Redação Pragmatismo
Compartilhar
Cuba 24/Apr/2015 às 18:39
21
Comentários

7,5 milhões foram às urnas em Cuba nas eleições municipais

Mais de 7 milhões de cubanos votam em eleições municipais. Eleitores elegem mais de 12 mil de representantes para as Assembleias Municipais de Poder Popular. Dos eleitos, 34,8% são mulheres e 40,4% têm nível superior completo

eleições cuba
Crianças cubanas acompanham o processo de votação em um colégio eleitoral de Havana (divulgação)

A CEN (Comissão Eleitoral Nacional de Cuba) classificou as eleições municipais realizadas no último domingo (19/04) de “positivas” e “satisfatórias”. Na ocasião, pelo menos 7,5 milhões de cubanos maiores de 16 anos foram às urnas escolher 12.589 delegados representantes das chamadas Assembleias Municipais do Poder Popular, o primeiro patamar da hierarquia política na ilha.

Em Havana, dois candidatos opositores disputaram cadeiras diferentes em meio a uma maioria de concorrentes que apoiam a administração dos irmãos Castro. Tanto o advogado e jornalista Hildebrando Chaviano, de 65 anos, quanto o técnico em informática Yuniel López, de 26, não foram eleitos.

Chaviano obteve 138 votos e teve o menor respaldo entre os outros três candidatos à vaga de delegado no bairro de Vedado, que conseguiram, cada um, 208, 201 e 194 votos. Já López ficou em segundo lugar na disputa pela região de Arroyo Naranjo, com 233 votos, perdendo para o candidato governista, que obteve 576 votos.

De acordo com a CEN, foram eleitos 11.425 delegados. Destes, 34,8% são mulheres e 40,4% têm nível superior completo.

A Comissão destaca que haverá ainda um segundo turno previsto para próximo domingo (26/04), com o objetivo de preencher as 1.164 vagas restantes nas zonas em que os candidatos não obtiveram um mínimo de 50% de votos necessários para a vitória em primeiro escrutínio.

Em Cuba, a possibilidade de nomes não ligados ao governo e ao Partido Comunista disputarem eleições existe desde 1976.

No domingo, a CEN afirmou que o pleito é reflexo de uma “verdadeira democracia” e do “direito dos cubanos de construir uma sociedade mais justa, sem interferências, nem tutelas de qualquer tipo”. Com população de cerca de 11 milhões pessoas, a ilha não impõe o voto obrigatório, mas faz ampla campanha para a participação nas urnas.

Opera Mundi

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários

  1. Peterson Silva Postado em 24/Apr/2015 às 18:58

    Artigo poderia ter explicado exatamente em que os adversários de oposição diferem dos de governo. São neoliberais, republicanos, conservadores a la United States, o que são? Gostaria de saber.

  2. poliana Postado em 24/Apr/2015 às 19:31

    maria cesar souza: ZZZZZZZZZZZZzzzzzzzzzzzzzzzzzZZZZZZZZzzzzzzzzz

    • poliana Postado em 24/Apr/2015 às 20:24

      hahahahahahahahahahahahahahaha...tá vendo aí q é o cesar souza!!!!!!??? se entregou, n tem jeito!!!!!!!! de novo essa ideia de eu ser"comuna"?!!! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk...senhor, dai-me paciência!!!!!!!!!!!!!!!!

  3. Silva Postado em 24/Apr/2015 às 20:36

    Poliana, de dia é Cesão de noite é Maria!

    • poliana Postado em 24/Apr/2015 às 20:39

      kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk...com certeza silva...kkkkkkkkkk

    • Thiago Teixeira Postado em 25/Apr/2015 às 06:24

      kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  4. poliana Postado em 24/Apr/2015 às 21:12

    zzzzzzzzzzzzzzzZZZZZZZZZZZZZZZZzzzzzzzzzzzzzzzzzzzZZZZZZZZ...TU É CHATO VIU FILHO/A!!!!Ô PORRE!!!!!!!!!!

  5. Thiago Teixeira Postado em 25/Apr/2015 às 06:28

    Que coisa linda essas crianças desde cedo entendendo o valor da civilidade, algo a ser copiado aqui no Brasil. Mas para brasileiro, tudo que envolve criança é exploração infantil e blá blá blá. Estamos numa verdadeira merda, e as crianças cada vez mais ociosas, alienadas, desinteressadas, vegetativas e descomprometidas com a sociedade, onde parece que nascerem para serem sempre servidas na hora que querem e o que querem.

