Redação Pragmatismo
Compartilhar
Rede Globo 28/Mar/2015 às 08:00
40
Comentários

Como dar um basta no jornalismo da Globo?

A Rede Globo perdeu qualquer tipo de responsabilidade jornalística na difusão de seu conteúdo. A emissora é hoje o império da liberdade sem limites. É possível dar um basta em tanta desonestidade?

rede globo manipula jornalismo

J. Carlos de Assis*

Não me proponho contribuir para a quebra da Globo. Seria um desperdício de tecnologia em audiovisual acumulada durante décadas, a qual se tornou um patrimônio nacional de valor incalculável. Quando o senador Crivella agendou uma conversa com João Roberto Marinho na última campanha eleitoral, sugeri a ele que deveria dizer que, se eleito, se comprometeria a lutar pela consolidação do Rio como capital audiovisual da América Latina e um dos principais centros de produção de arte audiovisual do mundo. O líder seria a Globo, naturalmente, não a Record, cuja base audiovisual é São Paulo.

Acontece que os programas de boa qualidade formal da Globo, como as novelas, casos especiais, Globo Repórter, Fátima Bernardes, The Voice (não sei por que não “A Voz”) e SuperStar funcionam como uma espécie de rede física de esgoto pelo qual flui o material de má qualidade, a saber, o Jornal Nacional e, principalmente, o Jornal da Globo. Vai também junto desse lixo esse monumento à imbecilidade globalizada, o BBB Brasil, que disputa com Faustão o campeonato da idiotice, salvo apenas, no caso de Faustão, pela Dança dos Famosos, para os que tem estômago para tolerar as piadas de mau gosto do apresentador.

O lamentável é que os outros canais, como Record, Bandeirantes e SBT, não se aproveitam das falhas estruturais da Globo para lhe ocuparem o espaço jornalístico. Na Band o jornalismo é tão pobre que as notícias dos principais Estados são veiculadas por rádio, sem acompanhamento de imagem. A Record tem a sorte de ter em seus quadros um dos maiores jornalistas do Brasil, Paulo Henrique Amorim, mas também nela falta infraestrutura para o noticiário em geral. Com isso, a Globo nada de braçadas, fixando o padrão de mediocridade que move a maior parte do jornalismo de televisão.

Como colunista do Globo, privei durante quase um ano da intimidade de Roberto Marinho, o que me possibilitou conhecer bem algumas de suas facetas. Era um homem simples, sem ideologia, voltado quase exclusivamente para o jornal, não a tevê. É que, de jornal, ele acreditava entender bem – entrou na tipografia e acabou dono -, enquanto a televisão não lhe era familiar, e deixava entregue a José Bonifácio, o Boni, e Walter Clark. Boni e Clark puderam dar uma direção profissional à televisão, sem interferência do dono, enquanto o jornal era estritamente vigiado por ele.

Talvez viesse daí a mediocridade do Globo quando comparado com o Jornal do Brasil, por exemplo. Entretanto, mesmo que não fosse um luminar do jornalismo, Roberto Marinho tinha o espírito da notícia. Lamentou várias vezes não ter podido dar o furo do Plano Cruzado porque Sarney lhe pedira reserva. (O curioso nesse episódio é que Sarney não se deu conta de que estava passando informação privilegiada para o maior grupo de comunicação do país num momento crucial da vida econômica brasileira. Na verdade, Sarney temia tanto o grupo Globo que não pensou duas vezes antes de lhe entregar uma ficha valiosa que não foi usada.)

O espírito jornalístico de Roberto Marinho não foi transmitido à prole. No caso da televisão, foi totalmente desvirtuado. Como jornal perdeu espaço no mundo da comunicação, a penetração da tevê tornou-se uma arma mortal de difusão ideológica. No Jornal Nacional ela vinha sendo usada com alguma moderação porque os editores, William Bonner à frente, calculavam que os telespectadores são sobretudo de classe média baixa. A partir da última eleição, contudo, com o sistema Globo assumindo papel de militante pró-Aécio, a manipulação ideológica também do noticiário televisivo no horário nobre tornou-se aberta.

