Redação Pragmatismo
Compartilhar
Palestina 28/Jul/2014 às 19:00
39
Comentários

"Israel usa métodos nazistas", diz Leonardo Boff

Leonardo Boff critica Barack Obama, diz que Israel utiliza métodos do nazismo e afirma que há apenas uma pessoa no mundo com autoridade para conduzir o processo de paz na região

leonardo boff israel palestina nazismo
Leonardo Boff: “Israel usa métodos do nazismo” (Edição: Pragmatismo Político)

O intelectual Leonardo Boff, um dos mais conhecidos teólogos do Brasil, concedeu uma importante entrevista ao portal sul 21, em que aborda o massacre na Faixa de Gaza, que já deixou mais de mil mortos desde o seu início, há vinte dias. Segundo ele, embora tenha sido vítima do nazismo, Israel hoje adota os mesmos métodos. E Gaza, diz ele, é um imenso “campo de concentração”.

Na entrevista, ele responsabiliza diretamente os Estados Unidos pelo conflito. “Eu acho que grande parte da culpa é do Obama, que é um criminoso. Porque nenhum ataque com drones (avião não tripulado) pode ser feito sem licença pessoal dele. Estão usando todo tipo de armas de destruição, fecharam Gaza totalmente, ficou um campo de concentração, e vão destruindo. Então eles têm um país que foi vítima do nazismo e utiliza os métodos do nazismo para criar vítimas. Essa é a grande contradição”, diz Boff.

O teólogo menciona ainda a força do sionismo nos Estados Unidos. “Os Estados Unidos apoiam, o Obama e todos os presidentes são vítimas do grande lobby judeu, que tem dois braços: o braço dos grandes bancos e o braço da mídia. Eles têm um poder enorme em cima dos presidentes, que não querem se indispor e seguem o que dizem esses judeus radicais, extremistas e que se uniram à direita religiosa cristã. Isso está aliado a um presidente como Obama que não tem senso humanitário mínimo, compaixão para dizer ‘acabem a matança'”, diz ele

VEJA TAMBÉM: A filósofa judia que se tornou inimiga número 1 de Israel

Segundo Boff, apenas uma pessoa teria autoridade para conduzir o processo de paz: o papa Francisco. “Esse Papa é absolutamente contemporâneo e necessário. Acho que é o único líder mundial que tem audiência e eventualmente poderia mediar essa guerra de massacre criminosa que Israel está movendo contra Gaza.”

Ele também falou sobre as eleições presidenciais deste ano no Brasil. “Mesmo com todos os defeitos e violações de ética que houve, erros que o PT cometeu, ainda assim o projeto deles é o mais adequado para levar adiante um avanço. Agora se for ganhar para avançar, porque se for para reproduzir dá no mesmo do que outro ganhar.”

Leia mais de Leonardo Boff aqui

Recomendados para você

Comentários

  1. Leonardo Ceolin Postado em 28/Jul/2014 às 19:43

    O problema é que o Papa foi na Palestina pouco antes de estourar o confronto atual. E como o Vaticano e o Banco do Vaticano é o maior detentor de ações das fábricas de armamento militar, acredito que o Papa, sendo o gerente de marketing, o relações públicas, o papel dele é fomentar mais guerras entre os povos, afinal, toda vez que explode um míssel, ou pedem mais um helicóptero ou F16, quem recebe é a Santa Sé!!! Meu prezado xará, lindo texto, mas não há quem possa parar, quando os líderes mundiais são comandados pelos interesses econômicos dos imperialistas, sionistas e burocratas que reinam no planeta, que criaram a geopolítica atual e a servidão dos 99% da população mundial.

