Redação Pragmatismo
Compartilhar
Rede Globo 27/Jan/2015 às 16:01
33
Comentários

Onde está a "imparcialidade" prometida por William Bonner?

Entram os comerciais: peça comemorativa da Globo apresenta William Bonner prometendo “imparcialidade” aos telespectadores. Retorno do intervalo: matéria exibida no Jornal Nacional, ancorado e editado por Bonner, mostra que a TV Globo já está usando o “volume morto” de sua imaginária “imparcialidade”

william bonner globo imparcialidade
William Bonner e Rede Globo prometem ‘imparcialidade’ em chamada para a TV. Na prática, não é o que se vê no jornalismo da emissora

Eduardo Guimarães, blog da cidadania

A edição do Jornal Nacional da última sexta-feira (23) começou tratando da crise hídrica em SP. Como sempre, tratou-se de uma reportagem absolutamente despolitizada que tentou dividir entre governo Federal e governo paulista a responsabilidade pela calamitosa situação do abastecimento de água no Estado mais rico do país.

Em seguida, outra reportagem tenta equiparar a situação paulista com a de Minas Gerais, que, apesar de estar sofrendo com falta de água em algumas cidades, não tem um desastre urbano em sua metrópole, Belo Horizonte, como tem a capital paulista, onde milhões ficam sem água quase todo dia.

A terceira reportagem sobre a seca no país tenta colocar também o Rio de Janeiro no mesmo barco paulista falando sobre redução no nível do maior reservatório fluminense. A reportagem sobre a seca no Rio, tal qual a da seca em SP, não explica ao espectador que não há termo de comparação com SP.

Mas é na quarta reportagem que a Globo vai mais longe. A matéria versa sobre notícia do jornal Valor econômico que diz que se o governo federal tivesse construído usinas previstas em 2006 não estaria havendo um problema de geração de energia elétrica que só se constata na mídia, já que o que vem sofrendo racionamento não é a energia, é a água.

A matéria do JN recorre a um dos famigerados “especialistas” da Globo para dizer “onde foi que o governo Dilma errou” e qual sua responsabilidade por uma situação energética que, ao menos até aqui, não causou nenhum transtorno à população, já que blecautes episódicos de poucos minutos ou horas acontecem em qualquer lugar do mundo por acidentes em linhas de transmissão.

Entram os comerciais. Eis que em um dos spots comemorativos aos 50 anos da Globo – fundada em 1965 com ajuda da ditadura militar para que esta tivesse uma grande tevê para ludibriar os brasileiros – mostra um William Bonner, com ares de satisfação, prometendo “imparcialidade” aos telespectadores.

Faltou a propaganda dizer quando a Globo começará a fornecer essa “imparcialidade” aos telespectadores.

Senão, vejamos: a mesma edição do JN que versou sobre suposta “responsabilidade” do governo federal em uma crise energética que, até aqui, simplesmente não existe, para ser imparcial não deveria versar, também, sobre as responsabilidades do governo Alckmin sobre o racionamento que já está sendo aplicado em São Paulo sem aviso oficial?

Como se sabe, em 2004 o governo paulista comprometeu-se com a Agência Nacional de Águas a construir um novo aquífero, já que os então existentes – incluso o Cantareira – já eram considerados insuficientes pelos técnicos. Por que o “imparcial” JN não deu essa informação ao seu público?

A resposta é simples: a tão alardeada “imparcialidade” da Globo – alardeada pela própria Globo, é claro – é idêntica ao volume de água do Cantareira: a cada dia fica menor. Para fazer um trocadilho infame, poder-se-ia dizer que a emissora já está usando o “volume morto” de sua imaginária “imparcialidade”.

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários

  1. Aleluia Postado em 27/Jan/2015 às 16:13

    Ainda bem que a internet gradativamente vai democratizando a informação. A rede globo já não tem mais tanto poder como no passado na hora de tentar manipular a população

    • Ediuardo Postado em 27/Jan/2015 às 17:32

      tem dia que quero ficar stressado, aí é fácil, assisto o Jornal Nacional... é batata.... stress na certa.... agora querer imparcialidade de quem não sabe o que é isto... é querer demais....