Como já escrevi anteriormente, o sistema de três feudos e várias satrapias jornalísticas do Globo não tem hoje nenhum controle político. É o campo da liberdade sem limites dos âncoras e apresentadores, no qual atua a lei da selva. Um ensaio iluminado de Norberto Bobbio ensina que os luminares do alvorecer da Idade Moderna não esclareceram bem o que entendiam por liberdade. Alguns, como Locke e Montesquieu, viam a liberdade como o não limite; outros, como Rousseau e Hobbes, como prerrogativa de estabelecer os próprios limites. Os primeiros inspiraram o liberalismo econômico. Os segundos, a democracia.

A tevê Globo é hoje o império da liberdade sem limites, do liberalismo econômico que gerou nas quatro últimas décadas o neoliberalismo. Antes, por contraditório que possa parecer, Roberto Marinho lhe dava um caráter democrático. Um dia, na minha época no Globo, entrei na sala dele e lhe expus o que sabia dos rumores de corrupção do Governo Collor. “O que acha que eu devo fazer?”, perguntou ele a mim, que tinha pouco mais de metade de sua idade. “Ponha na televisão”, sugeri. Ele ficou em silêncio alguns segundos para comentar, encerrando a conversa: “É muita responsabilidade…”

É essa responsabilidade que a Globo perdeu sob a influência nefasta do grupo Veja. Destruidora do Governo Collor, sem provas – a entrevista que publicou com o irmão de Collor foi um monumento à irresponsabilidade jornalística -, Veja começou a articular suas “revelações” de escândalos, oriundas de espionagem paga, com o noticiário do Jornal Nacional e o Jornal da Globo. Duplamente irresponsáveis, esses dois sistemas de empulhação jornalística estão destruindo o Brasil com intrigas, e contribuindo para a degradação de todas as instituições brasileiras, Executivo, Legislativo e Judiciário. Chegou o momento do basta.

Para destruir Veja, o que se justifica como profilaxia da imprensa brasileira, é muito fácil: basta parar de comprá-la e cancelar as assinaturas. Caso sinta necessidade de revista, compre a Carta Capital como alternativa, com uma linha mais imparcial.

No caso da tevê também é fácil. Como queremos preservar as novelas e punir o jornalismo-lixo, vamos fazer o seguinte: no horário do Jornal Nacional e do Jornal da Globo – depois da novela, num caso, e do BBB, do outro -, vamos desligar a televisão ou mudar de canal. Todos os anunciantes da Globo saberão pelas pesquisas que, naquele horário, os aparelhos ou estarão desligados ou ligados em outro canal. (Sugiro que alguém mais competente que eu em matéria de internet arranje um jeito de tornar essa convocação nacional através das redes sociais, começando numa data marcada com antecedência e combinando novas datas até que se torne conhecida alguma providência do sistema Globo em reestruturar profissionalmente seus jornais!)

*Jornalista, economista e professor, doutor pela Coppe/UFRJ, autor de mais de vinte livros sobre Economia Política, sendo o último “A Razão de Deus”, pela Civilização Brasileira (Carta Maior)

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários

  1. Thiago Teixeira Postado em 28/Mar/2015 às 08:56

    Imparcialidade no Brasil é sinal de petismo para os coxinhas! A moda é ser anti-PT.

    • Thiago Teixeira Postado em 30/Mar/2015 às 09:35

      O Ali Kamel pensa por vocês. Se ele é um jornalista de renome ... pra que vou discordar? Burro e ignorante é quem não acredita que há parcialidade na grande mídia.

  2. Salomon Postado em 28/Mar/2015 às 11:25

    A solução é tão óbvia que leva tempo para entender. Basta uma pequena mudança na grade curricular dos professores brasileiros. É só inserir uma matéria que contenha noções de cidadania. A antiga OSPB, mas com matriz democrática. O que incluiria conhecimentos básicos da Constituição brasileira, sociologia e história. Esses professores, de todas as matéria, seriam multiplicadores da verdade real e não da verdade formal televisiva. Seus alunos teria condições de discernir a propaganda política de um lado e a informação de outro. Só assim haveria massa crítica suficiente para uma nova geração usar o controle remoto e mudar de canal. Fora isso, o JN e outros continuarão seduzindo os boquiabertos analfabetos políticos.

