Redação Pragmatismo
Compartilhar
Copa do Mundo 21/Jun/2014 às 10:41
21
Comentários

Argentinos e brasileiros entram em confronto em Belo Horizonte

Argentinos e brasileiros se confrontam e promovem cenário de guerra em Belo Horizonte. Confusão generalizada teve grupos atirando garrafas uns contra os outros. PM usou bombas de efeito moral

Um dos principais cenários de confraternização entre torcedores de diversas nacionalidades em Belo Horizonte, a Praça Diogo de Vasconcelos, na Savassi, foi palco de uma briga generalizada na madrugada deste sábado. Pelo menos uma pessoa foi detida. Policiais militares que acompanhavam a movimentação no local usaram bombas de efeito moral para dispersar os envolvidos. Testemunhas dizem que conflito envolveu brasileiros e argentinos.

De acordo com a Polícia Militar (PM), por volta das 2h, surgiram denúncias de que algumas pessoas estavam começando brigas na praça. Uma viatura foi até o local e flagrou uma briga generalizada, em que os grupos arremessavam garrafas uns contra os outros. Diante da situação, os policiais atiraram bombas de efeito moral – que emitem luz e som – para tentar dispersar o grupo. A ação foi flagrada pelas câmeras do Olho Vivo.

RIVALIDADE

Desde as primeiras horas da tarde de sexta-feira, grupos de torcedores se encontravam no local para acompanhar as partidas da Copa do Mundo. Durante o dia, argentinos e brasileiros se provocavam, invocando a tradicional rivalidade entre os países no esporte, mas tudo de maneira tranquila. O boletim de ocorrência da PM não confirma que o conflito envolveu as duas torcidas diretamente. No entanto, segundo relatos de internautas por meio das redes sociais, a confusão foi provocada pela disputa entre os grupos.

“Chuva de garrafas nesta madrugada entre Argentinos e Brasileiros na Savassi, em Belo Horizonte”, diz o internauta @lavmagno, que postou um vídeo em sua conta no Twitter. “Briga violenta na praça da Savassi…. Ninguém sabe como começou…. Garrafas voando por todos lados… Vidros quebrados… E pessoas machucadas. Agora” postou uma jovem no Facebook. “Teve tiro,porrada e bomba na savassi hj,porrada entre brasileiros e argentinos,policia chegou naquelas,bate no da frente…rsrsrs”, disse outro.

Vídeos:

informações de Cristiane Silva, Estado de Minas

Recomendados para você

Comentários

  1. Alexandre Lopes Postado em 21/Jun/2014 às 11:10

    Essa rivalidade patética é extremamente alimentada pelos meios de comunicação brasileiros , sobretudo pela GLOBO , na figura do seu patético narrador Galvão Bueno . Sinceramente , não sei qual é o fundamento factual de tal rivalidade . Talvez ela seja uma ideologia esquizofrênica engendrada , com a finalidade de separar países vizinhos , de criar um clima de discórdia entre eles . Então, eu me pergunto : a quem interessa isso ? A quem interessa ver vizinhos latinos se matando , se odiando ? Um dos sonhos de Che Guevara era unificar toda a América latina . Da GLOBO E do tio Sam , pelo visto , é separar . Muito triste ver esse ódio artificial descambar para a violência . É a prova da falta de senso crítico .

    • Ana Sílvia Postado em 21/Jun/2014 às 11:55

      Perfeita sua reflexão Alexandre

    • Thiago Teixeira Postado em 21/Jun/2014 às 12:05

      Concordo, foi o Galvão que instigou essa babaquice entre Brasil e Argentina a partir da década de 80, e querendo pregar o ódio também as seleções do Chile, Bolívia e Uruguai. Não parece, mas o fato dos dois países fortalecerem a união entre as forças armadas no final da década de 90 (servi o quartel e todo ano tinha um belo evento entre os dois exércitos na fronteira), os laços econômicos na era Lula e hoje, a excelente diplomacia entre Dilma e Kirchner ajudaram a afogar toda idiotice do Galvão.

      • Lúcia Helena Mendes Perei Postado em 22/Jun/2014 às 09:15

        Não acho que todo esse ódio pode ser atribuido apenas à mídia e à citação de uma rivalidade que é histórica em nosso confronto no futebol. Afinal há competição e sempre fomos os mais fortes no esporte por aqui na América do Sul, mas trata-se de uma rivalidade normal no esporte. Isso não. Isso é apenas uma geração de jovens completamente desorientados e ignorantes. Brasileiros e Argentinos sempre foram rivais no futebol e amigos no convívio. Somos "os hermanos". Essa juventude é fruto de um excesso de individualismo, de falta de cidadania, de países que enfrentam grandes dificuldades socioeconômicas e de muitas desigualdades. Lamentável! Mas, muito mais do que o Galvão, foi a corrupção política na América do Sul, a opressão social e a alienação política o que realmente está produzindo jovens com este comportamento lamentável.

