mercado para alimentar os filhos é um caso totalmente diferente desse, tanto que até os policiais deram apoio a ele. Mas por outro lado tem muita gente oportunista mesmo usando o caso desse médico para defender interesses políticos e nem se importam com a dor da família e sobre o que pensam sobre a situação.

  6. Sérgio Marcos Postado em 21/May/2015 às 18:36

    Rafael, em nosso país rola muita "merda", de fato. E tem muitos "merdas", de fato. mas dizer que "é um país" de merda, não concordo, permita-me. Tema muita gente boa, ainda, espalhado por aí, e supera em número os "coisa ruim".

  7. Elaine Postado em 21/May/2015 às 18:38

    Que comentário ridículo... Está tirando os outros por você??

  8. Samael Postado em 21/May/2015 às 18:53

    Pelas merdas que vc fala eu tenho dó dos seus ex-maridos ou do seu futuro ex-marido.

  9. Eduardo Postado em 21/May/2015 às 21:25

    interessante a propaganda que o Mercado Livre está fazendo dentro desta matéria.... UM VARAL RETRÁTIL E UMA FACA.... bem própria não acham..... Agora, essa de maioridade penal é balela, não existe esta de idade para punição em caso de crimes contra a vida... se é pra estipular uma que seja igual a zero anos em casos de crimes onde a vida é tirada, ou ofendida.

    • Beto Postado em 21/May/2015 às 21:52

      Eduardo a publicidade gerada no sitio, como em vários outros, se baseia no que tu busca para comprar como nas paginas que tu navega

  10. André Diniz Postado em 22/May/2015 às 11:26

    Quero ver a hora que reduzirem a maioridade penal pra 4 anos. As famílias vomitando a janta enquanto vêem o Jornal Nacional mostrando cenas fortes da troca de tiros entre PMs e menores de 6 anos. Teu estômago tá preparado pra isso? Teu travesseiro vai suportar tua consciência?

    • felipe Postado em 22/May/2015 às 12:51

      Quero ver no dia que a violencia chegar ao seu lar, no dia que um menor levar a vida do seu pai ou do seu filho, sinceramente esse é o meu maior medo será que teremos estômago para isso? como ficaria nossa conciencia diante de uma situação dessa? Eu me faço essa pergunta e sinceramente não sei te responder.

      • Ricardo Postado em 22/May/2015 às 14:14

        Se um dia isso acontecer, vou querer matar o cara. É DEVER do Estado não deixar que isso aconteça, e não me substituir na vingança. VIOLÊNCIA É PROCESSO, CARALHO!!!

      • felipe Postado em 22/May/2015 às 14:44

        Esse é o ponto claro que vc exagerou...rs mas qq um aqui no seu momento de dor mudaria imediatamente sua opinião se uma situação horrível acontecesse com ela é complicado pq o estado se faz omisso e o que o cidadão deve fazer?

    • Nicole Postado em 23/May/2015 às 19:05

      Punir como se deve um moleque de 15 anos que é latrocida com orgulho é diferente de "diminuir a maioridade penal para 4 anos", seu doente mental do caralho. Se é verdade que a maioria dos adolescentes infratores não comete crimes graves, então que você acha de julgar como adultos somente aqueles que cometem crimes hediondos? Nem vai fazer tanta diferença assim, já que são "tão poucos" segundo a esquerdalha nojenta e mentirosa, que anda de carro blindado em mora em condomínio fechado.

  11. isaac Postado em 22/May/2015 às 13:46

    Sou a favor da redução da maioridade penal. Mas não hoje. Não com esse sistema penitenciário falido. Seria uma aberração.

    • felipe Postado em 22/May/2015 às 14:46

      Mas o que fazer hoje? alias, o que tem sido feito hoje? nada.... então não se prende, não se educa e a coisa fica como esta uma população refem de menores que tocam o terror sem serem punidos ou reeducados.

  12. Ricardo Postado em 22/May/2015 às 14:04

    Cezar, vc é tão burro que não consegue sequer se disfarçar em um fake. O que vc não vê é que punição não resolve violência, isso está escancarado para quem quiser ver; o que se busca é saber POR QUE RAIOS uma pessoa não internaliza a norma social?! (norma de uma sociedade que nós, EU E VC, queremos, uma sociedade pacífica)... Ninguém está aqui "defendendo bandido" ou dizendo que não se deve punir, presta atenção no que estamos falando, pelo amor de deus!!!

  13. Ricardo Postado em 22/May/2015 às 14:05

    Vc, como quase todos no Brasil, nunca leu sobre sociologia (não, não é conversa de bar), e se acha no direito de chamar os outros de "cabeça de camarão". Só tenho duas coisas para dizer pra vc: pena e vergonha alheia.

  14. Ricardo Postado em 22/May/2015 às 14:06

    Errado: criminoso não é tratado como vítima há 500 anos. Há 500 anos que estamos PRODUZINDO criminosos.

    • Charles Postado em 22/May/2015 às 19:33

      Errado: criminoso não é tratado como vítima há 500 anos. Antes ele era tratado como criminoso mesmo, só veio a ser tratado como vítima há uns 12 anos.