    • grego79 Postado em 28/Mar/2015 às 13:12

      Melhor comentário postado aqui sr Salomon! Dissestes tudo!

    • Stella Postado em 29/Mar/2015 às 08:40

      Concordo plenamente! Mas, infelizmente, não é de interesse dos nossos governantes abrir os olhos do povo.

    • Rafael Postado em 29/Mar/2015 às 21:53

      Salomon, Tive que rir do seu comentário me desculpe. A escola pública brasileira forma 90% de analfabetos e você acha que a solução é uma matéria pra fazer o aluno pensar criticamente? Fala sério, precisamos primeiro alfabetizar o ensino médio. E isso não é força de expressão.

      • luciano Postado em 30/Mar/2015 às 01:57

        De que estado vc é Rafael? Acho que existe regiões onde o ensino é bom e outras onde é ruim

    • Manoel Postado em 29/Mar/2015 às 22:45

      Concordo dom Salomon. Também estudei OSPB no meu tempo de "científico" - como era conhecido o hoje 2º grau. Mas..., com essa juventude (hj adolescência como chamam-na) toda corrompida de maus costumes tenho dúvidas que funcionariam. Mesmo porquê poucos são os que leem ou se interessam por coisas sérias. Esse é meu ponto de vista

      • luciano Postado em 30/Mar/2015 às 01:59

        Concordo Manoel

    • Marcelo Postado em 29/Mar/2015 às 23:07

      Fui aluno de OSPB e foi a coisa mais ridícula que vi na vida. Pura propaganda do regime militar. Talvez desse certo para juventude alienada e babaca que não viveu aquela época obscura da nossa História.

  3. Roberto Pedroso Postado em 28/Mar/2015 às 11:33

    Ser tendencioso e parcial é uma coisa agora a Globo desde sua fundação sempre esteve comprometida com os projetos de poder das elites dominantes a começar pela sua própria fundação com financiamento do grupo Time Life e hoje tendo seus negócios escusos abafados como o empréstimo milionário do BNDES para salvar a Globo Cabo9durante o governo FHC),o escândalo envolvendo as fraudes fiscais do Grupo Globo(para aquisição dos direitos de transmissão do mundial de 2002)e mais recentemente o fato de uma jornalista casada com o diretor de jornalismo da emissora ter adquirido um apartamento de um empresario com envolvimento direto como o contraventor Carlinhos Cachoeira,temas relevantes que não são abordados e que precisariam ser investigados se quisermos o saneamento real do setor de telecomunicações.

    • Rafael Postado em 29/Mar/2015 às 21:56

      Roberto, Nesta tua lógica concluo que o PT representa a elite dominante e seu projeto de poder é apoiado pela Globo. Já que garantiu 16 anos seguidos de poder.

      • luciano Postado em 30/Mar/2015 às 02:08

        Me permita hulmildemente discordar Rafael! O que manteve o PT no poder por 16 anos foram as mudanças ocorridas no Brasil a partir de 2003, que a maioria da populaçao aprovou, tanto é que mesmo com o desgaste do governo atual Lula continua com uma popularidade altissima, mas a mídia, meu amigo, tem surrado o governo desde que Lula pisou no planalto

  4. Thiago Teixeira Postado em 28/Mar/2015 às 13:19

    Eu acho a BAND muito pior.

    • Mauro Postado em 28/Mar/2015 às 19:42

      Mas não tem a influência da Globo

  5. Deisi Postado em 28/Mar/2015 às 14:04

    A BAND é ruim, mas não tem audiência, o jornal do Boechato marca 4 pontos de média, já o JN, mesmo em decadência, marca 20 pontos, O SBT um antro de reacionários, mesmo com a Sherazedo sem poder comentar também é lixo. Eu já dei um basta no lixo jornalistico da TV, o JN e JG, aboli há pelo menos 12 anos, só assisto de vez em quando o Jornal da Record. Principalmente depois que descobri a Internet não preciso mais ser contaminada com um jornalismo sem credibilidade e tendencioso

    • poliana Postado em 29/Mar/2015 às 06:36

      Concordo com vc deise. Eu, raramente assisto a tv aberta. N tenho a minima paciência pra televisão. Se eu contar o q eu assisto na tv brasileira, n dá os dedos de uma mão...odeioooo a tv aberta no brasil...ruim eh pouco pra defini-la. Realmente, n tenho paciência.

