Redação Pragmatismo
Compartilhar
Eleições 2014 25/Oct/2014 às 17:04
6
Comentários

Professor universitário explica por que Aécio representa o retrocesso

Em artigo, professor da UFSC enumera 13 pontos que causaram um “esfacelamento geral” nas instituições de ensino federais durante as gestões do PSDB. O docente relata que o governo de FHC não criou nenhuma universidade federal, além de sucatear as já existentes

aécio neves fhc
Aécio Neves e FHC. (Imagem: Wilson Pedrosa/Estadao)

As universidades federais nos oito anos de governo do PSDB, sob a gestão de Fernando Henrique Cardoso (1995-2002), foram sucateadas, de acordo com o professor do Departamento de Economia e Relações Internacionais da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Lauro Mattei. Em seu artigo, Mattei enumera 13 pontos que, segundo ele, causaram um “esfacelamento geral” nas instituições de ensino superior.

Entre os pontos citados, o professor destaca que durante o governo tucano não foi criada nenhuma universidade federal. Mattei ainda ressalta que por mais de cinco anos os salários dos docentes das instituições ficaram congelados, levando a perdas significativas para o conjunto da categoria.

“Ao longo dos oito anos do governo FHC não houve nenhuma expansão de vagas nas universidades públicas federais, fazendo com que a escala social de acesso ao ensino público e gratuito se verticalizasse cada vez mais”, denuncia.

Leia abaixo os 13 indicadores apontados por Lauro Mattei

Durante os governos FHC (1995-2002) as universidades federais brasileiras foram sucateadas e sofreram um esfacelamento geral. Vejamos alguns indicadores:

1)Contratação de novos professores: Durante 5 anos (1997-2001) foram proibidas quaisquer contratações de professores, ao mesmo tempo que mudanças nas leis sobre as IFES levaram a uma enorme quantidade de pedidos de aposentadorias precoces;

2)Vagas: ao longo dos 8 anos do governo FHC não houve nenhuma expansão de vagas nas universidades públicas federais, fazendo com que a escala social de acesso ao ensino público e gratuito se verticalizasse cada vez mais;

3)Novas universidades: a durante os 8 anos não foram criadas nenhuma nova universidade federal;

4)Novos campi: o número de campi federais praticamente se manteve inalterado ao longo dos 8 anos de governo FHC;

5)Orçamento: durante todo o governo FHC ocorreram cortes sequenciais de verbas orçamentários, tanto para infraestrutura como para as atividades de ensino, pesquisa e extensão;

6)Salários de professores: por mais de 5 anos os salários dos docentes das IFES ficaram congelados levando a perdas salariais significativas para o conjunto da categoria, obrigando a mesma a desencadear greves praticamente todos os anos do Governo FHC;

7)Programas de qualificação docente: restrição enorme de bolsas para programação de doutorado e de pós-doutorado visando qualificar melhor a mão-de-obra docente;

8)Bolsas aos estudantes de pós-graduação: restrição enorme de bolsas de estudos, mantendo-se, inclusive, os valores congelados por muitos anos;

9)Bolsas aos estudantes de graduação: restrição enorme de bolsas para estudantes de graduação, especial nas áreas de iniciação científica e de extensão;

10)Programa internacionais de intercâmbio para os estudantes de graduação: nenhuma ação para este segmento estudantil foi implementada ao longo de 8 anos. Ao contrário, até mesmo as poucas bolsas foram reduzidas.

11)Técnicos Administrativos em Educação: restrição sequencial de contratações de novos servidores com implicação negativa sobre o funcionamento das universidades;

12)Salários do TAEs: arrocho salarial durante todo período com perdas salariais ao longo dos dois mandatos do governo FHC;

13)Expansão do ensino superior privado: uma política clara de opção pelo ensino superior privado no país, inclusive com o ministro da Educação virando consultor das instituições privadas de ensino superior e do Banco Mundial.

Brasil de Fato

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook.

Recomendados para você

Comentários

  1. Samuel Alencar Postado em 26/Oct/2014 às 06:26

    Mudei de intenção!

    • LEonardo Postado em 26/Oct/2014 às 11:50

      Ainda bem, não era tarde demais!

  2. Gabriel Postado em 26/Oct/2014 às 11:57

    sanguessugas? o cara obrigou docentes a fazer greve. o senhor é doido é?

  3. eu daqui Postado em 27/Oct/2014 às 12:24

    Sanguessuga feudoescravista é quem promove o crescimento economico somente para os ricos em detrimento de perdas para as categorias trabalhadoras. Quer enriquecer, vá jogar na mega e deixe quem quer trabalhar ter direito aos rsultados do próprio esforço.

  4. ROBSON Postado em 29/Oct/2014 às 21:42

    TODOS A MESMA MERDA! Um casou um desemprego horroroso e os outros além de serem mentirosos,fazem vergonha na política externa,estão destruindo a Petrobrás,afagam bandidos cumpanheiros,ditadores e fazem do Brasil um país medíocre economicamente!

  5. ROBSON Postado em 29/Oct/2014 às 21:43

    Se fosse um artigo imparcial - mas é de um petista!MUUUUITO SUSPEITO!