Redação Pragmatismo
Compartilhar
Desenvolvimento Brasileiro 20/May/2014 às 23:36
17
Comentários

Otto sobre Lula e Dilma: “Desde o início vejo que tentam sabotar esse governo”

Otto se disse a favor dos avanços sociais proporcionados pelo governo e contra o radicalismo de figuras como Jair Bolsonaro. Músico falou também a respeito das táticas Black Bloc e sobre manifestações

otto lula dilma

Em entrevista para a revista Cult, o cantor pernambucano Otto falou sobre os governos Lula e Dilma, comentou a respeito da Copa do Mundo e também abordou a questão das manifestações. “Sou contra a violência. Nunca concordei com Black Bloc, com as pessoas quebrarem coisas. Não achava que o Brasil precisava chegar num desespero tão grande”, comentou o cantor.

O músico acredita que há muita coisa acontecendo que é pensada para atrapalhar o governo federal. “O que eu vejo é uma politicagem, uma sabotagem em cima desse governo, algo que eu sinto desde o primeiro governo de Lula. Eu morava no alto Leblon quando Lula ganhou. Era só eu e mais dois apartamentos gritando e o resto calado”, disse Otto, que ainda declarou que é impossível andar pelo país e não notar a mudança. “Eu que ando pelo Brasil vejo que a gente nunca teve uma situação melhor. Mas tem pessoas que não aguentam ver o pobre garantir mais coisa”, criticou.

Otto declarou voto em Dilma Rousseff e apontou que a utilização da violência nas manifestações pode despertar os grupos de extrema direita do Brasil. “Fico do lado da democracia sempre. Principalmente em horas como agora. Torço muito por dona Dilma, mas tô esperando a votação, o que vai dar. Respeito isso aí. Mas sou contra essa manifestação toda, esse perigo no qual estão colocando o Brasil. Parar a Copa, acho isso tudo aí meio ingênuo (…) O Brasil tem uma coisa pacífica tão bonita e isso está se perdendo. Falava com meus amigos que estavam numa de quebrar tudo, de destruir: ‘Calma aí’. Senão isso vai atiçar os bolsonaros, pode ver que eles subiram todos. Nessa hora sobe esse ‘boa família’, preconceituoso, careta… Esse cara está amando na hora que radicaliza. Vem a marcha da família, essas coisas tristes”.

Por fim, Otto falou sobre as contradições da base governista e as alianças políticas. “Democraticamente eu consegui mudar esse país, com meu voto. Já fui um tempo mais radical, mas eu tinha Sarney de presidente. Hoje ele é apoiador da base do meu governo. E eu não posso derrubar o meu voto porque o Sarney está me apoiando. Tenho que defender um pouco o apoio dele. É delicada a coisa. A democracia se constrói pouco a pouco”.

Fórum

Recomendados para você

Comentários

  1. Carlos Prado Postado em 20/May/2014 às 15:50

    A opinião desse músico tudo bem. Se ele concorda conosco só pode estar certo...

    • Gustavo Postado em 20/May/2014 às 17:24

      ahuahuahuahuahhua mto bom Carlos.

      • Mauro Postado em 20/May/2014 às 19:13

        Isso é coisa de quem não tem argumento

    • Mauro Postado em 20/May/2014 às 18:40

      É justamente o contrário não é porque ele concorda com a gente que está certo.Por ele estar certo, é que concorda com a gente. Você inverteu a relação de causa e efeito, o nexo causal. Mas por ele concordar conosco, você em vez de parar para pensar, e refletir sobre o conteúdo, você reage, como um bom reacionário, e já acha que está errado or discordar de você.

  2. Diogo Postado em 20/May/2014 às 15:52

    As ideias de Otto geralmente seguem por meandros que requerem algum esforço pra aproveitá-las. Dessa vez não. Ele foi simples, claro e certeiro! É bom saber que o artista que a gente tanto admira não goza da visão torpe do Brasil tão frequente em outros "artistas" tão em evidência nos últimos dias.