      • Rosali Cantlin Postado em 30/Mar/2015 às 00:33

        Poliana, eu nao assisto a Globo desde 2002, quando me mudei para os USA. Meu marido queria pagar um pacote que incluia TV do Brasil mas eu nao quis. Nao perdi nada! A versao americana da Globo nos USA eh a Fox. Cortei do meu pacote tambem. Nao tenho vocacao para vaca de presepio. Eles sao tendenciosos e empurram as noticias distorcidas, do jeitinho que a Globo faz no Brasil. Assisto a CNN e, para noticias do Brasil, uso a Internet. Tenho ateh pena, tem horas, desse povo que vem sofrendo lavagem cerebral constante, principalmente as pessoas mais velhas, que nao sao muito versadas em computadores e ficam refens dessa TV podre. Vai acontecer o movimento Fora Globo! no dia primeiro de abril. Pelo menos foi o que vi noFB . Vao pedir o o cancelamento da concessao que, pela Lei, deveria ter sido de 15 anos e ja tem 50! Tomara que tenha quorum suficiente para, pelo menos, chamar a atencao das pessoas. Esse serah o primeiro passo. Vamos ver qual serah a reeptividade. Estou torcendo aqui de longe, para que seja um movimento bem grande! Abracos.

  6. leonardo Postado em 28/Mar/2015 às 18:08

    Tem q gastar onde tem audiência, portanto....

  7. MARIA Postado em 28/Mar/2015 às 19:32

    A SENHORA QUIS DIZER: PT, PSDB,O DEM, ETC. NÉ?

    • Thiago Teixeira Postado em 30/Mar/2015 às 09:37

      Não MARIA, só o PT merece vigilância na filosofia coxinha!

  8. Mauro Postado em 28/Mar/2015 às 19:41

    Qual propaganda mentirosa, pode ser mais explícita?

  9. Silva Postado em 28/Mar/2015 às 21:18

    Tadinha de você Marionete! recalcada e inconformada! Tem razão perder quatro eleições dói demais! KKKKKKKKKKKKKKKKKKKK, É só esperar, quem sabe em 2018. Faltam menos de quatro anos!

    • Eliana Sarmento Salgado Postado em 30/Mar/2015 às 00:45

      Recalcada e iludida. O povo não é bobo, tucanalhas nunca mais.

  10. fonseca Postado em 28/Mar/2015 às 23:15

    Descobriram que o piloto que derrubou o avião na França era petista.

  11. Vinicius Postado em 29/Mar/2015 às 00:06

    Só conscientizar as pessoas que existe coisas mais uteis do que ficar na frente da TV, se pelo menos metade dos eleitores da Dilma não assistissem essa porcaria, a Globo já estaria bem prejudicada. Na minha casa por exemplo até travei a Globo para nem sintonizar. #boicotearedeglobo *Outro Vinicius

  12. poliana Postado em 29/Mar/2015 às 06:39

    Concordo contigo naro. O controle remoto da minha tb, nem pilha tem e vive empoeirado, tadinho. Praticamente uma relíquia. Rs. Eu tenho zero paciência pra tv aberta no brasil. Realmente, detesto assistir tv.

  13. Deisi Postado em 29/Mar/2015 às 08:05

    Minha TV a cabo é a Caro, não tem Globo! Na Globo só assisto a novela o Rei do Gado, Agora jornalismo nem a pau!

    • Stella Postado em 29/Mar/2015 às 08:54

      É a Claro?? Quando eu tinha Claro, infelizmente tinha Globo. O que eu acho ruim na TV paga é não ter como vc escolher os canais. É terrível pagar por canais que tbm pertencem a Globo como: Megapix, GNT, Viva, Multishow...

  14. Deisi Postado em 29/Mar/2015 às 10:21

    Sim Stela, mas boicoto todos esses citados, o único que assisto é Sportv por ser amante de futebol, se não, nem esse. Quem sabe um dia, a poderosa sonegadora perca seu monopólio.