  2. Glória Postado em 28/Jul/2014 às 20:32

    O papa Francisco ñ é capaz de parar guerra nenhuma, nem Deus pode parar esse conflito q trará sobre a terra a terceira guerra mundial, é profético, tem q haver a guerra onde dois terços da humanidade deixará de existir, se Deus intervir Ele será mentiroso,( Deus ñ é homem p\ q minta) o povo de Israel terá todo o mundo contra ele, e todos guerrearão p\ destruí-lo, quando ele ñ tiver mais como comer, beber e se defender c\ quase todos mortos, mutilados, judiados, destruídos e arrependidos de seus pecados e abominações pedirão ajudas humildemente a Quem repudiou, por vaidade e desobediências ,o Deus q nus criou, mas matam em nome desse mesmo Deus, ai sim Deus virá em socorro de Israel, mas... primeiro ele terá q pagar por todas as vidas inocentes q está tirando.

    • Alisson Postado em 28/Jul/2014 às 21:05

      Não viaja véi, isso não tem a ver com o apocalipse.

    • Balunin Postado em 28/Jul/2014 às 21:12

      "Nem deus" ???? Que deus? O deus judeu cristao islamico? Mais provavel um unicornio encantado surgir dos ceus e salvar as pobres criancas do que qualquer deus de meia tigela intervir em qualquer ato desumano cometido por humanos religiosamente desumanos como os cometidos por essa corja de assassinos judeus, mulcumanos e cristaos.

    • DOUGLAS Postado em 28/Jul/2014 às 23:54

      SE FOR PRA FALAR MERDA É MIÓCALÁ...

    • gilmar Postado em 29/Jul/2014 às 08:19

      Ridícula essa sua tese, senhora!

    • Everaldo França Postado em 29/Jul/2014 às 09:31

      Pode até ser que o papa Francisco não tenha influência para acabar com a carnificina promovida por Israel, porém D. gloria(c/ "d" minúsculo e sem acento no "o"), isto não é motivo para a Sr cagar asneiras, se não entende do assunto, recolha a sua insignificância e vá fazer algo de útil. Sua opinião não somou em nada de positivo, pessoas como a senhora é que dão força política ao estado terrorista e genocida de israel, são os milhões de adeptos ao apocalipse, adoradores da desgraça, anseiam pela tragédia global, financiam e não se importam se estão morrendo homens, mulheres, crianças e idosos inocentes, e o pior é que a lavagem cerebral ao que estão submetidos não lhes permite sentir qualquer sentimento de compaixão e humanismo, estamos ferrados.

    • Maria Ignes Postado em 29/Jul/2014 às 21:33

      Leonardo(s), estamos num mato sem cachorro. Tudo está tão claro, e a midia é tão forte que não deixa os 99% raciocinar. Que pena... E, vendo tudo isso, ficamos totalmente impotentes diante de tanto absurdo.

    • Maria Ignes Postado em 29/Jul/2014 às 21:34

      Glória Deus nas alturas.... Glória do céu, você está viajando na maionese!!!!!

    • Ney Possa Postado em 29/Jul/2014 às 22:17

      mas qual deus, qual nada, o deus dos judeus é Javé, o vingador, o deus que manda liquidar com os inimigos, deus que não tem dó nem piedade de quem não aceita Israel

    • Jefferson Thomas Postado em 11/Nov/2014 às 20:01

      Cascata de chorume!

  3. Camila Postado em 28/Jul/2014 às 21:13

    Glória, não delira! kk Vc até chegaria perto de me convencer no seu discurso se sua fé não tivesse parado em "nem Deus pode parar esse conflito." (DEUS tudo pode! Que a vontade Dele seja feita, não forçadas por profecias)

  4. Juliana Postado em 28/Jul/2014 às 21:14

    O nosso Deus, ou pelo menos o de quem acredita Nele, é soberanamente bom, justo e misericordioso, não se pode falar que a culpa da miséria humana é Dele, mas sim dos homens, em sua maioria ignorante, o que faz de nós sermos os lobos de nós mesmos. Não acredito que um pai queira o mal de um filho, mas o sofrimento do filho é fruto das ações do mesmo. Acredito que não devamos crer no poder da guerra, da destruição ou da vingança para acabar com o mal, devemos, enquanto cristãos , pregar o amor e a paz. Muita luz!

