Redação Pragmatismo
Compartilhar
Geral 29/Jan/2015 às 14:00
25
Comentários

Catadora encontra R$ 250 mil em cheques e devolve tudo

Catadora de recicláveis devolve a hospital R$ 250 mil em cheques achados no lixo. Ana Maurícia deve ganhar um novo emprego pelo gesto de honestidade

catadora Ana Maurícia cheques 250
A catadora Ana Maurícia dos Santos Cruz ganha cerca de R$ 200 por semana

A catadora de recicláveis Ana Maurícia dos Santos Cruz encontrou uma agenda e um envelope com cheques nominais no valor de R$ 250 mil endereçados ao Hospital do Câncer de Barretos, no interior paulista. Ela devolveu a agenda e os valores, arrecadados num leilão no estado do Mato Grosso, à instituição. Ana Maurícia dos Santos Cruz ganha R$ 200 por semana separando material reciclável.

Os cheques foram encontrados quando ela chegou em casa, no final da noite. “Levei um susto. Fiquei tão ansiosa para devolver tudo que não consegui dormir. As crianças e os idosos atendidos precisam desse dinheiro”, conta Ana Maurícia. Ela encontrou o montante na sexta-feira, no pátio do hospital, e fez a devolução no sábado. Desde então, seu exemplo virou notícia e alvo de discussões na cidade. Enquanto uns aprovam seu ato, outros criticam. “Mesmo assim, sei que fiz a coisa certa.”

O dinheiro será usado para ajudar a custear o atendimento oncológico prestado para a população. A direção da instituição ficou tão satisfeita com o exemplo de honestidade de Ana que lhe ofereceu um emprego. Fazer a coisa certa vai ajudar a catadora a mudar a própria história. Para melhor.

Vida difícil

Ana Maurícia mora com o filho, de três anos, e os pais em uma casa humilde no bairro Dom Bosco. Após trabalhar como doméstica e babá, entrou em uma empresa do ramo da reciclagem há três meses, em troca de um salário de R$ 800. O pai ganha um salário mínimo. A família de quatro pessoas sobrevive com pouco menos de R$ 1,5 mil líquidos por mês. A situação, lembra a catadora, não é fácil.

Ela sonha em trabalhar em um emprego mais tranquilo, ter a casa própria e reunir condições financeiras para ajudar a família a levar uma vida mais confortável. “A gente vive sem luxo nenhum.” A direção do hospital ficou sensibilizada e promete ajudar Ana a realizar seus desejos, com oferecimento de um emprego na instituição. Ainda não definiu, porém, em qual setor ela será colocada. Pode ser na hotelaria ou nutrição.

VEJA TAMBÉM: O catador de lixo que virou médico

com último segundo e diário web

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários

  1. Rogerio Postado em 29/Jan/2015 às 14:10

    Bonita ela.

  2. José Ferreira Postado em 29/Jan/2015 às 14:12

    Nem parece catadora. Merece coisa melhor.

    • Luiz Henrique Postado em 29/Jan/2015 às 14:26

      É sério isso...? Se ela fosse feia e suja, mereceria coisa pior? As pessoas podem até ter boas intenções, mas, definitivamente, não sabem demonstrá-las.

      • José Ferreira Postado em 29/Jan/2015 às 14:31

        Não. Pelos seus atos dá para ver que ela se tornou catadora por uma infelicidade do destino. É diferente que quando alguém vai para a sarjeta porque se drogou, seja lá onde ele nasceu.

    • Luiz Henrique Postado em 29/Jan/2015 às 14:41

      Ninguém "vai pra sarjeta porque se drogou". Mais e mais pesquisas concluem que não é a droga que leva o ser humano à ruina, e sim um ser humano em estado de debilidade (ou "na sarjeta", ou em situação de "infelicidade do destino") é quem procura as drogas. Desculpa, mas só provou ainda mais seu preconceito com o segundo comentário.

      • José Ferreira Postado em 29/Jan/2015 às 14:46

        Tem muito artista que passa a ir na sarjeta por conta de drogas e álcool. Vemos muita gente com potencial que por infelicidade do destino passa a estar nessa situação.