    • Allex Melo Postado em 21/Jun/2014 às 12:42

      Che,bolivar... Todos queriam a america latina patria grande, mas como você bem falou a grande mídia(globo) ainda hoje trabalha como a inglaterra nos primordios de nossa colonização, com a função de nos separar e manipular...

    • MIRIAN DE SOUZA Postado em 21/Jun/2014 às 13:48

      Sim! :)

    • paula Postado em 21/Jun/2014 às 14:02

      Certíssimo, Alexandre.

    • silvia furtado Postado em 22/Jun/2014 às 15:26

      ...pelos videos postados aqui, não vi argentinos...parece mais armação para justificar a violência desses baderneiros...

  2. Gabriel Resende Postado em 21/Jun/2014 às 11:59

    Cara, eu tava lá, não teve nada, absolutamente nada a ver com a rivalidade entre brasileiro e argentino. A galera ficou junta e confraternizada o tempo tudo. Essa briga começou entre argentino e ambulantes, porque um hermano tentou furtar uma garrafa do isopor, daí começou uma pequena confusão, que deu origem à outras maiores na medida em que pessoas avulsas compravam a briga de um dos lados. No final deu tudo certo e boa parte da galera migrou pra detrás do Mc Donald's, na tranquilidade. Sem sensacionalismo.

    • Thiago Teixeira Postado em 21/Jun/2014 às 13:16

      Legal uma pessoa que realmente estava lá, sem motivações ideológicas, a dar um parecer do que realmente aconteceu. O que vimos foi meia dúzia de bebum, tacando garrafa e uma maioria esmagadora vaiando e reprovando a ação. Bola pra frente pois estas coisas acontecem!

  3. Henrique Postado em 21/Jun/2014 às 12:04

    Concordo plenamente. A rivalidade que existia era entre Uruguai e Argentina. Essa rede esgoto de televisão que "implantou" a rivalidade Brasil e argentina. Agora, quem vou o inteligente que vendeu garrafas para essa turma?, cade a cerveja em copos descartáveis?!

  4. Ana Luiza Postado em 21/Jun/2014 às 12:12

    Que absurdo! Moro em BH e sei que muitos brasileiros e estrangeiros assistem aos jogos no bairro Savassi desde sempre. Esse tipo de atitude, além de ser vergonhosa, torna perigoso os encontros no local.

  5. Fandango Postado em 21/Jun/2014 às 12:56

    Se fosse manifestação de cunho político, mesmo que pacífica, lá estaria a polícia de choque, provavelmente já antes de começar, para "controlar a situação". Mas como era briga e violência generalizadas sem motivação política ou críticas a algum governo, a polícia demorou o suficiente para que essas imagens fossem possíveis. Bala de borracha, gás lacrimogênio, violência desenfreada e indiscriminada por parte da polícia, e prisöes arbitrárias e sem motivos legais (quando muito com algum motivo forjado) também ficam reservados à categoria mais perigosa de "bandido": o cidadão que ousa manifestar seu desacordo com as atitudes dos governos. Mais uma aula de "a quem e para que a PM serve".

  6. marcio Postado em 21/Jun/2014 às 13:06

    Depois a policia mata uns 5 e a policia é violenta

  7. Magali Postado em 21/Jun/2014 às 14:11

    Um monte de gente babaca perturbando os outros... é briga de um lado só: babacas.

  8. Polaco Postado em 21/Jun/2014 às 17:03

    Concordo plenamente com o comentário do Alexandre Lopes. É uma babaquice sem tamanho e totalmente sem fundamento essa rivalidade imposta pela mídia. Se é para ter rivalidade com algum país, que seja com Espanha, Portugal, entre outros, que foram países que exploraram Brasil e América Latina. Mas conhecimento histórico é difícil de achar nessa gente alienada.

  9. Denisbaldo Postado em 21/Jun/2014 às 17:50

    Torcedor de futebol (aquele legítimo frequentador de estádios) no mundo todo é um bando de bêbados, arruaceiros e encrenqueiros. Nada demais nesse vídeo. Segue o enterro.

  10. Thiago Postado em 21/Jun/2014 às 18:16

    Se estivessem sãos jamais fariam isso. Todo mundo deve estar mamado.

  11. Felipe Postado em 21/Jun/2014 às 18:33

    Briga? Onde? Tentaram imitar a noite das garrafadas, mas o fizeram em vão.

  12. lala Postado em 22/Jun/2014 às 16:17

    Quem briga por futebol merece morrer por futebol !!!!!!

  13. Jorge Postado em 22/Jun/2014 às 18:30

    Esse negócio de misturar bebida, nacionalismo tosco e fanatismo pelo futebol é pura idiotice. Não foi o que houve. Sou de BH, dei carona a dois argentinos, pai e filho, do Mineirão ao centro da cidade. Os hermanos são torcedores comuns, vieram para se divertir e conhecer nossa cultura. Estavam positivamente impressionados com o nosso país, a boa educação e a receptividade dos brasileiros. Eles também são da paz e da alegria.