Redação Pragmatismo
Compartilhar
Política 11/Mar/2015 às 20:30
23
Comentários

Marina Silva critica movimento pró-impeachment

Em evento na Universidade de Harvard, EUA, Marina Silva criticou indiretamente o movimento pró-impeachment: “Governo não é como camisa que se troca todo dia”. Grupo de brasileiros que vive em Miami organiza para o próximo domingo um protesto contra Dilma Rousseff

marina silva impeachment
Marina Silva, ex-senadora e ex-presidenciável (divulgação)

Em evento realizado na Universidade de Harvard, nos EUA, a ex-candidata à presidência pelo PSB, Marina Silva, criticou indiretamente o movimento pró-impeachment que ocorre no Brasil desde as eleições, em outubro passado. Ela afirmou que “as pessoas devem ter maturidade com suas escolhas” e que governo “não é como uma camisa que se troca todo dia”. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Em evento fechado com os alunos da universidade, Marina também falou sobre o “grave problema com a corrupção” vivido pelo país. Para a ex-ministra, “a corrupção não é um problema da Dilma, do Lula, do Fernando Henrique, nem do Collor, nem do Sarney. É um problema nosso (da sociedade)”, e “enquanto se achar que o problema é deles, vamos continuar tendo esse problema”.

Questionada sobre temas como os protestos contra a presidente Dilma Rousseff (PT) e a Operação Lava Jato, Marina preferiu não se manifestar diretamente. Segundo a matéria do Estadão, ela estaria “ouvindo muitas pessoas e conversando com políticos, acadêmicos, jovens, mulheres e comunidades” sobre esses assuntos.

Marina foi homenageada em Harvard em uma exposição fotográfica chamada “Inspiring Change, Inspiring Us” (Inspirando mudanças, inspirando todos nós). As homenageadas foram escolhidas por um grupo de alunos, professores e autoridades.

A biografia de Marina feita pelos organizadores fala da dedicação dela às causas de justiça social, contra o desmatamento e preservação do meio ambiente. Também fala de sua luta contra a expulsão de comunidades indígenas de suas terras.

Impeachment via Miami

Reduto de brasileiros, a cidade de Miami, nos Estados Unidos, foi o local que registrou maior percentual de votos no candidato Aécio Neves (PSDB) nas eleições de 2014 para a presidência da República. Nenhum município no Brasil superou a marca de 91,79% de votos válidos para o tucano, contra 8,21% de Dilma Rousseff.

Decepcionado com a vitória da petista, um grupo de brasileiros que vive na cidade norte-americana organiza para o próximo domingo (15) um protesto a favor do impeachment, fazendo coro com outras manifestações que ocorrerão no mesmo dia. A convocação está sendo feita pelas redes sociais e tem cerca de 450 pessoas confirmadas. Além das pautas usuais dos manifestantes, como o fim da corrupção, a alta do dólar tem sido uma reclamação constante.

impeachment dilma miami

informações de ABr, Agência Estado e Revista Fórum

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários

  1. jarau Postado em 11/Mar/2015 às 21:18

    dia 15 ás 10hs na redenção em Porto Alegre, COXINHAÇO, contra os coxinhas do PSDB, PP, PPS, DEM e PMDB ( Sartori).

  2. Onda Vermelha Postado em 11/Mar/2015 às 21:27

    APRENDAM UMA COISA: impeachment não foi criado para tirar candidato eleito que você não gosta e colocar o candidato perdedor que você queria eleger. O nome disso é GOLPE. Impeachment só cabe nos casos de PREVARICAÇÃO ou CORRUPÇÃO com provas, e não com posts de facebook. Pare de pagar mico e vá se informar sobre a lei. Pare de repetir asneiras das revistas de fofoca e canais de televisão que apoiam o PSDB. PS: Esse post não é originalmente meu, mas o julguei tão sucinto e preciso que resolvi postá-lo aqui!

    • Stella Postado em 11/Mar/2015 às 22:35

      O povo esá achando que Aécio vai assumir o poder se houver impeachment hahahahah.

    • João Almeida Postado em 11/Mar/2015 às 22:53

      Não cabe não.

    • BRUNO SILVA Postado em 12/Mar/2015 às 00:00

      Mano de boa vc chegou no Brasil agora né?

    • Gabriel Postado em 12/Mar/2015 às 01:32

      Famoso, cabe impeachment qndo eu não gostei do resultado, mimimimi!

    • Lucas Parente Postado em 12/Mar/2015 às 07:35

      Se coubesse impeatchment para a tal "má gestão", 80% dos governantes no Brasil, como Governadores e Prefeitos deveriam perder seus cargos imediatamente. Vá se informar.

    • Silva Postado em 12/Mar/2015 às 07:45

      Como é burro Naro, vá se informar, se má gestão fosse passível de impeachment, o governador do Paraná e São Paulo, não poderia nem ter tomado posse.

    • poliana Postado em 12/Mar/2015 às 09:40

      vc está enganado naro...o conceito de má gestão é amplo e subjetivo. além disso, vá no artigo 4º da lei 1079/50, q a lei dos crimes de responsabilidade (vulgo impeachment),e veja as hipóteses cabíveis para tanto.