  6. Ronaldo T. Melo Postado em 25/Apr/2015 às 08:38

    Quanta falta de bagagem (conteúdo) deviam antes de postarem suas opiniões sem nexo ou o menor embasamento (apenas uma guerrinha de paixões) ler bastante e tentar pelo menos saber qual a função do "Estado" como foi criado ou pensado, pois "ele" tem a prerrogativa de controlar o poder do mais forte, aquele que acumulou mais recursos, ou seja, em tempos de hoje, dinheiro, poder político ou organizacional sobre os menos favorecidos, "aqueles sem recursos, dinheiro ou organização social" que com certeza estão na faixa vulnerável das relações sociais, então antes de fazerem suas "pregações" procurem conhecer os fatos sem abastecê-los de paixões pessoais ai então com certeza estarão no mínimo cumprindo sua missão junto à construção de uma sociedade melhor.

  7. José Ferreira Postado em 25/Apr/2015 às 14:31

    Existem apenas dois candidatos não alinhados com o governo ditatorial e eles não foram eleitos. Por que será? O fato de ter eleições somente não garante que um país é democrático, pois na Síria tem eleições. O Iraque de Saddam Hussein também tinha pleitos.

    • Pereira Postado em 27/Apr/2015 às 17:04

      Leia uma das biografias do Putin no tempo da URSS. Ele promovia "eleições" de dentro da KGB.

  8. Silva Postado em 25/Apr/2015 às 19:58

    Com esse baixo nível cesar souza, se revelou, não é maria.

  9. Eduardo Postado em 27/Apr/2015 às 00:27

    Entre os 12.589 cargos a serem preenchidos haviam DOIS candidatos de oposição, e não foram eleitos. Isso não é normal. Ou essa eleição é fraudada, ou o povo cubano é manipulado, ou tem medo de discordar ou na acredita em eleições. Eu acho que é um pouco de cada coisa. Não há como defender essa pseudo democracia, isso não é democracia.

    • Thiago Teixeira Postado em 27/Apr/2015 às 08:15

      Democracia válida é quando a Direita vence, caso contrário, houve fraude ou o povo é bovino.

      • José Ferreira Postado em 27/Apr/2015 às 10:04

        Ditadura é sempre ruim, seja de direita ou esquerda.

      • Eduardo Postado em 28/Apr/2015 às 10:38

        Meu argumento é que tamanho consenso não é normal entre grupos de seres humanos. É anti-natural, mesmo nas melhores democracias, onde existe mais liberdade e ótima educação liberal (Escandinávia) a altenrnância de poder existe e nenhum grupo domina com ampla maioria e nunca por mais que uma década. Então obviamente existe algo de errado com a "democracia" cubana. É preciso ser realmente cego para não notar.

      • Pereira Postado em 28/Apr/2015 às 12:23

        Como é ? Alternância de poder na escandinávia ? Isso é piada ? A social democracia está no poder na Suécia desde 1931. Desde então fez esquemas de coletivização da sociedade e endeusamento do estado ao melhor estilo Aldous huxley e George orwell. Lá o estado se mete em tudo, cobra impostos altíssimos dá assistência razoével em troca do pensamento e liberdades individuais em favor de um coletivo.

  10. Pereira Postado em 27/Apr/2015 às 16:25

    Para vocês verem que ter eleições não significa absolutamente nada. O fato de ter eleições não é determinante para se ter democracia, como pensam aqui no Brasil. Eleições tinha até na URSS e ainda tem no Irã e Cuba.

    • Pereira Postado em 27/Apr/2015 às 16:27

      Viva las maquinetas de lá revolución !!!! Viva las maquinetas de la Smartimatik !!!! !

  11. Pereira Postado em 27/Apr/2015 às 17:01

    Quem vota é as maquininhas da smartmatik.

    • Pereira Postado em 27/Apr/2015 às 17:01

      eleições em Cuba parece aquele jogo que um dos times entra com 3 a menos, fora de casa e com o juíz sendo o presidente do time da casa.