      • Alex Postado em 27/Jan/2015 às 17:45

        hehehehehe 'e isso ai.. qualquer um que queira perder o humor 'e so assistir ao JN

  2. Rodrigo Postado em 27/Jan/2015 às 16:28

    Globo sendo a Globo.

  3. Murilo Postado em 27/Jan/2015 às 16:35

    Um pais como o Brasil com crise energética é piada, seja eólica, hidrelétrica, fotovoltaica e etc. Há recursos sim, porem o que peca em quase 99% do território nacional é a gestão e que quase nunca ( Ao menos que seja petista) a rede globo ojeriza, no que diz respeito ao sistema hídrico, tudo isto ai já foi previsto com muita antecedência, agora por manobra política esperam ate está situação estúpida em que se encontra as reservas de água da grande São Paulo. Parabéns São Paulo, PSDB para sempre!

  4. Ricardo Postado em 27/Jan/2015 às 16:38

    Um pergunta que gostaria que alguém me respondesse: se a Globo é tão parcial e aliada do PSDB e partidos políticos de direita, por que o Governo PT não tomou nenhuma previdência quanto à concessão pública?

    • Eduardo Postado em 27/Jan/2015 às 17:35

      porque não cabe apenas a um governo... depende de todo um congresso... se fosse apenas a vontade de um ou uma pessoa já teria sido feito.... mas calma vai chegar a hora.... assim como a TUPI, foi tirada do caminho para ela crescer, tenha certeza ela também seguirá esse destino.... Acabe-se urgente com a tal bonificação de volume... é uma piada....

    • Junior Silva Postado em 27/Jan/2015 às 18:09

      A deputada Luiza Erundina tentou rever o esquema das concessões, mas foi digamos "desencorajada" por "colegas" parlamentares, pois a revisão atingiria principalmente a Globo e a Bandeirantes. Inclusive ela chegou a ser censurada numa entrevista que faria a uma rádio do grupo Bandeirantes, não me lembro se foi em 2011 ou 2012...

    • Junio Postado em 28/Jan/2015 às 09:02

      1º PSDB é um partido de esquerda, centro esquerda para ser mais exato, apesar de sua atual postura extremamente conservadora ser muito diferente da ideologia de seus fundadores, os quais posso citar entre eles, Franco Montoro, Mário Covas, José Richa, entre outros, que por estarem descontentes com a maneira com que Sarnei governara o país ao final da década de 80, decidiram fundar o partido e iniciar a "nova política". 2º meu caro, sugiro que antes de postar comentários no PP você ao menos saiba o que é competência da União, Estados e Municípios, o assunto é longo e envolve várias legislações, entre elas, as Constituições Federal e Estaduais, assim entenderá, que mesmo que quisesse o governo do PT não poderia tomar nenhuma providência quando a concessão hoje administrada pela Sabesp, no máximo, poderia dedicar um procurador geral da união pedindo uma indenização por má gestão, o que causaria mais gastos ao cofres públicos. Para o governo federal "fazer alguma coisa" é necessário que a assembleia legislativa do estado entre com um processo solicitando a intervenção federal, e ainda, este pedido teria de ser aceito pelo colegiado, exatamente onde mora problema, visto que uma intervenção causaria certamente um processo de improbidade administrativa ao nosso querido governador, mas, este é outro assunto que nunca veremos na Globo.

      • Luciana Postado em 28/Jan/2015 às 11:25

        Acho que ele (Ricardo) estava falando da concessão da Globo e não da Sbesp. Talvez seja legal ler e entender o comentário antes de postar a resposta também né? Apesar disso, ótima e esclarecedora resposta...

      • Junio Postado em 28/Jan/2015 às 13:27

        Neste caso, peço desculpas pela confusão e desatenção de minha parte, mas em São Paulo só pensamos em água. Com relação a concessão de sinal de transmissão de TV a resposta torna-se bem simples. Se o governo tentar qualquer coisa contra a tv, com o único propósito de evitar críticas a este, isso representaria nada mais, nada mesmo do que ditadura, censura, repressão, enfim, tudo que um governo democrático e progressista condena veementemente. Em 2012 foram aprovadas novas regras para concessão de transmissão de rádio e tv, mas estas, tratam principalmente questões como licitações e capacidades técnicas. Reitero meu pedido de desculpas pelo mal entendimento no post.