  5. lola Postado em 28/Jul/2014 às 21:39

    Deus não existe. O Bem e o mal é feito pelo homem.Israel Entre 1946 e 2000 a Palestina ficou sem 75% do seu território. Os principais culpados são os EUA que dão as armas a Israel. Em troca Israel deixa usar o seu território para os USA estarem presentes no Médio Oriente.

  6. janton Postado em 28/Jul/2014 às 21:39

    Oh Glória!...

  7. Djalma Postado em 28/Jul/2014 às 22:42

    O problema em Israel é o mesmo que essa senhora vaticina. Confundir o que diz livro religioso com verdade histórica.

  8. Lara Postado em 28/Jul/2014 às 22:44

    Foi o comentário mais fanático e idiota que já li.

  9. Rubens Postado em 28/Jul/2014 às 23:32

    Esse "cara" é levado a sério no mundo inteiro. Procure ler a respeito.

  10. Jonata Simões Postado em 29/Jul/2014 às 00:17

    Se for pra meter religião no meio...oq não é o caso desse massacre que é puramente político. Vejam quem eram o povo que matou jesus?? Judeus!!!

  11. Leonardo Postado em 29/Jul/2014 às 00:42

    Quantas divisões tem o papa?

    • Rodrigo Postado em 31/Jul/2014 às 13:05

      Camarada Stalin? kkk

  12. João Alfredo Postado em 29/Jul/2014 às 00:44

    'Agora se for ganhar para avançar, porque se for para reproduzir dá no mesmo do que outro ganhar.' Alguém pode me dizer o que ele quis dizer com essa frase? Realmente não consegui entender o que seria 'ganhar para avançar' e o que seria 'ganhar para reproduzir'.

    • Sandro Postado em 29/Jul/2014 às 14:17

      "Ganhar para avançar", significa fazer um governo melhor que o anterior; "ganhar para reproduzir", significa reproduzir o mesmo governo, ou seja, não avançar, ficar como esta.

    • Sandro Postado em 29/Jul/2014 às 14:18

      "Ganhar para avançar", significa fazer um governo melhor que o anterior; "ganhar para reproduzir", significa reproduzir o que já passou, ou seja, não avançar, ficar como esta.

  13. Rodrigo Postado em 29/Jul/2014 às 01:26

    Intelectual, Machado de Assis, fica com os ossos tremendo na tumba depois de uma dessa, é um intelectual do mesmo nipe de Lula, Dilma e seu sujeito oculto, e Nassif.

    • Joao Grein Postado em 29/Jul/2014 às 16:20

      Leonardo Boff é sim um grande intelectual.Quem teve o privilégio de conviver com ele, sabe da sabedoria , inteligência e postura ética que carrega. Obrigado pela referência.

  14. Leandro Postado em 29/Jul/2014 às 01:47

    Padre comunista só no Brasil, é bobagem infinita.

    • Rodrigo Postado em 31/Jul/2014 às 13:06

      Donte. Oque isso tem a ver com comunismo? Quer dizer, não se pode ter um posicionamento diferente dos retardados sem ser taxado de comunista. Acorda...

  15. Júlio Fagonde Postado em 29/Jul/2014 às 08:38

    Alguém que questiona sua intelectualidade já leu algum texto do autor? O cara é foda.

  16. George Postado em 29/Jul/2014 às 09:17

    gente usando bíblia pra falar de geopolítica, é muita burrice.