      • Samael Postado em 29/Jan/2015 às 14:48

        Eu não li isso, eu fumei um baseado ontem José Ferreira, será q vou pra sarjeta?! Se liga na besteira q vc falou.

      • Paula Maria Postado em 29/Jan/2015 às 14:50

        Luiz Henrique, desista. José FErreira vai apenas se afundar mais ainda nos próprios preconceitos. Gente bonita (dentro de certas acepções), merecem chances melhores, o que é um absurdo inexplicável. Cheio de gente de fachada bela e coração tenebroso. Não perca seu tempo discutindo, ele não vai conseguir se desvencilhar da postura preconceituosa que já demonstrou. A moça é bonita e fez algo bom, mas não merece nada além do que qualquer ser humano: uma vida digna e uma oportunidade para se estabelecer. Todo o resto é preconceito.

      • Samael Postado em 29/Jan/2015 às 14:51

        O q são "drogas" José? Me explica como na sua cabeça isso funciona.

      • José Ferreira Postado em 29/Jan/2015 às 15:01

        Pergunte para a ANVISA, pois é ela que faz a definição do que é droga ou não.

    • Thiago Fs Postado em 29/Jan/2015 às 15:15

      Lógico que o que entra em conta aqui é a aparência física. Essa reportagem não quis em nenhum momento enaltecer o gesto da moça. Parabéns José... você é o cara mais humano que conheço.

  3. Samael Postado em 29/Jan/2015 às 14:13

    Comentários com catar catadora em 3,2,1.

  4. Samael Postado em 29/Jan/2015 às 14:20

    Podem esperar que amanhã ela está no programa da Fátima Bernardes contando a história dela ao som de violinos e dando dicas de beleza.

    • mani Postado em 29/Jan/2015 às 14:59

      Rssss.

    • Roger Postado em 29/Jan/2015 às 19:26

      Se agora vier essa mídia sem vergonha atrás dela, claro que virá por causa da beleza. Ela que tire proveito, cobre cachê desses aproveitadores.

  5. guilherme Postado em 29/Jan/2015 às 14:33

    "ganha cerca de R$ 200 por semana" Mais que boa parte da população!

    • Patricia Postado em 29/Jan/2015 às 14:55

      È messsssmo?

    • José Ferreira Postado em 29/Jan/2015 às 15:09

      Espero que isso tenha sido uma ironia, Luis Guilherme.

    • Pau de Self Postado em 29/Jan/2015 às 15:49

      É verdade, já é classe média segundo a classificação dos imbecis. Eu acho louvável a atitude de uma pessoa que, mesmo em condições desfavoráveis se mantém íntegras, ao contrário das personas que se declaram vítimas.

  6. Leonrado Postado em 29/Jan/2015 às 14:39

    É triste ver alguns comentários que beiram a imbecilidade.

  7. Fran Postado em 29/Jan/2015 às 16:05

    Não acredito no que li no segundo comentário.... Parabéns a moça pelo belo exemplo, independente de sua aparência :D

  8. ricardo Postado em 29/Jan/2015 às 16:10

    É difícil hoje em dia alguém reunir as duas coisas:Beleza e caráter.E ela é uma gata digna de capa de revista.Bem aventurado o homem que ganhar o coração dessa diva.

    • stella Postado em 29/Jan/2015 às 17:50

      Ela já é casada...o marido está preso por tráfico de drogas.

  9. Mario Postado em 29/Jan/2015 às 22:09

    Ela pegou o envelope com os cheques dentro da instituição. Poderia ter devolvido la mesmo mas levou pra casa, chamou jornais pra fazer a fama e só depois devolver os cheques que ela jamais poderia aproveitar de outra maneira pq estavam nominais e cruzados. Já vi essa manchete em todos os portais sensacionalistas, só vim falar aqui pq não esperava esse site divulgando essa migué. Esses "250 mil" só poderia dar merda.

  10. Carlos Postado em 30/Jan/2015 às 16:28

    Um exemplo de pessoa, aqui o padrão causa espanto.