  5. Urso Malvado Postado em 27/Jan/2015 às 16:47

    a imparcialidade deles quer dizer: agradar todas as vertentes da direita reacionária brasileira kkkkk

  6. Deisi Postado em 27/Jan/2015 às 16:49

    "Imparcialidade" da Globo? Desista é esperar demais!

  7. André Postado em 27/Jan/2015 às 17:15

    Os impérios sempre ruiram... Até Darte Vader caiu, e sua Estrela da Morte ( platinada Global)... Rs

  8. Andre Roger Postado em 27/Jan/2015 às 17:22

    "blecautes episódicos de poucos minutos ou horas acontecem em qualquer lugar do mundo por acidentes em linhas de transmissão." O que não foi o caso do Brasil, conforme os próprios relatórios das agências reguladoras. O sistema foi desligado para evitar excesso de consumo por falta de oferta, sendo que até mesmo energia teve que ser importada para suprir a demanda.

  9. sleiman v m n Postado em 27/Jan/2015 às 17:38

    Essa Globo deve ser muito forte mesmo... Bate, bate, bate, e nunca tomo porrada... Ou quem apanha deve ser muito fraquinho.

  10. Crema Postado em 27/Jan/2015 às 17:39

    Faltou falar da matemática "criativa" do Jornal Naciona:, no Rio de Janeiro o Paraibuna entrou no volume morto e está com -0,8% da capacidade, já o Cantareira, em São Paulo, que está no SEGUNDO volume morto tem +5,3%, que feitiçaria é essa? São uns caras de pau!

  11. Sílvio Ferreira Postado em 27/Jan/2015 às 18:27

    A mídia está a serviço das Corporações, ela própria é uma. O PSDB tem im projeto de poder mesmo que seja no tapetão, confiam no Judiciário (!) e quer ver o circo pegar fogo inflamando globobinhos e globobinhas para conquistar apoio popular. Se houver um momento adequado seguro que tentarão um golpe. São Paulo, de todos os Poderes só não tem o político. Esperam ansiosos o desfecho da negociação que o MP faz no Paraná - Estado Anexo - para iniciar um processo de terrorista panfletário jamais visto. E tem grana para isto.

  12. Jaime Postado em 27/Jan/2015 às 18:30

    Ricardo (post às 16:38), em 1989 o Brizola prometia cancelarca concessão da Globo. O que aconteceu? Criaram o Caçador de Marajás (Collor) e deu no que deu. Os rabos estão MUITO presos.

  13. leonardo Postado em 27/Jan/2015 às 19:52

    Imparcial é o PP !!!!

  14. José Antônio dos Reis Postado em 27/Jan/2015 às 20:51

    Imparcialidade depois de se arrefecer com os 1,6 bi para salvá-lá. Dada pelo Governo FHC.

  15. poliana Postado em 27/Jan/2015 às 23:07

    Pior foi o fantastico domingo, estrevistando um "especialista", q disse q o risco de racionamento de energia era culpa de dilma q deu desconto de 18% na tarifa em 2013 (aí mostrou o pr dela na tv na época, anunciando o desconto). Então, por causa desse descontisso, o brasileiro achou q tinha energia em abundância, e a desperdiçou...q eh algo inerente ao ser humano, de achar q tudo q se tem fácil, pode ser desperdiçado, usado de forma irresponsável. q emissora repugnante! O q consola, eh saber q todo jogo sujo dela, n foi suficiente pra ajudar o psdb a retomar a presidência da república. Amém...enfrentaremos com unhas e dentes, novamente, essa gigante mal carater das comunicações, em 2018. Estejam preparados amigos.

    • poliana Postado em 28/Jan/2015 às 01:48

      Pronunciamento*/desconto*

    • José Postado em 28/Jan/2015 às 04:21

      Também vi o lixo , pior que a retrospectiva 2014 forte para a privatização da petrobras...