  17. Marcelo Postado em 29/Jul/2014 às 09:39

    Talvez seja necessária uma segunda leitura da matéria para alguns: O que se comenta sobre o conflito/influência dos EUA/sionismo/intervenção do papa me parece no mínimo alinhado com o que pensa a maioria das pessoas, agora quando ele menciona o PT, percebam: ele não diz que é petista nem tampouco isenta ou defende tal partido: “Mesmo com todos os defeitos e violações de ética que houve, erros que o PT cometeu, ainda assim o projeto deles é o mais adequado para levar adiante um avanço. Agora se for ganhar para avançar, porque se for para reproduzir dá no mesmo do que outro ganhar.” Mais claro que isso impossível intelectuais..

  18. Lucas Postado em 29/Jul/2014 às 09:59

    Se um cidadão que já deu aula nas Universidades de Harvard, Salamanca, Heidelberg e outras, tem doutorado e diversos livros publicados não pode ser chamado de intelectual, quem pode ser??? Deixem de tentar desqualificá-lo e assumam que o que ele diz é verdade ou pelo menos defenda seu ponto de vista com argumentos.

  19. Sérgio Postado em 29/Jul/2014 às 10:04

    Os idiotas úteis acima não conseguem nenhum tipo de argumentação e escondem-se atrás da calunia pré-paga...úteis ou inúteis ainda não sei...

  20. Rodrigo Postado em 29/Jul/2014 às 10:40

    (Outro Rodrigo) Com todo o respeito ao direito de livre exercício de credo outro, bem como o de não exercer nenhum, trago duas falas do Papa Francisco, para reflexão: 1- falando a ucranianos e russos, a israelenses e palestinos: "Penso, principalmente, nas crianças, das quais se tira a esperança de uma vida decente, um futuro de mortes de crianças, crianças feridas, crianças mutiladas, crianças órfãs, crianças que têm como brinquedos materiais bélicos, crianças que não sabem sorrir. Parem, por favor! Peço-vos com todo o meu coração" ("https://www.youtube.com/watch?v=9bxsxTtokYI - 27 07 2014 PAPA FRANCESCO APPELLO FERMATE LE GUERRE PER FAVORE); 2- aos irmãos evangélicos: "O Espírito Santo fez a diversidade na Igreja. A diversidade é muito bonita e, o mesmo Espírito Santo, fez também a unidade.", mesma oportunidade em que pediu desculpas pela perseguição de católicos a protestantes, ao longo da história ("Papa Francisco pede união de cristãos", UOL ANSA 28/07/2014 08h02). Que a tolerância seja o norte e que se pare de buscar apenas quem errou mais, em vez de ser buscada a correção mútua, especialmente quando mortos (Ucrânia e Irsrael x Palestina) já atingem a contagem de milhares.

  21. Cida Vieira Postado em 29/Jul/2014 às 11:22

    Esse grupo terorista recebe muito dinheiro para ivestir na população palestina, e não investem, compram armas, e mais armas, o único intento deles é destruir Israel, e destruir os ocidentais também, porque eles nos odeiam, vejam que os mulçumanos querem tomar conta do mundo à força com sua religião violenta e escravista. Espero que Israel destrua todos esses terroristas, lamento pela morte da população.

    • Babi Postado em 29/Jul/2014 às 18:09

      Concordo com a Cida e saliento que Israel vem avisando previamente sobre as zonas que serão atacadas. Por que a população não é removida dos locais? Me parece que são utilizadas como escudos humanos mesmo...

  22. Heber Pelagio Postado em 29/Jul/2014 às 12:25

    ATÉ AGORA, O PADRE MARXISTA - POR MAIS PARADOXAL QUE ISSO POSSA PARECER - NÃO RESPONDEU À MINHA PERGUNTA SOBRE AS RAZÕES DE NUNCA TERMOS OUVIDO UMA ÚNICA PALAVRA DE SUA PARTE EM SOLIDARIEDADE AOS MISSIONÁRIOS CRISTÃOS REPRIMIDOS, TORTURADOS E MORTOS NA CHINA E NA CORÉIA DO NORTE!!!