    • poliana Postado em 12/Mar/2015 às 09:44

      naro, vou facilitar pra vc: Art. 4º São crimes de responsabilidade os atos do Presidente da República que atentarem contra a Constituição Federal, e, especialmente, contra: I - A existência da União: II - O livre exercício do Poder Legislativo, do Poder Judiciário e dos poderes constitucionais dos Estados; III - O exercício dos direitos políticos, individuais e sociais: IV - A segurança interna do país: V - A probidade na administração; VI - A lei orçamentária; VII - A guarda e o legal emprego dos dinheiros públicos; VIII - O cumprimento das decisões judiciárias (Constituição, artigo 89). fonte: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l1079.htm p.s.: em seguida vc pode ver os conceitos e o q cada um desses incisos abrange, ok? vale a pena conferir antes de falar besteira aki.

    • Eduardo Ribeiro Postado em 12/Mar/2015 às 15:18

      Burro demais esse Naro. Deus é mais...

  3. Thor W. Postado em 11/Mar/2015 às 22:11

    Todos aqui sabemos não é? A corrupção esta em todo lado, desde o posto da esquina que adultera a gasolina pra ganhar um troco a mais, ate os grandes barões da terra, com fazendas maiores que a cidade de São Paulo ( os mesmos que ataram as mãos de Marina no ministerio do meio ambiente). O que é triste é ver um bando de mal informados, achar que toda essa corrupçao é culpa de um presidente, jogar todo o ódio em cima de Dilma. É muito mais facil e mais "bonito" entrar no grupo do impeachment, do que procurar saber a real situaçao do Brasil. Imagina só!!! O que vão pensar de mim se eu falar que não quero o impeachment!!! Por isso eu digo.... A massa é burra e hipócrita. E pra tirar o povo dessa massa tem que ser um por um. Pegar pela mão, e mandar o alfabeto do pensar fora da caixa .

    • Thiago Postado em 12/Mar/2015 às 02:51

      Ninguém acha que a Dilma seja a responsável por toda a.corrupção no Brasil , assim como ninguém achava que Collor era. O ódio recaiu sobre ela porque o povo simplesmente não aguenta mais escândalos envolvendo o PT (e não, não adianta mais falar q todo partido é corrupto, o PT não ta fazendo nada que os outros não façam). Estão enraivecidos com os tarifaços, negados cinicamente em.período eleitoral. Estão enraivecidos pela inflação e pelo desajuste fiscal, que foram diretamente provocados pela má gestão da Dilma. Ela pegou um governo sólido, com as contas em dia do Lula, e simplesmente virou tudo do avesso. É por isso que o ódio caiu sobre ela sacou?

      • Thiago Teixeira Postado em 12/Mar/2015 às 09:37

        O povo? Que povo? Os coxinhas sulistas que assinam a Veja você quer dizer. Conheça mais o Brasil, viaje para o Pará, Amazonas, Nordeste e pergunte as pessoas se a visão dela é igual a de Higienópolis.

      • Bruno Postado em 12/Mar/2015 às 10:28

        Se você acha que quase metade dos eleitores são sulistas coxinhas e a elite branca, parabéns! Você ganhou o prêmio de petista do ano!

  4. C.Paoliello Postado em 11/Mar/2015 às 23:26

    PORQUÊ OS EUA QUEREM DESESTABILIZAR O GOVERNO DILMA: https://youtu.be/zTuAvpny3rI

  5. Carlos Correa Postado em 12/Mar/2015 às 01:18

    O que é bom para os brasileiros de Miami não é bom para os brasileiros do Brasil. Portanto, 'impitimanémeuzovo'.

  6. jarau Postado em 12/Mar/2015 às 08:44

    Via te informar melhor seu canalha, o governo esta regularizando os problemas, já esta em andamento, segunda feira eu vem o sistema estará normal.

  7. Marcos Vinícius Postado em 12/Mar/2015 às 09:08

    Se todo político sofrer processo de impeachment só por má gestão, então não sobrará mais nenhum prefeito, governador, etc... kkkkkkkk

  8. George Postado em 12/Mar/2015 às 12:49

    esse pessoal de máiâmi é sempre risível

  9. enganado Postado em 12/Mar/2015 às 13:46

    A Fodinha da Floresta foi pedir licença para se candidatar outra vez a presidência da Província-Quintal-Curral-Estrebaria chamada de BRA(Z)IL. É muito sem vergonha! Faça igual ao Aópio, pois contrate o FHC como seu interlocutor com os Patrões, assim vc terá facilidade da grana do NED em sua suruba eleitoral para governadora geral da Província. Cínica, voz de taquara rachada.

  10. Onda Vermelha Postado em 12/Mar/2015 às 17:02

    Rodrigo se você ainda não foi informado o Orçamento Federal de 2015 ainda não foi aprovado pelos digníssimos deputados/senadores. Desta forma, todos os órgãos do Governo Federal passam por restrições orçamentárias! Sem dúvida eles tem outras prioridades como aprovar "cotas extras" de passagens aéreas para as esposas de deputados, PEC das Emendas Impositivas, PEC da Bengala, e outras coisitas más. Tudo em prol do "interesse público", e com o auxílio luxuoso de nossa patriótica oposição do quanto pior melhor...

  11. Altamar Postado em 12/Mar/2015 às 22:31

    Pois é, ela muda de lado como de camisa. Apoiar o Aécio foi a pior tacada.