  16. Rodrigo Fernandes Postado em 28/Jan/2015 às 01:01

    Concordo com muita coisa, mas convenhamos, vocês falam igual a Veja, só que ao contrário...Tão cobrando imparcialidade, mas são totalmente imparciais no que publicam. Detalhe, sou leitor assíduo e quase sempre concordo com o que o PP publica.

  17. Gabriel Nunes Postado em 28/Jan/2015 às 01:08

    Acho que se a dilma cumprir a promessa de campanha de oferecer banda larga a precos acessíveis para as classes mais populares, ela acaba com o conglomerado facista da tv formadora de marionetes, porque eu acredito que as massas sabem ter opinião, mais precisam de opiniões mais sérias , so assim comparando para ver quem fala a verdade

  18. Thiago Teixeira Postado em 28/Jan/2015 às 07:20

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  19. Camila Postado em 28/Jan/2015 às 08:38

    Apesar de pregarem a imparcialidade, vi neste texto uma parcialidade enorme. Me perdoem, não sou contra nem a favor totalmente do governo (busco reconhecer seus erros e acertos), mas SIM, a CRISE (que existe, pfv!) também é culpa do governo federal, não vamos ser tão cegos assim.

  20. Eduardo Postado em 28/Jan/2015 às 10:18

    se existe um a crise hídrica e a nossa matriz energética em sua maioria é gerada por usinas hidrelétricas, como não existe críse energética?

    • Luciana Postado em 28/Jan/2015 às 11:33

      Não entendo muito e compartilho somente por reflexão: O Complexo do Cantareira não produz energia. A seca não atinge o Brasil inteiro. Pode não estar atingindo as Usinas Hidrelétricas, certo? Para mim parece que uma coisa não é ligada a outra, apesar de tudo ser água...

  21. Roberto Pedroso Postado em 28/Jan/2015 às 11:44

    Mais uma prova da necessidade premente do controle social da mídia pois quem é de São Paulo sabe que existe uma situação absurda de racionamento não declarado principalmente no interior do estado(Itu,Piracicaba,Bauru,Americana...)e em alguns bairro da grande São Paulo e a grande mídia não revela tal fato,a crise hídrica se agravou graças ao desgoverno PSDebista, em vinte anos de péssima administração tucana no estado medidas imprescindíveis para se evitar essa situação deplorável não foram tomadas, medidas simples como construiu reservatórios impermeabilizados no interior de São Paulo,o governo do estado não pressionou a Sabesp para que esta realizasse a manutenção de suas redes de distribuição de água tratada pelas tubulações antiquadas e deterioradas (a Sabesp prefere reverter os recursos que poderiam ser usados para a realização de manutenção das rede de distribuição em lucros para seus acionistas)responsável por um índice alarmante de desperdício de água tratada,o estado está entregue ao julgo da incompetência.O Governo Federal não fica muito atrás mas a grande mídia não fiscaliza e não cobra com a mesma veemência e fervor o governo Tucano Paulista,o tratamento dado a questão da crise hídrica no estado é mais um exemplo de parcialidade falta de isenção e postura tendenciosa da grande imprensa.A população necessita de uma imprensa livre, realmente independente,imparcial que informe de fato a população para que esta tenha condições de cobrar o governo independentemente se este governo é de oposição ou da situação!

  22. Flavia Postado em 28/Jan/2015 às 12:12

    Se a Globo e tao contra o governo federal porque e a emissora que abocanha a maior fatia do erario? Ta na hora de Governo Dilma fazer o mea culpa, pois em campanha afirmou "nem que a vaca tussa vamos mexer nos direitos dos trabalhadores" ...nao foi o que vimos logo ao inicio do governo...

  23. MARIA Postado em 29/Jan/2015 às 12:12

    A REDE GLOBO NÃO TEM MAIS CONTROLE DE QUALIDADE,TODO MOMENTO TEM ALGUEM PEDINDO DESCULPAS POR ERROS GROTESCOS, QUESTÃO DE QUALIDADE MESMO! SERA PORQUE O BONI SAIU? AGORA VIROU BAGUNÇA!