Redação Pragmatismo
Compartilhar
Democratização Comunicação 20/May/2015 às 12:31
3
Comentários

Os 30 maiores grupos de mídia do mundo em 2015

EUA dominam ranking dos maiores grupos de mídia do mundo. Google ocupa a primeira posição do ranking. Facebook passou de 24ª para 10ª maior companhia no mundo. Entre os brasileiros, apenas o Grupo Globo aparece na lista

mídia baidu google facebook 2015
O grupo chinês Baidu perdeu apenas para o Facebook em crescimento. Google mantém liderança. Organizações Globo representam o Brasil na lista

Altamiro Borges

Pesquisa divulgada nesta semana pela consultoria ZenithOptimedia, ligada à multinacional francesa de publicidade Publicis, confirma a força do imperialismo estadunidense nos meios de comunicação.

O estudo intitulado “Os 30 maiores donos de mídia em 2015″ revela que a maior parte das empresas deste setor estratégico está sediada nos EUA. O Google se mantém com folga na dianteira mundial e ainda ampliou a sua liderança. Agora ele tem uma receita de mídia 136% maior que a da Disney, que ocupa a segunda colocação no ranking. O Grupo Globo, da bilionária família Marinho, aparece em 17º lugar no planeta.

Para elaborar o ranking, a ZenithOptimedia considera receita de mídia como “toda receita derivada de negócios que dão suporte para a publicidade”. O seu propósito com a lista é “determinar quais são as empresas mais importantes para o setor de marketing”. Depois do Google e Disney estão a Comcast, a 21st Century Fox e a CBS – as cinco primeiras do ranking são estadunidenses.

A consultoria credita o vertiginoso crescimento do Google à força da internet e à maior penetração de aparelhos móveis no período, que abriu “novas oportunidades para atingir consumidores com anúncios, componente importante de seu negócio”.

Estes fatores também explicam o resultado do Facebook, o primeiro dos 30 grupos em aumento da receita de mídia – saltou 63% de um ano para outro. A rede social passou de 24ª para 10ª maior no mundo. Os dois grupos seguintes em aumento da receita de mídia foram o chinês Baidu (cresceu 43%, ao passar do 28º para o 14º lugar) e o brasileiro Grupo Globo (avançou 15%, do 20º para o 17º posto).

No caso do Baidu, que deixou para trás seus concorrentes ianques Yahoo! (18º) e Microsoft (21º), pesaram o crescimento do mercado publicitário chinês e as “melhorias na tecnologia de busca”.

A lista das maiores empresas de mídia em 2015:

1- Google
2- Walt Disney Company
3- Comcast
4- 21st Century Fox
5- CBS Corporation
6- Bertelsmann
7- Viacom
8- Time Warner
9- News Corp
10- Facebook
11- Advance Publications
12- iHeartMedia
13- Discovery
14- Baidu
15- Gannett
16- Asahi Shimbun Company
17- Grupo Globo
18- Yahoo!
19- Fuji Media Holdings
20- CCTV
21- Microsoft
22- Hearst Corporation
23- JC Decaux
24- Yomiuri Shimbun Holdings
25- Mediaset
26- Axel Springer
27- ITV plc
28- ProSiebenSat.1
29- NTV
30- Sanoma

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários

  1. Dinio Postado em 20/May/2015 às 12:44

    A SONEGADORA GLOBO...graças ao viralatismo da SECOM da Caixa ...Petrobrás...Correios...Banco do Brasil...BNDS...e outras Empresas do Povo Brasileiro, que ao invés de melhorarem seus serviços e produtos, gastam fortunas para encherem o "coxo dos porcos"...um dia isto vai mudar!

  2. Eduardo Postado em 20/May/2015 às 13:30

    vai Dino... mas não sei se esteremos aqui para ver.

  3. Rodrigo Postado em 20/May/2015 às 21:22

    Eu nunca tive um comentário "cortado". Minha opinião é eclética e distinta... As vezes o site reclama que o meu comentário é igual ao anterior, eu simplesmente fico clicando "Enviar comentário" até ele aceitar. Acho que isto é um defeito no sistema que eu já relatei anteriormente. Tenta de novo Maria, comenta aí! Eu já tive meus comentários censurados em vários lugares, mas aqui nunca. O lugar que eu mais fiquei chateado foi o Facebook, eu estava falando sobre minha opinião sobre a Coca-Cola e eles censuraram, literalmente eu li isto em uma caixa de mensagem: "Seu post foi censurado!". Eu li a mensagem, processei a informação e concluí: não estamos em uma ditadura, eu deveria ter liberdade de expressão, assim eu cancelei imediatamente minha conta naquela merda e nunca mais vou usar.