Redação Pragmatismo
Compartilhar
Corrupção 06/Mar/2015 às 19:27
9
Comentários

O desespero de Renan Calheiros

Se sentindo acuado por constar na lista dos investigados da Lava Jato, Renan Calheiros sobe o tom contra o procurador-geral da República, Rodrigo Janot. Calheiros, que é presidente do Senado, parece querer mudar as regras do Ministério Público

renan calheiros corrupção lava jato
Renan Calheiros criticou a conduta da PGR no andamento da Lava Jato. “Quem sabe se nós, mais adiante, não vamos ter que, a exemplo ao que estamos fazendo com o Executivo, regrar esse sistema que o Ministério Público tornou eletivo”

O advogado-geral do Senado, Alberto Cascais, entrou nesta sexta-feira (6) com pedido no Supremo Tribunal Federal (STF) para ter acesso aos autos da Operação Lava Jato, particularmente aos elementos que embasaram o pedido de abertura de inquérito contra o presidente da Casa, Renan Calheiros (PMDB-AL). Ele pede que o ministro Teori Zavascki, que relata as investigações da Lava Jato no Supremo, permita a Renan consultar as delações premiadas e prestar esclarecimentos antes da abertura do inquérito.

Cascais alega que o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, “atropelou” resoluções do Conselho Superior do Ministério Público Federal e do Conselho Nacional do Ministério Público ao pedir a abertura das investigações sem ter ouvido antes o presidente do Senado, apontado na relação dos políticos suspeitos de participarem do esquema de corrupção na Petrobras.

“O que se requer é que, antes da efetiva instauração do inquérito, o presidente do Senado Federal possa conhecer o teor das passagens e das citações supostamente relacionadas ao seu nome e que lhe seja concedida a oportunidade de prestar esclarecimentos para subsidiar a decisão de Vossa Excelência, seja quanto à abertura seja para arquivamento das peças encaminhadas pelo PGR”, diz a petição.

O advogado pede que seja garantida a Renan a oportunidade de “esclarecer fatos ou insinuações que contra ele porventura tenham sido levantados”. Ele alega que a simples abertura da investigação contra o presidente do Senado acarreta “grave dano à imagem e à sua reputação”.

“É inegável que a mera instauração de inquérito contra uma autoridade pública, notadamente um Chefe de Poder, pode gerar fortes repercussões institucionais, de modo que a solicitação em casos tais deve se cercar de redobrado zelo, afigurando-se inexplicável a omissão quanto à prévia abertura de prazo para esclarecimentos, como ordinariamente se faz em casos do mesmo jaez, e que vem acarretar grave dano à imagem e à sua reputação”, argumenta o advogado-geral do Senado.

SAIBA MAIS: Por que Renan Calheiros se rebelou contra Dilma?

Congresso em Foco

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários

  1. Onda Vermelha Postado em 06/Mar/2015 às 21:17

    Parlamentares do PP e PMDB constam em grande número da lista de investigados liberada a pouco de Min Teori, em maior número do que o PT. E mesmo assim esses panacas do PMDB e do PP são capazes de se aliar ao PSDB no Congresso Nacional contra o Governo Federal. Bem feito! Neste momento, Aécio Neves deve estar dando gargalhadas! Mas mesmo assim o Anastasia não escapou e eles vão ter que administrar esse incômodo...

    • poliana Postado em 06/Mar/2015 às 21:52

      onda..me passa a lista dos nomes aqui...o pp ainda n publicou...

      • poliana Postado em 06/Mar/2015 às 21:58

        já achei no msn onda: http://www.msn.com/pt-br/noticias/brasil/zavascki-autoriza-abertura-de-inqu%C3%A9ritos-e-revoga-sigilo-em-investiga%C3%A7%C3%A3o-sobre-petrobr%C3%A1s/ar-AA9tyT1

  2. João Paulo Postado em 06/Mar/2015 às 21:32

    Inquérito não tem natureza de processo administrativo, logo, não tem que dar vista. Oportunamente, o STF fará isso à exaustão.

  3. poliana Postado em 06/Mar/2015 às 21:51

    "Calheiros, que é presidente do Senado, parece querer mudar as regras do Ministério Público"........atitude absolutamente normal entre os velhos coronéis da política!!! infelizmente!

    • Onda Vermelha Postado em 06/Mar/2015 às 22:10

      Poli. Agora o Renan tá com raivinha do MP, mas quando do debate sobre a PEC 37 lá 2013 que poria limites a atuação do MP definindo mais claramente suas atribuições, que frequentemente atua politicamente, ele e outros caciques do PMDB botaram galho dentro. Agora não podem reclamar se o Ministério Público se tornou um órgão foro de controle que se julgam, por vezes, mais importante do que aqueles detentores do voto popular. Porque, convenhamos, o CNMP e nada é a mesma coisa!

  4. poliana Postado em 06/Mar/2015 às 21:54

    Ele alega que a simples abertura da investigação contra o presidente do Senado acarreta “grave dano à imagem e à sua reputação”......ô cara de pau!!!!!!!!!!! piada viu!!!!!!!!!!!!!!!

  5. jarau Postado em 07/Mar/2015 às 15:23

    O Aécio antes de sair nomes, já tinha contratado advogado para sua defesa, onde há fumaça tem fogo. No RS acabou os demagogos e oportunistas do PP, todos os federais deste partido estão ferrados. O PMDB com seu presidente do senado e presidente da câmara, agora querem tirar o foco, junto com a grande mídia, que isto tudo é culpa do governo federal, esta mídia da mais preocupa a gora com tal a poio ao governo. se investigarem o governo do FHC (PSDB), vai faltar vagas nos presídios. Esta direita reacionária não esperava pouco nomes do PT. Não falam mais do Agripino Maia, do governador do PMDB cassado, da Governadora do PP, esta nomeou 22 parentes, do Mensalão do PSDB MINEIRO, A corrupção de todos os GOVERNOS do PSDB em São PAULO, o escândalo da maior roubalheira deste pais HSBC, a compra de 200 parlamentares para a reeleição de FHC, Helicóptero cheio de cocaína ( Aécio Neves), aeroportos da família do Aécio, tem muito mais, podem me ajudar na lista...

    • Thiago Teixeira Postado em 09/Mar/2015 às 07:41

      Tem advogados melhores e mais eficientes do que a mídia golpista?