Redação Pragmatismo
Compartilhar
Geral 04/Jul/2014 às 10:03
1
Comentário

Prefeito de BH acha "normal" trânsito sob viaduto que desabou

Márcio Lacerda (PSB) disse que o funcionamento da via embaixo do viaduto em construção é "normal". Dois morreram e mais de 20 ficaram feridos na tragédia

bh viaduto márcio lacerda copa
Márcio Lacerda (PSB) acha “normal” trânsito em baixo do viaduto em construção (Pragmatismo Político)

O prefeito de Belo Horizonte, Marcio Lacerda, decretou três dias de luto oficial na cidade pelas vítimas do desabamento do Viaduto Guararapes. “Estamos identificando todas as vítimas e suas famílias para que tenham todo o atendimento necessário neste momento de dor”, disse Lacerda, em entrevista coletiva.

“No futuro, certamente depois de tudo apurado, vai-se descobrir algum erro de engenharia, seja de projeto, seja de construção, mas isso não é o mais importante neste momento. [O mais importante] é darmos toda assistência possível às famílias das vítimas”, afirmou o prefeito.

Veja também: Prefeitura de BH elogia BRT/Move minutos antes da tragédia

Questionado sobre o funcionamento da via embaixo do viaduto em construção, Lacerda respondeu: “Isso é normal, outros viadutos aqui tiveram o tráfego liberado com o viaduto ainda em acabamento”. Ele disse que a construção estava sendo acompanhada pela prefeitura. O acidente será investigado e, como houve vítimas, será aberto inquérito policial.

Em nota, a Cowan, empresa responsável pela obra, diz que “lamenta profundamente o ocorrido e [que] não está medindo esforços para oferecer o apoio necessário às vítimas e aos familiares”.

Vítimas fatais

A primeira vítima foi a motorista do ônibus Hanna Cristina Santos, de 25 anos. Ela tinha uma filha de cinco anos, que estava dentro do veículo no momento do acidente (Veja ao lado flagrante do momento do resgate). O ex-marido de Hanna, Ederson Elisiano, esteve no Hospital Risoleta Neves para ver a filha. Ele contou que a criança faz aniversário na próxima semana. “Eu não sei como vou fazer, pois ela é muito apegada a mãe”, disse. A menina não se feriu com gravidade.

A segunda vítima é Charlys Frederico M. do Nascimento, também de 25 anos, segundo os bombeiros. Outras 22 pessoas ficaram feridas. Os caminhões não tinham ocupantes.

com agências

Recomendados para você

Comentários

  1. ingrid Postado em 05/Jul/2014 às 11:35

    O pior é que é normal mesmo, acho que o que deve de fato ser apurado é a causa do acidente e que alguém seja punido pela falha, erros de engenharia estão se tornando mais comum do que deveriam em obras publicas pelo pais, ta na hora de profissionais, empresas e governantes de todas as regiões começarem a ser responsabilizados.