  23. Zbgniew Brzezinski Postado em 31/Jul/2014 às 11:35

    Guerra em Gaza expõe antissemitismo: 24/07/2014, às 08h01min. Quase tão chocante quanto as mortes da guerra Hamas-Israel é a reveladora onda antissemita que varre o mundo, especialmente na Europa. Na França, sinagogas e estabelecimentos de propriedade judaica foram deliberadamente atacados por manifestantes pró-palestinos. Na Alemanha, pela primeira vez desde o Holocausto, slogans antissemitas foram cantados nas ruas. Na Áustria, jogadores de um dos principais times de futebol israelense foram atacados em campo. A imigração islâmica semeou no fértil solo europeu um raivoso antissemitismo que não consegue mais sustentar sua máscara antissionista. Relatório recente do governo britânico aponta o ensino regular de ideias antissemitas e antissionistas nas escolas de comunidades islâmicas do Reino Unido. Mas a cereja (ou a suástica) do bolo é a acusação cada vez mais sem vergonha de que Israel está cometendo genocídio contra o povo palestino, atuando como a Alemanha nazista; o premiê israelense, retratado como Hitler; a situação de Gaza, comparada ao Gueto de Varsóvia. São acusações de uma infâmia atroz. Servem para expiar a culpa pelos 6 milhões de judeus exterminados na Europa ("os judeus também são nazistas") e revelam um ódio visceral contra Israel. Um ódio que produz efeito oposto ao desejado por seus arautos. Quanto mais Israel se sentir isolado, incompreendido e ameaçado, mais resistirá a ceder território e poder aos palestinos. Existe um arrazoado deste novo round Hamas-Israel que é deliberadamente ignorado pelos críticos do Estado judeu. Enfraquecido pela grave crise em Gaza, o Hamas apelou para o que a correspondente do "New York Times" relatou como "opção zero" –usar todo o arsenal bélico acumulado pelo grupo extremista islâmico desde a última guerra para melhorar sua posição crítica. Israel respondeu com esperada força aos ataques indiscriminados contra sua população civil. Mas o Hamas dobrou a aposta, recusando cessar-fogo, disparando seus novos mísseis e mostrando que o que não investiu na melhoria de Gaza, gastou em armas e uma rede tentacular de túneis e bunkers para proteger e projetar seus líderes e soldados. O cinismo do Hamas é de matar. Deliberadamente usa a população que promete defender como escudos humanos e faz de hospitais, escolas da ONU e mesquitas bases de lançamento de foguetes. Isso tudo está tão documentado quanto é ignorado pelos críticos de Israel. Um milagre socioeconômico e tecnológico, com uma das maiores produções per capita de prêmios Nobel, Israel é a única democracia funcional da região, cercada de ditaduras, estados falidos e guerras fratricidas. À sua volta, grupos extremistas islâmicos e ditadores sanguinários travam batalhas diárias que já mataram centenas de milhares de pessoas, grande parte civis, inclusive com uso repetido de armas químicas. Mas quem se importa com árabes matando árabes? Antigamente, os apologistas de sempre diziam que os tenebrosos homens-bomba palestinos eram produto de sua miséria diante da opressão israelense. Os suicidas hoje são tão ou mais comuns em outros conflitos árabes do que na Palestina. Por isso, pode ser muito mais esclarecedor enxergar a guerra em curso pelo ângulo da disfuncionalidade sociopolítica do mundo árabe do que de imorais julgamentos morais do Estado judeu. Se você quer a paz, é preciso compreender e respeitar os anseios de seu inimigo. Isso vale para Israel, deve valer para os inimigos de Israel. Fonte: http://www1.folha.uol.com.br/colunas/sergiomalbergier/2014/07/1490456-guerra-em-gaza-expoeantissemitismo. shtml

    • alexandre Postado em 31/Jul/2014 às 20:11

      Toda questão não é o Judaísmo ou os judeus... mas os Sionistas Nazi-sionistas que defendem um estado assassino... desde seu começo...