  15. Karine Postado em 22/May/2015 às 15:05

    Queria ser uma pessoa evoluída como ela... Infelizmente ainda tenho ressalvas quando se trata de assassinatos desse porte, seja de médicos ou de pessoas à margem da sociedade. São entes queridos para alguém, todos. Só resolver na base da vingança não resolve, eu sei, mas confesso pra vcs que ainda tenho de trabalhar muito para ser tão evoluída assim. Infelizmente.

  16. Line Postado em 22/May/2015 às 18:16

    Um dos suspeitos admitiu roubar em média 5 bicicletas por mês usando facas e tesouras para ameaçar as vítimas e morava em um dos condomínios do Minha Casa Minha Vida. Eu não sei se este menor é vítima de alguma coisa, mas o médico com certeza eu sei que foi e de uma forma muito covarde e cruel.

    • Cesar Ribeiro Postado em 26/May/2015 às 22:49

      Qual vida vc gostaria de viver, os 55 anos anos do médico ou 100 anos do suspeito que mora em um condomínio do Minha Casa Minha Vida? As verbas destinadas à educação e saúde das classes mais pobres, que são desviadas pelos nossos ilustres representantes, não torna os possíveis beneficiários vítimas de um crime covarde e cruel? Atenção: não estou justificando o ato criminoso, nem clamando por perdão, apenas tentando enriquecer o debate.

  17. Roberto Postado em 22/May/2015 às 21:34

    Acho que deveriam é achar um meio termo, deveriam reduzir SOMENTE para crimes hediondos (estupro e assasinato). E não para tudo, e aliás, menores que cometem crimes hediondos são uma minoria infima, esqueci a porcentagem exata, mas é minusculo. A midia vem tentando desesperadamente passar a ideia que são porcentagens enormes, lembro até de um politico (não lembro exatamente qual) falando que são mais da metade, piada.

    • César Ribeiro Postado em 26/May/2015 às 22:57

      Dos crimes cometidos, menos de 1% é cometido por menores. Nos casos de crimes hediondos cai pra 0,5%, ou seja, os demais mais 99% dos crimes continuariam inalterados. Creio que aumentar o tempo de internamento seria bem mais sensato, passando de 3 para 5 ou 6 anos, sob acompanhamento de profissionais, podendo até atestarem a necessidade de transferência para manicômios, nos casos de patologias.

  18. geraldo Postado em 24/May/2015 às 15:02

    parabens pela sua lucidez e coragem nós conselho municipal da criança e adolescente de sp, ficamos feliz - cmdca joseé geraldo de paula pinto] presidente cmdca

  19. geraldo Postado em 24/May/2015 às 15:02

    parabens pela lucidez jose geraldo de paula pinto presidente cmdca

  20. leonardo Postado em 25/May/2015 às 08:57

    Matéria oportunista, utilizando a dor da família para provocar as pessoas que são a favor da redução penal, para provocar esquerda e direita hoje em dia vale tudo.

  21. Ivan Lima Postado em 11/Jun/2015 às 09:13

    Que esse senhora saiba que antes de assassinar seu esposo já se cogitava a ideia de redução da maioridade penal, ninguém está fazendo de bandeira em cima da morte de seu esposo. E o que ele pensa ou deixa de pensar não irá influenciar nas decisões do Congresso.

  22. Felipe Peters Berchielli Postado em 22/May/2015 às 11:30

    Sinceramente...o PT é progressita em que? Acho que solução pronta não existe,podemos usar como exemplos sociedades menos violentas como a japonesa e escandinava,olhar e se perguntar...porque ocorre menos violencia la do que no Brasil? Acredito eu que por uma série de fatores,a principal é a cultura da própria sociedade,no Brasil a vida humana tem pouco valor e o brasileiro está embrutecido e estupido,violente,bruto,também vivemos em uma sociedade que caga pra os mais necessitados e aqueles que não tem acesso a uma vida minimamente digna. Isso é violencia ao meu ver e é como aquele ditado,violencia gera violencia,colocar jovens infratores em uma cadeia seria uma violencia ao meu ver que só retornaria mais violencia a sociedade,não que criminosos não devam pagar pelos seus crimes,principalmente os violentes,é óbvio que devem,mas o que ha de se discutir é a lógica da punição e o propósito da mesma,o que eu vejo na classe média é um clamor para uma politica revanchista apenas.

  23. Ricardo Postado em 22/May/2015 às 14:12

    Conta rápida: 500 - 13 = 487. Esse é um ponto: nosso problema é a cultura da violência, ou ver a solução da violência na... violência!!! Pergunta para qualquer psicólogo que vai te explicar melhor. Bem, mas "mandar estudar" só serve para calar a boca de quem reclama, porque NINGUÉM está aí para o que a psicologia ou a sociologia tem a nos ensinar (é "coisa de esquerdista"). Depois ficam aí, correndo atrás do rabo. Outro ponto muito importante é: quer dizer que a redução da desigualdade só serve para combater a violência, não tem valor em si mesma?! Isso só faz sentido se vc defende o Estado mínimo...