  3. Walter Postado em 20/May/2014 às 16:57

    Otto tem uma boa musica , mais infelizmente não toca nas RÁDIAS.

  4. Eduardo Abreu Postado em 21/May/2014 às 00:05

    ....aqui mesmo no Pragmatismo Político tem um monte de comentaristas que não aguentam ver filhos de pobre tendo oportunidades iguais aos filhinhos de papai de outrora... mas vão ter que engolir muitos anos ainda.... em 14 em 18 em 22 tudo 13.....

    • Rogerio Postado em 21/May/2014 às 09:57

      A burguesia que se lamente. Pobre agora freqüenta shopping, e não é só olhando vitrine. Pobre compra iPhone, Galaxy, passagem aérea e TV de plasma. Só não compra roles AINDA!

  5. Pedro Postado em 21/May/2014 às 02:29

    Brasil: onde músico e artista paga de intelectual.

  6. Thiago Teixeira Postado em 21/May/2014 às 07:36

    Se no Leblon não comemoraram a vitória de Lula, imagina na casa dos Marinhos, Civita, Saad e família Frias?

  7. pedro Postado em 21/May/2014 às 09:31

    Vejo que grande parte dos que se consideram de esquerda estão acomodados com o atual governo. No entanto vemos que, apesar dos avanços do governo Lula, os quatro anos de Dilma não representaram nenhum avanço. O Brasil precisa de reformas muito mais profundas. Se nem os partidos ditos mais progressistas oferecem isso, o povo realmente sai às ruas.É de uma covardia extrema dizer que as manifestações populares são perigosas, que podem ocasionar levantes de direita! O Brasil precisa de uma cultura de manifestações, em que o cidadão tenha real noção de seu poder político, que é exercido nas ruas por meio da pressão. Não podemos ser conformistas e acreditar na mágica da democracia representativa. Imagino que com os protestos durante a Copa o momento político será adequado para reformas mais profundas, como as propostas pela Dilma em seu pronunciamento em julho de 2013. Basta a ela saber aproveitar isso e não trair o povo

    • Mauro Postado em 21/May/2014 às 21:48

      Desde que saiba o que está se reivindicando.Mas não é o que está acontecendo.tem muito analfabeto político fazendo papel de inocente útil sendo como massa de manobra por uma elite golpista que quer voltar ao poder.Como não tem programa de governo, tem que desestabilizar. Uma pessoa minimamente bem informada sabe que o que está faltando é as pessoas aprenderem a votar para o Congresso.Muitas reformas não passaram porque o governo é minoria.

    • Fátima Postado em 01/Jun/2014 às 22:36

      Não me canso de falar isso, nos falta Civismo e Civilidade, estão usando um evento Mundial para protestar? qualquer pessoa com o mínimo de sensatez percebe que transformaram a Copa do Mundo em disputa política

  8. Silvio Postado em 01/Jun/2014 às 21:51

    Muitos revoltados com a situação na primeira oportunidade usam o jeitinho para levar vantagem em tudo. Penso que devido a essas distorções, formar quadros no nosso pais é muito complicado e o custo de algumas alianças é muito alto. Assistir coronéis apoiarem um programa de governo de esquerda é matéria única no mundo. Com muito menos caem-se os gabinetes.

  9. Manoel Silva Postado em 02/Jun/2014 às 09:00

    tenho lido bastante sobre as competências de cada governo, isso é básico antes de iniciar uma cultura de protesto, saber pq se esta protestando e contra o que protestar, dizer somente "fora dilma" ou "fora pt" não vai resolver o problema se o que queremos nem sempre é competência federal, em alguns casos sim e nesses que sejamos específicos, em relação a qualidade de vida dos pobres quem anda na periferia sabe, as coisas tão melhorando em marcha lenta, mas estão, muitas vezes pela incompetência do governo municipal e estadual.

  10. Gilson Dee Postado em 02/Jun/2014 às 11:29

    Sempre achei esse cara meio analfa...

  11. deoclecio Postado em 02/Jun/2014 às 19:03

    *limpo e claro.já admirava .agora sou fã *