Redação Pragmatismo
Compartilhar
Copa do Mundo 04/Jun/2014 às 16:18
9
Comentários

A percepção do americano Alexi Lalas sobre o Brasil da Copa

Alexi Lalas, ex-zagueiro carismático dos EUA desembarcou no Brasil para acompanhar a Copa e está fazendo uma espécie de “diário de viagem”. Confira, abaixo, algumas impressões do americano

alexi lalas copa do mundo
Alexi Lalas no Rio de Janeiro (Reprodução)

Alexi Lalas marcou presença na Copa de 1994, nos EUA, menos pelo futebol e mais pela figura, com seu cabelo e longa barba ruivos e uma enorme força de vontade que mitigava o talento relativo.

Ex-zagueiro, o carismático Lalas tornou-se comentarista da ESPN — e virou, sem querer, símbolo do fla-flu estúpido em torno do Mundial no Brasil e da falsa questão entre torcer, fingir indiferença ou esperar uma catástrofe.

Ele está fazendo uma espécie de “diário de viagem”. Ao desembarcar no Galeão, postou no Twitter: “O aeroporto do Rio foi mais rápido e fácil que nos Estados Unidos. Aterrissamos, passamos pela alfândega e pegamos nossas malas em um total de 32 minutos”.

Com mil demônios, mas não era para dar tudo errado? O que cazzo aconteceu?

Logo depois, fez uma piada. E aí prometia surgir o personagem esperado: o gringo que chega ao país, se dá mal por causa da falta de infra-estrutura/corrupção/PT/ariranha/tudo isso que está aí e mostra como somos um lixo. “Dia 1 no Rio. Ainda não fui roubado nem tive meus órgãos internos colhidos”.

Foi criticado. Retratou-se: “Desculpe. Eu estava apenas tentando mostrar como as percepções nem sempre correspondem à realidade. E uma Copa do Mundo pode ajudar a mudar isto”.

Em seguida, mostrou o que viu.

“Há bares a cada 100m na Praia de Copacabana. Enquanto eu corro, eu posso vê-los brilhando como sirenes luminosas me guiando para casa”.

“Me desculpem por tantos posts. A Copa do Mundo me deixa empolgado. A Copa do Mundo no Brasil me deixa mais empolgado ainda”.

“O trânsito no Rio é como nos Estados Unidos, mas pensei que fosse mais bonito, rítmico e criativo”.
“Bonita corrida na praia de Copacabana. Muita gente, segurança visível e clima perfeito”.

Lalas, o americano tranquilo, vai curtir a Copa e torcer por seu time. Podia — por que não? — tecer comparações entre a organização do evento nos Estados Unidos e no Brasil. Foi preciso na seguinte observação: “Eu estava apenas tentando mostrar como as percepções nem sempre correspondem à realidade”.

É simples, mas Nelson Rodrigues estava certo quando disse que só os profetas enxergam o óbvio.

Leia também: A lição que o Brasil está prestes a dar ao mundo

alexi lalas romário copa 1994
Alexi Lalas marcando Romário em partida disputada pelas oitavas de final da Copa do Mundo de 1994 (Arquivo)

Kiko Nogueira, DCM

Comentários

  1. Thiago Teixeira Postado em 04/Jun/2014 às 16:43

    KD dos reacionários coxinhas para falarem que o Lalas está sendo pago pelo PT para perceber que o Brasil "não é o tremendo caos que a mídia propaga"? Vai ter copa SIM.

    • Joao Postado em 04/Jun/2014 às 17:59

      Não atiça que eles aparecem dizendo que o cara usa camisa vermelha....

    • Deisi Postado em 05/Jun/2014 às 14:52

      Isso é muito legal vindo de um americano, nunca coxinha conseguirá engolir, só se for a do Ronaldo, Roger, Ney Matogrosso eles engolem sem precisar de refri. Vai ter copa e eu não vou perder nenhum jogo, mas não na platinada sonegadora.

  2. gil porto Postado em 04/Jun/2014 às 16:50

    para com isso cara. Que merda esta postura de coitadinho

  3. Pereira Postado em 04/Jun/2014 às 17:09

    É exatamente para esse tipo de gente específica que tem policiais em cada esquina em época de copa, aqui na minha cidade eu nunca vi tantos policiais. Hoje mesmo fazendo um trajeto diferente do habitual me deparei com dezenas de policiais, vivo a 30 anos na mesma cidade e é a primeira vez que vejo isso. Vejo uma notícia num jornal local, diznedo que o MP aconselha a sem tetos saírem das ruas, como assim ? então quer dizer que se sem tetos invadirem alguma coisa será com as bençãos do MP ? Mandem Lalas dar uma passadinha nos lixões, ou quem sabe uma visita ao complexo do alemão em dia de chapa quente. ou ainda, uma bela visita ao interior sugiro : sertão nordestino, alto xingu , as cracolândias legalizadas de são paulo ou simplesmente mostrar um contracheque de um professor e etc. Quem eles pensam que enganam com esse tipo de farsa ?

    • Luiz Postado em 04/Jun/2014 às 18:42

      Pereira, eu costumo sempre rebater teus comentarios e muitas vezes te critico (assumindo que voce seja o Pereira que todos daqui conhecem), mas dessa vez devo te parabenizar pelo tom do comentario. Voce discordou e apresentou argumentos plausiveis e coesos e mostrou tua opiniao sem usar nenhum tipo de estereotipo agressivo. Isso sim promove o dialogo e cria uma discussao saudavel! Espero que continue assim, eu ficarei feliz em, ao contrario do usual, argumentar contigo sobre temas polemicos com seriedade, pra trazer uma opiniao contraria às discussoes.

  4. Denisbaldo Postado em 04/Jun/2014 às 17:54

    O que importa o que o Lalas acha???O que tem a ver a rotina diária de uma seleção que participará da Copa com a rotina diária de um trabalhador brasileiro??? Peça para o Lalas usar o banheiro de umas das favelas do RJ e verá sua impressão. Peça para ele ser um brasileiro assalariado da nova classe média por um só dia. As coisas não estão tão ruins quanto a direita diz e nem tão boas quanto a esquerda prega.

  5. Wagner Souza Postado em 04/Jun/2014 às 22:05

    Este cara jogou muita bola, tem meu respeito…o problema do Brasileiro e que o Lalas vai notar e que ele espera sempre alguem fazer algo por ele, eu mudei minha vida depois que resolvi encarar meus opressores e fazer eu mesmo o meu destino no Brasil!

  6. Pereira Postado em 05/Jun/2014 às 16:50

    Luiz, eu sempre embaso minimamente os meus comentários, pode ver. Eu sempre ponho um vídeo, ou cito um especialista. Na maioria das vezes eu cito ensinamentos de escritores socialistas como antonio gramsci, ou aponto incoerências absurdas no site. Isso causa um efeito parafuso na mente de esquerdopatas que pouco estudam, apenas repetem "a veja inventa" , "cristãos são fundamentalistas religiosos", "essa direita homofóbica e racista" e quando alguém minimamente embasa alguma coisa eles não sabem para que lado correr e recorrem para insultos pessoais.