  15. Miguel Postado em 29/Mar/2015 às 15:05

    Simples: não assistir mais à televisão. Não assisto mais televisão há um bom tempo. E não sinto falta alguma. Muito pelo contrário. Sinto que perco menos tempo com bobagens, como noticiários tendenciosos e futebol, entre outras coisas. A internet é meio suficiente para se manter informado. A tv não é mais necessária.

  16. Fran Oliveira Postado em 29/Mar/2015 às 23:24

    Eu gosto de alguns programas da Rede Globo, "Programa do Jô" por exemplo, gosto das séries que passam tarde da noite, mas o jornalismo de Globo, faz muito tempo que deixei de assistir, se a TV estiver ligada eu desligo ou deixo no mudo. Cada um deve fazer o que deseja ou acha bom para si. Que eles estão extrapolando, sem dúvidas que estão, uma posição mais democrática por parte deles, seria bem vinda.

  17. Eliana Sarmento Salgado Postado em 30/Mar/2015 às 00:42

    qual fracasso Maria? De vc ter que pagar corretamente tua empregada?

  18. Maria Postado em 30/Mar/2015 às 07:09

    Em se tratando de TETA AQUELA QUE O AECIM FOI ASSESSOR DO PAI, DO AVÔ E DIRETOR DE LOTERIAS DO TIO. ESSE TIPO É DIFICIL TERMINAR TODO TUCANO ´É SANTO.MESMO ROUBANDO COM PROVAS E TUDO SÓ ESPERAR A MORTE.

  19. Thiago Teixeira Postado em 30/Mar/2015 às 09:45

    Fracasso Eliana: Salões de embarque lotados, filas no supermercado, ruas cheio de carro zero, falta de mobílias a pronta entrega nas magazines, escassez de pedreiro para fazer um bico de 15 reais no quintal de casa, diarista boca dura, banalização do celular, crise na alta da energia (era bom quando faltava), Usinas de Álcool falindo pois agora tem que comprar marmitas e alojar os cortadores de cana, pobre na universidade, negros com capacete branco nas obras, pão endurecendo na dispensa pois os favelados que pediam coisa pra dá sumiram ... crise Eliana. FRACASSO. Fora PT!!!!!!!!!!!!!!!

  20. Thiago Teixeira Postado em 30/Mar/2015 às 09:47

    O Pereira??? Vai deixar a mariTROLL tomar seu espaço? Acho que você é assessor de deputado, pois a partir de quinta-feira você some!!!!!!

  21. eu daqui Postado em 30/Mar/2015 às 12:10

    Desligue a tv e vá estudar, cotista !!!!!!!

  22. Alex Sandro Postado em 30/Mar/2015 às 19:50

    Veja só que interessante... Quando entro na carta capital, encontro notícias sobre temas diversos, sempre sendo apresentados os pontos analisados nestas e opiniões construídas a partir dessas análises. Encontro também inúmeras, isso mesmo, INÚMERAS críticas muito bem construídas e devidamente ponderadas sobre o governo, oposição e tudo o mais... Sobre a revista se posicionar, isso deveria ser aplaudido, pois não é mascarada com uma falsa imparcialidade, a mesma do jornal nacional e dessa revistinha nojenta da veja. Já tentei ler esse folhetim medíocre, mais não tive estômago. Sempre que leio a carta capital, dentre outras, nunca senti que estavam tentando me empurrar goela abaixo alguma de suas "verdades". Talvez o grande problema da carta capital é não ter se rendido ao movimento Anti-PT, tendo assim sua credibilidade posta em xeque por aqueles que acreditam que se você não estiver contra, está a favor...

  23. enganado Postado em 30/Mar/2015 às 20:27

    Para vc sugiro o imparcial dono (virtual) da gRoubo, o New York Times. Antes do avião ser derrubado na UScrânia já estava sendo rodado com a acusação de que foi o sr. PUTIN o responsável. Aliás a rede gRoubo não toca no assunto até o imparcial New York Times mandar algum recado. AIPAC-HASBARA, entendeu? A mim vc não engana!

  24. Marcelo Postado em 30/Mar/2015 às 23:21

    Muitos comentários inteligentes aqui, vamos torcer por uma politica mais transparente e uma midia mais responsavel e imparcial