Redação Pragmatismo
Compartilhar
Rio de Janeiro 22/Jul/2014 às 10:00
8
Comentários

Advogada ativista tem asilo negado pelo Uruguai

Consulado do Uruguai negou a solicitação de refúgio da advogada Eloisa Samy e de dois outros ativistas brasileiros, considerados foragidos pela Operação Firewall

asilo uruguai advogada eloisa samy
Uruguai nega asilo à advogada Eloisa Samy (divulgação)

O pedido de asilo político feito no consulado do Uruguai pela advogada Eloisa Samy, acusada de ter ligação com black blocs, foi negado na noite desta segunda-feira, segundo a assessoria da deputada estadual Janira Rocha (Psol).

Apontada pela Operação Firewall, da Polícia Civil, como uma black bloc, Eloisa se refugiou no prédio com mais um casal também acusado de vandalismo nas manifestações populares e sindicais ocorridas na capital fluminense.

Na denúncia encaminhada à Justiça, o promotor Luís Otávio Lopes diz que ela se aproximou dos outros ativistas como advogada, mas que depois teria participado dos atos violentos, “inclusive passando instruções aos ocasionais participantes, tendo sido vista ordenando o início de atos de violência”.

O advogado Rogério Borba, integrante do Coletivo dos Advogados do Rio de Janeiro (CDA), que presta assistência jurídica aos ativistas, disse que os orientou permanecerem no local até que haja uma decisão sobre o pedido de habeas corpus apresentado ontem (21) à Justiça do Rio. No entanto, eles teriam fugido após a negativa do asilo.

Segundo Janira, a consul Myrian Chala explicou que o governo uruguaio tem um tratado com o governo brasileiro, respeita o estado democrático de direito e não vê razão para um asilo político.

Seu colega, o advogado Rodrigo Mondego, reconhece que a solicitação dificilmente seria atendida. “É difícil sair o asilo porque o Uruguai teria de reconhecer que foi quebrada a ordem democrática no Brasil. Entendo a dificuldade. Mas o Rio de Janeiro está sofrendo uma crise institucional no que tange às liberdades democráticas”, afirmou Mondego.

247

Recomendados para você

Comentários

  1. Thiago Teixeira Postado em 22/Jul/2014 às 10:18

    Acho louvável o serviço de inteligência em planejar uma operação desse tipo e prender estes (as) maco.... digo, ativistas anti governo. Da mesma forma gostaria de ver o empenho em operação semelhantes para capturar homicidas, quadrilhas de assalto a banco, matadores de aluguel, traficantes, estelionatários, pedófilos, estupradores e meliantes que cometem latrocínio que neste momento estão num bar, tomando uma cerveja e contando seus causos.

  2. SERGEI Postado em 22/Jul/2014 às 11:10

    E POLÍTICOS CORRUPTOS? tHIAGO TEIXEIRA?

    • Caio Postado em 22/Jul/2014 às 11:27

      Viu o demostenes? No máximo recebem uma boa aposentadoria do estado

      • Eduardo Abreu Postado em 22/Jul/2014 às 12:14

        e tem aqueles que voltam a se candidatar e lideram pesquisas e seus redutos, tem um que juntou uns 4 condenados ao seu lado, parece até filme de hollywood....O CANDIDATO E OS 4 CONDENADOS.....nossa democracia é a maior do mundo, ou a mais bagunçada do mundo....

    • Thiago Teixeira Postado em 22/Jul/2014 às 12:41

      Para o PT estão trabalhando muito bem, até excedem as expectativas no atendimento pós prisão.

  3. Antonio Palhares Postado em 22/Jul/2014 às 11:24

    Como diz o ditado. "Quem confere ferro, com ferro sera conferido". Esta vagaba vai colher o que plantou.

  4. Tiago Postado em 22/Jul/2014 às 12:26

    Se for provado os delitos dessas pessoas eles devem pagar como manda a lei. O problema está na desproporção. Como disse o Thiago o tráfico está tranquilo. Demóstenes Torres bem aposentado viajando por toda a Europa. Policarpo Jr. nem vou comentar. Por outro lado essas pessoas são tratadas como terroristas genocidas. Na verdade já foram condenados. O RJ vive hoje um regime arbitrário onde a democracia é desrespeitada. Como são os procedimentos de investigação de uma força policial que elimina menores em meio a mata atlântica por fuzilamento? Como são os interrogatórios? Para dar o exemplo para outros manifestantes esses pagarão com a vida. Porque passar 01 dentro de um presídio brasileiro é a mesma coisa que assassinato.

  5. Pablo Postado em 22/Jul/2014 às 14:40

    A ultra-esquerda brasileira é tão rasa, que na cabeça deles deve ter passado que o Mujica como liberou a maconha ia recebe-lo de braços abertos.Esqueceram que o governo do Uruguai não é só o Mujica, é o governo da Frente Ampla. Nem sequer pensaram na possibilidade de procurar o consulado de um país que não tenha tratado com o Brasil. Mais um fracasso,como o Não Vai Ter Copa, como a da deputada Janira Rocha quando ia fazer a revolução na greve dos bombeiros. Essa é a cara da "esquerda revolucionária" do Brasil.