Redação Pragmatismo
Compartilhar
Eleições 2014 20/Oct/2014 às 15:52
10
Comentários

Gregorio Duvivier responde Dado Dolabella

Gregorio Duvivier foi chamado de “marginal” por declarar voto na presidente Dilma Rousseff

gregorio duvivier dilma dado
O escritor e humorista Gregorio Duviviver (divulgação)

Chamado de marginal pelo ator Dado Dolabella por declarar voto na presidente Dilma Rousseff, humorista e escritor Gregorio Duvivier publicou uma resposta em sua coluna na Folha. Leia a íntegra abaixo:

Chupa, Dado

Fui uma criança tucana. Colava adesivos do Fernando Henrique na janela do meu quarto e na traseira do chevette —era tucano “before it was cool”.

Imaginem minha euforia quando soube que o FHC, o próprio, viria lá em casa, numa festa cheia de bolinhas de queijo. Sim, o jantar de adesão da classe artística ao FHC foi lá em casa (chupa, Dado Dolabella!).

Adentrei a sala vestindo um terno de veludo cotelê e uma gravata borboleta, em pleno outono carioca —que não difere em nada do verão carioca, que não difere em nada do verão do Zâmbia. Minha mãe me pediu pra trocar de roupa: “As pessoas vão pensar que foi a gente que te vestiu assim. Tira esse terno?” Negociei, engolindo o choro: “Posso ficar com a gravata?”. “Preferia que não”, respondeu minha mãe. Descambei para o comunismo —ou o que eu pensava que fosse o comunismo.

VEJA TAMBÉM: Gregorio Duvivier desiste de anular voto por causa de “ódio ao PT”

Virei representante de sala. Graças a alianças espúrias, me elegi representante geral, algo como um presidente da Câmara (na minha cabeça). Minha primeira proposta foi a liberação gradativa para o recreio. Primeiro liberariam o quarto andar, dez segundos depois o terceiro, e assim por diante, para que todos chegassem ao térreo no mesmo exato segundo e tivessem as mesmas chances de ser o primeiro na fila da cantina —os rissoles, disputadíssimos, acabavam num piscar de olhos.

Fracassei retumbantemente. Os glutões do primeiro andar não queriam perder os privilégios, os CDFs do quarto andar diziam que a liberação antecipada não era prêmio mas castigo, porque perderiam segundos preciosos de aula.

Sem base, sem alianças, sem aprovação popular, pichei o martelo e a foice na parede da escola. Até hoje nunca tinha confessado. Fui eu, pessoal. Meu primeiro voto, aos 16 anos, foi no Lula. E ele se elegeu. Pareceu que era culpa minha. Comemorei como uma vitória pessoal. Abraçava desconhecidos na Cinelândia, num clima de carnaval fora de época.

Na prática, o PT só piorou minha vida burguesa: o aumento do IOF para compras no exterior e a maldita tomada de três pinos me dão saudades enormes dos anos 90. Aécio seria um candidato infinitamente melhor para mim, homem-branco-heterossexual-carioca-que-viaja-para-fora-do-Brasil-uma-vez-por-ano-e-faz-a-festa-na-H-&-M. Mas democracia não é —ou não deveria ser— isso que virou, esse exercício do voto narcísico, em que pastor vota em pastor, policial vota em policial e carioca vota em bandido.

Talvez por isso a democracia representativa seja um desastre. Ninguém deveria representar os outros porque ninguém está, de fato, pensando nos outros.

Confesso, que nos meus tempos de representante, tanto à direita quanto à esquerda, só pensava no rissole.

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook.

Recomendados para você

Comentários

  1. juliano Postado em 20/Oct/2014 às 16:27

    teve também a continuação no facebook: https://www.facebook.com/gregorioduvivier/photos/a.397668916961740.91709.203544913040809/789088141153147/?type=1&theater

  2. Rodrigo Postado em 20/Oct/2014 às 16:47

    (Outro Rodrigo) Rapaz, ele levou Dado Dollabela a sério? Perdeu mesmo tempo discutindo com ele? Vai perder tempo discutindo com o irmão de Dado? O próximo passo será levar a sério quem mais? Alexandre Frota? Netinho de Paula?

    • poliana Postado em 20/Oct/2014 às 19:28

      Concordo rodrigo. Marginal eh o proprio dolabella q assim como aecio, bate em mulher e eh um playboy viciado em drogas. Mas te confesso q adorei esse relato do duvivier. A cada dia me torno mais fã dele.

  3. Deisi Postado em 20/Oct/2014 às 18:51

    Resposta perfeita! Agressor de mulher vota em agressor de mulher, cego e alienado vota no Aero, finge que não vê e nega todas as falcatruas do playboy, mas é assim que funciona a democracia. Eu respeito o resultado das urnas, mas reaças só pensam em ser coxinha.

  4. sleiman v m n Postado em 20/Oct/2014 às 20:36

    Só vacilou no "carioca vota em bandido". É que, na sequência lógica dos pares, havia entre eles uma similaridade de significação. Vacilou, mas tá ótimo. Ex-coxinha deve ir perdendo as manias ao longo da nova vida de gente que pensa.

    • L P Oliveira Postado em 20/Oct/2014 às 22:55

      Ele é humorista e essa parte do carioca vota em bandido foi uma piada.

    • Bruno Postado em 21/Oct/2014 às 10:19

      Acho que o termo "carioca vota em bandido" é uma alusão ao resultado das eleições para o governo do Rio.2º turno com Pezão e Crivella é foda.

  5. Jean Postado em 21/Oct/2014 às 11:07

    Esse Dolabella conseguiu aparecer... Não vamos mais gastar vela boa com defunto ruim... Abraço, Gregório.

  6. eu daqui Postado em 21/Oct/2014 às 16:36

    Alguém aí esperava que o Dando à Bela não fosse tucano?

  7. sandra Postado em 21/Oct/2014 às 17:19

    Gregorio!! para te falar a verdade nunca fui sua fã... antes nem sequer te conhecia, mas agora, virei sua fã de carteirinha.. seu texto demonstrou a sua inteligência.. foi direcionado à aquelezinho.. que bate em mulher.. babaca... hã .. ainda bem que vc perdeu uns minutos do seu tempo para responder essezinho.. assim nos proporcionou uma leitura excelente .....